26.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasNovos inseticidas da Sipcam Nichino para controle de pragas do tomate mostram...

Novos inseticidas da Sipcam Nichino para controle de pragas do tomate mostram eficácia

Soluções têm como alvos traça-do-tomateiro, broca-grande-dos-frutos, ácaro-rajado, broca-pequena-dos-frutos, mosca-minadora e tripes

Foto: Sérgio Camargo

A área técnica da Sipcam Nichino Brasil informa que leva a campo um novo programa para tratamento do tomateiro, baseado no uso alternado dos inseticidas Ohkami® e Takumi®, ambos lançados no país em períodos recentes e resultantes de novas moléculas químicas desenvolvidas pela Nichino do Japão.

Conforme a companhia, o emprego integrado das soluções entrega indicadores elevados no controle das pragas traça-do-tomateiro (Tuta absoluta), broca-grande-dos-frutos (Helicoverpa zea), ácaro-rajado (Tetranychus urticae), broca-pequena-dos-frutos (Neoleucinodes elegantalis), mosca-minadora (Lyriomyza huidobrensis) e tripes (Frankliniella schultzei).

A traça-do-tomateiro, por exemplo, conta com capacidade para se multiplicar velozmente e prejudicar a produtividade do tomate. Em seu ciclo de vida, destaca a Sipcam Nichino, uma fêmea da praga deposita de 55 a 130 ovos. Na forma de lagarta, se alimenta de estruturas da planta e de frutos formados. Não controlada, causa danos de 70% a 100% à produção. As demais pragas-alvos, acrescenta a companhia, também têm potencial para causar perdas robustas.

O ácaro-rajado, por exemplo, prossegue a companhia, se situa entre as mais importantes pragas polífagas do mundo, ao passo que a broca-pequena dos frutos detém potencial para ocasionar perdas da ordem de 80% à produção. Já a mosca-minadora, de uma praga secundária converteu-se em risco a cultivos. O tripes, por sua vez, transmissor do vírus causador da devastadora doença chamada ‘vira-cabeça’, tornou-se altamente desafiador ao produtor na safra.

Para a companhia, a integração entre Takumi® e Ohkami® possibilita o ‘controle inteligente’, simultâneo, desse complexo de pragas, “com relação custo-benefício favorável, além de consistir em uma estratégia bem-sucedida para o manejo de resistência, adequada ao manejo integrado de pragas (MIP)”.

Segundo a empresa, a solução Takumi® se diferencia pela molécula Flubendiamida 222 e pela formulação micronizada. “Trata-se de uma ferramenta de alto desempenho sobre lagartas difíceis de controlar. Cessa ataques logo após aplicado, por contato e ingestão”, frisa a companhia.

Já Ohkami®, informa a Sipcam Nichino, advém da molécula Tolfenpirade®. Este inseticida, segundo a fabricante, transfere desempenho altamente favorável no controle das pragas-alvos. “O Tolfenpirade® diminui fortemente a fertilidade das pragas em sua fase adulta”, exemplifica a empresa.

ARTIGOS RELACIONADOS

Manejo contra resistência de pragas

O cultivo de grãos é um dos setores mais importantes da economia brasileira.

Helicoverpa: Pulverização em baixa população e em lagartas pequenas

  José Fernando Grigolli Engenheiro agrônomo, mestre e pesquisador em Fitossanidade da Fundação MS   O maior medo dos produtores brasileiros, atualmente, se refere às lagartas “come tudo“....

Topseed Premium investe em sementes de mini-hortaliças

  Os minilegumes são rentáveis ao produtor e atendem tanto aos chefs de cozinha quanto aos pais interessados em uma refeição mais lúdica para estimular...

Nutrição otimizada com aplicação de aminoácidos

Guilherme Augusto Canella Gomes Doutor e professor de Agronomia do Instituto Federal de São Paulo, campus Barretos guilhermecanella@ig.com.br   Infelizmente, ainda existe no mercado brasileiro uma série de...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!