23.3 C
São Paulo
quarta-feira, julho 6, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Nutrição ideal para a cultura do morango

Nutrição ideal para a cultura do morango

Mário Calvino Palombini

Consultor da Vermelho Natural

vermelhonatural@hotmail.com

 

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

A nutrição de morango é um dos fatores de grande importância no sucesso da lavoura. Em sistemas de plantio a céu aberto, ela começa pelos trabalhos de preparo do solo. Inicialmente é recomendado o plantio de aveia nas áreas de cultivo para a redução de doenças de solo. Quando a aveia atingir a maior massa foliar (antes da floração,) esta deve ser incorporada.

O próximo procedimento é a análise de solo, com no mínimo cinco meses de antecedência ao plantio.Baseado na análise, se determina a quantidadee o tipo de calcário a ser utilizado, o qual deve ser incorporado a 20 cm de profundidade e aguardar 30 dias para que ocorra a correção do pH.

Faz-se o primeiro encanteiramento, conforme a análise de solo, colocam-se os adubos orgânicos, novamente é feito o encanteiramento, aplicam-se os adubos químicos e mais um encantamento. Depois de umedecido o solo, este estará pronto para o plantio.

Uma observação – no momento do plantio não deve haver palha em decomposição, pois as bactérias decompositoras imobilizam o nitrogênio, indisponibilizando-o para as plantas.

Crédito Shutterstock
Crédito Shutterstock

Slabs

No caso do plantio fora do solo, o procedimento de instalação dos slabs pré-plantio deve levar em consideração os seguintes fatores:

ðNo caso dos slabs serem pré-fabricados, se estes possuírem logomarca, deve ser colocado nas prateleiras com a logomarca voltada para cima.

ðAo colocar os slabs nas prateleiras, o produtor deve assegurar que o substrato está bem distribuído no decorrer da linha.

ð O espaço entre as extremidades de dois slabs deve ser de acordo com o sistema de produção, com distância mínima não ultrapassando mais que 02 cm (aproximadamente dois dedos).

ðA cada 20 cm, no máximo, deve haver gotejadores individuais. A taxa de fluxo recomendada é de 01 a 02 litros/hora.

ðPara a hidratação, adicionar a quantidade de água necessária para que o substrato esteja bem umedecido.

ð Após 48 horas devem ser feitos os orifícios de drenagem, na parte inferior, em ambos os lados e/ou no centro do slabs. Também deve-sefurar as extremidades dos slabs, na parte inferior próxima das laterais. No total, devem ser feitos, no mínimo, quatro orifícios de drenagem por metro de slabs.

ðOs slabs devem ser lavados com água corrente limpa. A lavagem irá reduzir o nível de condutividade elétrica(CE) da água de drenagem para o nível da água de irrigação. Este procedimento pode levar tempo e água, mas é crucial para o crescimento da planta.

ðDurante ou após a lavagem, devem ser feitos os furos de plantio.

ðApós a lavagem, os slabs devem ser irrigados durante quatro dias com uma fórmula completa de fertirrigação, após a qual eles estarão prontos para o plantio.

 A solução nutritiva deve ter os nutrientes equilibrados - Crédito João Bernardi
A solução nutritiva deve ter os nutrientes equilibrados – Crédito João Bernardi

Não confunda

Os adubos de fertirrigação são diferentes dos utilizados na adubação de base. Tratam-se de adubos solúveis em água. Geralmente, sais como nitrato de cálcio, amônio e magnésio, sulfato de potássio, magnésio, zinco, cobre, manganês; ferro quelatizado, boro e molibdênio também podem ser usados em adubos formulados.

Entretanto, deve-se tomar cuidado com a compatibilidade entre adubos, a solubilidade, corrosividade, acidificação e a salinização do substrato. É importante, ainda, fazer uma análise da água para verificar suas características e se é apta para a fertirrigação.

As adubações de fertirrigação também são diferenciadas conforme o sistema de produção.No sistema de solo, as fertirrigações são feitas para a recomposição da adubação de base. A definição das adubaçõesvariam conforme as características da região e a orientação dos respectivos responsáveis técnicos.

Cuidados

No sistema fora de solo, a quantidade e a relação entre os adubos deve ser mais criteriosa. Por se tratarem de fertirrigações emsubstratos inertes, é importante tomar alguns cuidadosquanto à sua aplicação.

Quando se utilizam tanques com adubos concentrados, devido à incompatibilidade entre adubos, o produtor deve possuir, no mínimo, dois tanquespara fertilizantese outropara o ácido. No tanque de concentrado, se existir a possibilidade de reação entre adubos,o pH deve ser mantido próximo a 03.

A solução nutritiva deve ter os nutrientes equilibrados, níveis adequados de condutividade elétrica e pH, podendo variar conforme a variedade, estado fisiológico da planta e época do ano.

A maioria das fertirrigações deve ser feita com solução nutritiva.Nas fertirrigações e drenagens, os níveis de condutividade elétrica (CE) e pHprecisam seguir a recomendação da cultura, que varia de 1.0 a 1.5.

Porcentagens de drenagens, períodos e intervalos entre as fertirrigações devem levar em consideração os seguintes fatores:

ÂŒ Reduzir ao máximo as perdas de solução nutritiva;

 Deve ocorrer, no mínimo, uma irrigação diária;

ÂŽOs intervalos e os períodos de fertirrigações devem ser adequados para se manterem uniformes em toda a superfície, com capacidade de retenção de água e aeração específica do substrato.

A relação entre as quantidades de adubos varia conforme o solo, substrato, água, clima, estado fisiológico e a variedade, necessitando para isso de um responsável técnico capacitado para determinar os adubos e as formas de aplicações.

Essa matéria você encontra na edição de maio da Revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira o seu exemplar.

Inicio Revistas Hortifrúti Nutrição ideal para a cultura do morango