18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Organominerais estimulam a proliferação de microrganismos

Organominerais estimulam a proliferação de microrganismos

Arthur Henrique Cruvinel Carneiro

Técnico em Agricultura e Zootecnia, graduando em Agronomia – Universidade Federal de Lavras (UFLA), integrante do grupo PET Agronomia, coordenador de extensão do Grupo de Estudos em Herbicidas, Plantas Daninhas e Alelopatia (GHPD) e membro do Núcleo de Estudos em Cafeicultura (NECAF)

arthurhcruvinel@hotmail.com

Vinicius Henrique Gomes Zuppade Andrade

Graduando em Agronomia ” UFLA, integrante do Programa de Monitoria UFLA/Anatomia e Histologia de espermatófitas, do PIVIC e do PET/Agronomia

Ivens Henrique Carvalho da Cruz

Técnico em Agricultura e Zootecnia, graduando em Agronomia ” UFLA, integrante do PIVIC, membro do Núcleo de Estudos em Forragicultura (NEFOR/UFLA) eintegrante do PET/Agronomia

 

 Crédito Miriam Lins
Crédito Miriam Lins

O solo é constituído de frações minerais, originadas de rochas, e frações de matéria orgânica (M.O.) originadas da decomposição de restos de plantas e animais, assim definindo a palavra “orgânica“.

Entendendo melhor a M.O., existem quatro grandes grupos. Os carboidratos e proteínas são os mais importantes, pois possuem rápida decomposição e favorecem a disponibilidade de nutrientes para o solo, como nitrogênio (N), fósforo (P) e enxofre (S).

A lignina, outro grupo importante, é um composto altamente resistente, não sofrendo tanto com a ação do intemperismo, fazendo parte do húmus. E, por fim, temos os lipídeos (ceras e resinas), que são resistentes e contribuem com a liberação de enxofre (S) e fósforo (P) para o solo.

Os fertilizantes organominerais equilibram o solo, favorecendo o plantio - Crédito Luize Hess
Os fertilizantes organominerais equilibram o solo, favorecendo o plantio – Crédito Luize Hess

Matéria orgânica

A M.O. tem como suma importância a manutenção da micro e mesobiota do solo, que representa apenas 5% de todo o sistema solo-planta. Mas é de extrema importância, pois a ação dos microrganismos que atuarão sobre os restos orgânicos presentes no solo devolverão ao solo os nutrientes necessários para que os seres vivos que habitam o perfil possam adquirir energia pra sobreviver, mantendo o equilíbrio e a conservação do solo.

A biota do solo pode ser entendida como sendo as bactérias presentes em 40% do solo, os fungos e algas outros 40%, minhocas 12% e a mesofauna 8%, ressaltando que esta porcentagem é variável de solo para solo, de cultura e manejo adotado, e apenas representa uma média geral dos nossos solos.

A fração de M.O. presente no solo é influenciada por atividades humanas, fatores climáticos e pela cobertura vegetal, sendo a sua maior concentração encontrada em áreas de climas úmidos e temperados.

A matéria orgânica mntém a micro e mesobiota do solo
A matéria orgânica mantém a micro e mesobiota do solo

Fertilidade

Os componentes do solo interagem todos entre si, o que possibilita que a matéria orgânica seja decomposta de forma distinta e heterogênea. Na camada mais superficial do solo, onde se encontram vegetais mortos mais recentemente, ocorre uma decomposição mais rápida, denominada humificação ” assim, o solo adquire uma coloração mais escura por causa do húmus presente na superfície.

Além deste processo, ocorre também a mineralização da matéria orgânica, que pode ser explicada como a transformação da M.O. em nutrientes minerais que serão absorvidos pelas raízes.

Ao final destes dois processos, tenderá a haver um equilíbrio entre humificação e mineralização, que poderá ser mantido ou quebrado, dependendo das práticas de cultivo adotadas. Assim, estes dois processos em interação, juntamente com uma maior retenção de água pelo solo, devido à M.O. eà proteção da superfície, contribuem com a melhoria da fertilidade do solo e aumentam os microrganismos presentes, favorecendo assim qualquer tipo de solo e cultura.

Fertilizantes organominerais

Fertilizantes organominerais são adubos orgânicos revestidos/enriquecidos com nutrientes minerais. A fração orgânica pode ser obtida a partir de fontes como dejetos processados de aves e suínos (ricos em fósforo e nitrogênio) e turfa (restos vegetais decompostos por bactérias ou enzimas) extraída de solos com alta umidade.

A fração mineral é fabricada industrialmente e acrescentada à matéria orgânica, e esta, presente nos fertilizantes organominerais, também é importantíssima para a fertilidade do solo, como foi mencionado anteriormente.

Uma grande vantagem presente neste tipo de fertilizante é a função que ele exerce em relação ao fósforo, pois diminui a sua retenção por óxidos de ferro e alumínio no solo, bloqueando os sítios de ligação com os radicais orgânicos.

A M.O. ainda possui um efeito quelante sobre alguns nutrientes, como ferro, manganês, zinco e cobre, possibilitando assim uma maior facilidade no transporte para áreas de maior demanda da planta, e assim otimizando sua absorção.

Solo

Outro grande ponto a ser mencionado sobre os fertilizantes organominerais é a sua capacidade de melhoria nas propriedades físicas do solo. A presença da matéria orgânica nestes fertilizantes ajuda na melhoria da estrutura do solo, evitando perdas por lixiviação em solos arenosos, pesados e compactos, promovendo também a aeração do solo e melhorando o aproveitamento da água.

Já do ponto de vista químico, auxilia na regulação do pH, neutralizando solos ácidos e alcalinos, e promove a conversão de elementos nutritivos em formas disponíveis para a planta, processo denominado mineralização.

Essa matéria você encontra na edição de julho da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar.

Inicio Revistas Grãos Organominerais estimulam a proliferação de microrganismos