Novos híbridos de pimentão e técnicas de cultivo

0
163

Autor

Givago Coutinho Doutor em Fruticultura e professor efetivo do Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado)givago_agro@hotmail.com

Pimentão – Crédito: Miriam Lins

Originário do Sul do México e América Central, o pimentão (Capsicum annum)  pertence à família Solanaceae. Esta família possui aproximadamente 150 gêneros e 3.000 espécies de vegetais, estando entre famílias mais diversificadas de angiospermas eudicotiledôneas.

Rico em vitamina C, o pimentão está entre as hortaliças mais ricas nesta vitamina, além de ser uma excelente fonte de vitamina A quando maduro. Hortaliça pouco calórica é também fonte de cálcio, fósforo e ferro.

Planta típica de verão, o pimentão atualmente pode ser produzido no inverno, sendo neste caso feito cultivo protegido em estufa. Além disso, o desenvolvimento de híbridos modernos proporcionou a oferta de pimentões em praticamente qualquer época do ano.

Assim, antes da implantação da horta, o produtor deve conhecer bem o mercado e as características do local de produção visando acertar na escolha da variedade, e assim ser bem sucedido na atividade.

Técnicas de cultivo

Do ponto de vista botânico, o fruto do pimentão é uma baga que pode apresentar forma, tamanho e cor variáveis. Atualmente, é possível encontrar disponíveis no mercado diversos híbridos de pimentão, assim podem ser encontrados, basicamente, três tipos de formatos diferentes de frutos, podendo ser quadrado, retangular ou cônico.

Já em relação à coloração, quando imaturos são verdes, tornando-se vermelhos, amarelos ou alaranjados ao amadurecer, o que varia com a variedade em questão. Os pimentões de coloração roxa e creme apresentam esta cor desde o início de formação, não passando pela coloração verde, como os demais.

Com base nas opções disponíveis, a escolha do material a ser utilizado deve ter por direcionamento o mercado consumidor. Com relação ao formato, o cônico tradicional continua sendo o mais cultivado, sendo também crescente a busca por frutos de formato retangular e quadrado, sendo este último muito apreciado em pratos que exigem o mínimo de processamento.

Em campo

Outro critério a ser observado na escolha do híbrido é o ambiente de cultivo, pois os diferentes híbridos ou os materiais genéticos têm respostas adaptativas diferentes no sistema de produção em ambiente protegido e/ou a céu aberto.

Em cultivo protegido  pode-se ter maior controle ambiental, assim, neste caso, podem ser utilizados materiais ou híbridos mais sensíveis. Híbridos com frutos coloridos são os preferidos neste caso, pois apresentam alto valor agregado.

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.