21 C
Uberlândia
sábado, julho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosFlorestasO manejo integrado de formigas cortadeiras e inovações

O manejo integrado de formigas cortadeiras e inovações

 

Bianca Vique Fernandes

M.Sc. Ciência Florestal e pesquisadora em Proteção Florestal da Vallourec Florestal

bianca.vique@vallourec.com

Não deixe que as formigas cortem seu lucro - CréditoShutterstock
Não deixe que as formigas cortem seu lucro – CréditoShutterstock

As formigas são insetos sociais que apresentam castas reprodutoras e não reprodutoras, vivendo em colônias permanentes. Os ninhos subterrâneos possuem centenas de câmaras ligadas entre si e com o exterior por meio de galerias. No exterior notam-se montes de terra solta formados pela terra retirada das câmaras e galerias. O tamanho de um sauveiro é variável, podendo alcançar mais de 200m², com uma população de três a oito milhões de formigas.

As formigas desfolham as plantas em qualquer fase de seu desenvolvimento, cortando suas folhas, que são carregadas para o interior de seus ninhos sob o solo, onde cultivam fungos simbiontes, o que torna mais difícil o seu controle.

Ao longo de décadas, o controle biológico de formigas cortadeiras ainda é um desafio da atualidade, pois são as principais pragas dos reflorestamentos brasileiros, e a principal forma de controle ainda é o químico.

Monitoramento

Para a tomada de decisão de controle de formigas cortadeiras é necessário, primeiramente, realizar o monitoramento das áreas. O monitoramento serve para aumentar a eficiência e reduzir os custos de combate, bem como reduzir o impacto ambiental decorrente de aplicações exageradas de inseticidas.

As amostragens podem ser do tipo: parcelas ao acaso, variando entre 720 e 1.080m² e por transectos em faixas, que são parcelas de comprimento variável, igual ao da linha de plantio e largura, variando de duas a três entrelinhas. Com o resultado do monitoramento é possível estimar a infestação de formigas em m²/ha e comparar com os valores de nível de controle, conforme a tabela abaixo.

Níveis de controle de formigas cortadeiras para diferentes idades de colheita para florestas de Eucalyptus spp.

Espécies de Eucalyptus Idade da Colheita (meses) Nível de Controle (m²/ha)
 
 
Eucalyptus spp

48

10,23

60

8,58

72

7,63

84

7,02

 
Eucalyptus camaldulensis

48

14,96

60

12,65

72

11,32

84

10,46

Atualmente, as empresas florestais que utilizam o monitoramento para a tomada de decisão de controle reduzem de 10 a 30% no custo do combate.

Controle

As táticas de controle de formigas cortadeiras podem ser por resistência de plantas, mecânico, cultural, físico, biológico e químico, sendo as duas últimas as táticas de controle mais pesquisadas entre as empresas e universidades.

O biológico destaca-se por ser o desafio de se manter a manutenção das condições ambientais favorecendo a reprodução, abrigo e alimentação dos inimigos naturais.

Entre os fungos entomopatogênicos mais estudados estão o Metharizium anisophiae e Beauveria bassiana, em que se verificou a eficiência de 20 a 70%, respectivamente, no controle de Acromyrmex. Entretanto, os mesmos resultados não são obtidos no campo, principalmente devido à dificuldade de aplicação e pelo comportamento social desses insetos, que reduz a eficiência desses entomopatógenos.

Outros estudos são com nematoides e extratos de plantas, que encontram com as mesmas dificuldades que os fungos. Assim, o controle químico é a tática do manejo integrado mais empregada no manejo de formigas cortadeiras, podendo ser utilizada de três maneiras: isca formicida, termonebulização e pó seco.

Bianca Vique Fernandes, pesquisadora da VallourecFlorestal
Bianca Vique Fernandes, pesquisadora da VallourecFlorestal

Isca formicida

É a maneira mais prática e econômica de controle de formigas. Consiste na mistura do ingrediente ativo com um veículo (bagaço de laranja) atraente para as formigas, que é carregada para o interior dos ninhos, sendo utilizada no período seco.

A dosagem de isca formicida recomendada pelo fabricante varia de 6g a 10g por metros quadrados. O combate com isca pode ser realizado de duas formas: combate localizado, que consiste em distribuir os combatentes no campo até encontrar um formigueiro ou combate sistemático, que consiste em distribuir o formicida na área de plantio, independente da localização dos formigueiros.

A isca pode ser aplicada com dosadores manuais, dosadores costais ou mecânicos (equipamento costal ou mecânico próprio para aplicar iscas formicidas). Após a aplicação, o inseticida mata o formigueiro lentamente (após 40 dias) e paralisa as atividades de corte rapidamente (de 3 a 6 dias).

Termonebulização

É um dos métodos mais eficientes de combate a sauveiros em reflorestamentos, porém, é pouco utilizado por ser muito caro (custo de aquisição e manutenção do equipamento, chamado termonebulizador). Este método consiste na mistura do ingrediente ativo num veículo (querosene ou óleo diesel).

Recomenda-se seu uso para formigueiros grandes, principalmente nas operações de combate inicial ou quando é necessário o combate em períodos chuvosos, matando o formigueiro rapidamente.

Essa matéria completa você encontra na edição de abril/maio da revista Campo & Negócios Floresta. Adquira a sua para leitura integral!

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Gotejamento traz sustentabilidade ambiental e economia para lavoura de café

  Sistema de irrigação avançado evita desperdício de água ao irrigar direto na raiz da planta e economia pode chegar até 70%; conheça o case...

Vinícola Legado dá início às festividades da colheita da uva

Este ano, a vinícola localizada em Campo Largo vai oferecer duas experiências distintas em sua tradicional Festa da Colheita, já em sua 9ª edição. O evento acontece nos dias 21 e 22 de janeiro, das 10h30 às 16h

Espécies alternativas para reflorestamentos

Autores Antônio Renan Sales de Castro Engenheiro florestal e mestrando em Ciências Florestais - Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) renansales6@hotmail.com Luan Felipe...

Colheita de café arábica avança aos poucos

Os cafés colhidos na região de Garça (SP) que têm chegado para prova apresentam boa qualidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!