26.6 C
Uberlândia
sexta-feira, junho 14, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosNovo fertilizante nitrogenado melhora a eficiência agronômica da ureia

Novo fertilizante nitrogenado melhora a eficiência agronômica da ureia

Crédito Embrapa Solos
Crédito Embrapa Solos

Tecnologia desenvolvida pela Embrapa Solos (Rio de Janeiro (RJ)) em parceria com a Esalq/USP (Piracicaba (SP)) pode gerar grande economia na compra de ureia pelos produtores rurais. Vale lembrar que a ureia é o fertilizante mais utilizado na agricultura brasileira como fonte de hidrogênio.

A inovação da tecnologia é que os inibidores de urease, que evitam a transformação do nitrogênio presente no fertilizante em amônia gasosa ou em nitrato, em vez de estarem aplicados ao redor do grânulo do produto estão, agora, incorporados ao grânulo. Os produtos foram desenvolvidos no laboratório da Embrapa e os testes (volatilização de nitrogênio) foram realizados na Esalq, no Departamento de Ciência do Solo.

“Desenvolvemos essa tecnologia porque o fertilizante nitrogenado é caro, em grande parte importado, e mais de 40% é perdido para a atmosfera ou para a água, quando aplicado no campo“,justifica o chefe de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa Solos, José Carlos Polidoro.

“Os inibidores de urease são conhecidos há bastante tempo, e com sua incorporação aos grânulos conseguimos aumentar sua eficiência. Assim sendo, a vantagem competitiva do produto para a indústria é grande, já que ele utiliza um inibidor conhecido, em menor dose“, acrescenta.

A tecnologia, desenvolvida no âmbito da Rede FertBrasil (grupo de pesquisa em fertilizante na Embrapa), está disponível no centro de pesquisa carioca. Vale lembrar que o ‘fertilizante nitrogenado com aditivos incorporados aos grânulos’ é de fácil fabricação, sem necessidade de grandes adaptações nas instalações das fábricas interessadas em produzi-lo.

“Com base no conhecimento da dinâmica do nitrogênio proveniente da aplicação da ureia no solo, este fertilizante se insere num contexto estratégico e econômico da busca de maneiras para minimizar as perdas deste nutriente“, diz Polidoro. Os inibidores de urease (NBPT, H3BO3, Cu) proporcionam menor perda de nitrogênio por volatilização e lixiviação e, consequentemente, produtos com esses inibidores apresentam maior eficiência agronômica em relação à ureia perolada e aos fertilizantes comerciais revestidos com esses mesmos aditivos.

Essa matéria você encontra na edição de dezembro 2017 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Carvão vegetal os seus desafios e oportunidades

AutorJehan Serafim de Albuquerque Bacharel em Ciência da Computação, pós-graduado em Gerenciamento de Projetos pela FGV, especialista INFLOR para os processos de carbonização e...

Subsolador – Tecnologia aplicada ao preparo de solo

A escassez hídrica que vem ocorrendo no sudeste brasileiro tem reduzido significativamente a disponibilidade de água para abastecimento humano, para processos industriais e para...

Sem ações preventivas no manejo de resistência, milho voluntário causa prejuízos em lavouras de soja

É uma situação complexa, que acontece tipicamente nas lavouras do Brasil. Durante a colheita do milho safrinha, é possível ocorrer perdas de grãos e espigas, que podem produzir o chamado milho voluntário, também conhecido como planta guaxa ou tiguera, que impacta na lavoura de soja. “Esta planta deve ser vista como uma espécie agressiva ao cultivo comercial da soja, já que compete por luz, água e nutrientes, comprometendo a produtividade. Alguns estudos apontam que a presença de 2 a 4 plantas de milho por metro quadrado pode causar redução de até 50% da produção e soja'', afirma Ricardo Dias, gerente de produtos e mercados centro-sul da Arysta LifeScience.

Cochonilhas podem atacar e causar a morte do cafeeiro

Lenira Viana Costa Santa-Cecília Engenheira agrônoma e pesquisadora do IMA/EPAMIG Sul/EcoCentro/Lavras (MG) Brígida Souza Engenheira agrônoma e professora do Departamento de Entomologia da UFLA/ Lavras...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!