O trigo encontra no cerrado, temperaturas amenas no inverno

0
317

Autor

Antônio Sergio de Souza
Eng. Agrônomo, Mestrando em Produção Vegetal UFV Rio Paranaíba

A cultura do trigo encontrou no cerrado, temperaturas amenas no inverno e baixo índice pluviométrico na colheita, garantindo, o diferencial do trigo do cerrado, a excelente qualidade sanitária, com alta qualidade industrial, e ótimo peso hectolitro com maior extração de farinha.

Na década de 80, acontece a introdução da cultura do trigo no cerrado mineiro, na região do Padap, Programa de Assentamento Dirigido do Alto Paranaíba, (São Gotardo, Rio Paranaíba e outras cidades), sendo então introduzido por agricultores oriundos do Paraná, com sementes trazidas do estado.

Desde o princípio de sua implantação, a cultura do trigo apresentou uma excelente adaptação ao clima da região do cerrado, com temperaturas amenas, no inverno e baixo índice pluviométrico, no período de colheita, que ocorre de agosto a setembro, garantindo assim uma alta qualidade industrial.

Desenvolvimento do trigo especifico para o cerrado

A pesquisa para o desenvolvimento das primeiras variedades de trigo, especificas para o cerrado mineiro, foram testadas na fazenda experimental da Coopadap Semente no município de Rio Paranaíba, em apoio, a projetos de pesquisa de empresas públicas, como a Embrapa; IAC; Epamig; UFV e Coodetec, resultando em variedades especificas para o cerrado, tais como: MGS-3/Brilhante da Epamig, que foi recomendada para o plantio em sequeiro, no mês de março; as variedades BRS-264 e BRS-254 da Embrapa, que foram recomendadas para o plantio irrigado em pivô central.

Pioneirismo e genética inteligente

A COOPADAP SEMENTES firmou parceria de pesquisa, com a COODETEC, em 2007, para o desenvolvimento genético de novas variedades de trigo. Em 2010, em função da severidade do ataque de Brusone do trigo, (Pyricularia grisea), na região do cerrado, os trabalhos de melhoramento genético foram intensificados, com o cruzamento de variedades resistentes com variedades adaptadas ao cerrado, em busca de variedades especificas para o cerrado, com o ganho das características de resistência genética, principalmente ao Brusone.

A parceria com a BIOTRIGO, veio em 2014, e ampliou o desenvolvimento das variedades adaptadas, às condições ambientais do cerrado mineiro, com as características de resistência, as principais doenças da triticultura.

Em 2018, a COOPADAP SEMENTES expande sua área de atuação, e passa a fornecer sementes adaptadas de trigo, para novas regiões de cerrado em Goiás, Bahia e Minas Gerais.

TBIO Aton uma variedade especifica para o cerrado

Em 2020, finalmente acontece o lançamento da variedade de trigo especifica para cerrado, a TBIO Aton Cerrado, variedade com característica de moderada resistência ao Brusone, e moderada resistência ao acamamento, fornecendo um novo padrão de tolerância ao estresse hídrico, com característica de alto potencial produtivo.

Para o ano de 2021, a BIOTRIGO e a COOPADAP SEMENTES. já preparam o lançado de uma nova variedade de trigo para cerrado, TBIO Duque, variedade de trigo branqueador, com característica de moderada resistência ao Brusone.

Atualmente a COOPADAP SEMENTES, disponibiliza aos produtores, variedades de trigo adaptadas ao cerrado, da EMBRAPA TRIGO e da BIOTRIGO.

Legenda das Fotos:

Foto 1 – Trigo chega ao cerrado mineiro na década de 80, trazido por agricultores oriundos do Paraná, de onde veio as primeiras sementes.

Foto 2 – Desenvolvimento genético do trigo para o cerrado passou pela fazenda experimental da Coopadap Sementes.

Foto 3 – Lavoura de Tbio ATON Cerrado, plantio a lanço, no sequeiro, em São Gotardo MG, com precipitação de 88 mm após a semeadura, com produção de 55 sc/ha.

Foto 4 – O diferencial do trigo no cerrado é o período seco de colheita que vai de agosto a setembro, garantindo excelente qualidade sanitária.

Foto 5 – Tbio ATON Cerrado, alta produção e moderada resistência a brusone e ao acamamento.