19.6 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosGrãosOrganominerais garantem maior eficiência na absorção de fósforo

Organominerais garantem maior eficiência na absorção de fósforo

Jorge Otavio Mendes de Oliveira Junek

Mestre em Agronomia, professor da Uniaraxá, consultor e pesquisador

jorge.junek@gmail.com

CréditoShutterstock
CréditoShutterstock

Os fertilizantes organominerais são produtos que possuem em sua composição a matéria orgânica. Diferente do fertilizante convencional, que se utiliza de produtos químicos, ou seja, cada grânulo possui um dos elementos do NPK, o fertilizante organomineral traz associado ao grão a matéria orgânica.

O produto organomineral granulado pode ser exclusivamente de matériaorgânica devárias origens.Pode, também, estar associado a um dos elementos do NPK. Outra opção são as técnicas mais recentes que permitem produzir um produto com todos os elementos de NPK em um únicogrão de fertilizante, mais matériaorgânica.

Por conta da matériaorgânica utilizada e por conta das diferentes técnicas de produção,são gerados produtos diferentes, com efeitos agronômicos diferentes, mesmo que semelhantes. Assim, ainda estamos testando estes produtos no campo e suas vantagens e desvantagens.

Por que investir nos organominerais

Uma inegável vantagem da utilização dos fertilizantes organominerais é a matéria orgânica que vem associada à parte química. Jáé de conhecimento comum que a matériaorgânica altera a CTC, a capacidade de troca de cátions do solo, característicaquímica fundamental na construção da fertilidade dos solos altamente produtivos.

Uma característica é que esta matériaorgânica, que antes vinha a lanço em área total, agora é aplicada em sulco próximo às raízes, a exemplo dos químicos que temos interesse de aplicar eficientemente no local mais próprio para que a planta tenha a melhor absorção.

Por conta da presença da matériaorgânica no produto, o pH no entorno da partícula tende a ser diferente de um fertilizante convencional, o que favorece a disponibilidade de nutrientes, entre eles o fósforo.

Os organominerais têm matéria orgânica associada à parte química - Crédito Shutterstock
Os organominerais têm matéria orgânica associada à parte química – Crédito Shutterstock

Absorção de fósforo

O fósforo no solo se apresenta principalmente na forma de fosfato tricálcico (Ca3(P O4)2), uma forma nãodisponível para as plantas. Ele ocorre na forma orgânica e mineral, esta última podendo ser solúvel.

Contudo, na forma solúvel éinstável, passando para a forma indisponível rapidamente, ou seja, o fósforo passa para uma condiçãoimóvelnãosolúvel em um curto período de tempo.

Os solos do Cerrado são naturalmente pobres em fósforo, o que os torna muito sensíveis à imobilização deste elemento. A imobilização do fósforo é umproblema, já que para solução de nossas necessidades em termos de fertilidade desejamos disponibilizar o máximo deste elemento para as plantas.

Desta forma, toda técnica, seja ela a correção de solo, fontes de fósforosolúveis ou associações dele com matériaorgânica, são bem-vindas e potencialmente interessantes.

O fósforoorgânico no solo tem origem nos restos vegetais e animais, e deve ser convertido a fósforoinorgânico para que esteja disponível para as plantas. Isto ocorre por mineralização da matériaorgânica mediada por enzimas como a fitase e fosfatase.

No processo de mineralizaçãosão liberados N, P, S e micros que venham a ser parte desta fonte de matériaorgânica. Os organominerais, por conta da presença da matériaorgânica,também possuemcaracterísticasespecíficas de pH no contato do solo com o fertilizante, o que ajuda na disponibilidade de elementos.

A matéria orgânica tem por característica ser menos densa que as partículas minerais do solo, e quando aplicadas reduzem a densidade do perfil, o que vale dizer, aumenta os espaços vazios para a água. Já é sabido que a presençade água ajuda na absorção do fósforo.

Entenda melhor

Os organominerais ajudam na absorção de fósforo - Crédito Miriam Lins
Os organominerais ajudam na absorção de fósforo – Crédito Miriam Lins

É sabido que a exploração agrícola do solo reduz a presença de matéria orgânica no local. E como dito anteriormente, ela tem capacidade de fornecer, mesmo que em pequenas quantidades, fósforo para as plantas.

Em Latossolos do Cerrado existem dados que confirmam uma redução de 2,75% para 1,70% em solos com argila acima de 30%, e em solos com baixa presença de argila (15%) reduções de 1,5% para 0,25% de matéria orgânica. No entanto, por mais explorado que seja um solo, não se consegue destruir toda a matéria orgânica presente nele.

A diminuição desta matéria orgânica afeta a solubilidade de nutrientes, assim reduzindo o efeito de fertilizantes químicos. Desta forma, todo incremento de matéria orgânica é bem-vindo.

Apesar de não termos as condições para produção de húmus nos solos como em países de clima temperado e seco, apenas para se ter uma ideia do efeito da matériaorgânica decomposta em forma de húmus, podemos dizer que este tem uma CTC 30 vezes maior, portanto, afetando muito significativamente a fertilidade do solo e a disponibilidade de nutrientes para as plantas.

O húmus perde água rapidamente e a absorve de forma lenta, o que significa capacidade de diluir lentamente um sal e disponibilizar este de forma diferenciada. Sabemos que 0,3% de cada 10% de argila presente no solo ématéria orgânica (Primavesi, 2002).

Desta forma, as recomendações seguem tabelas que se utilizam da presença de argila no solo para receber a matéria orgânica.

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro 2016 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua para leitura integral.

ARTIGOS RELACIONADOS

Produtos Florestais Não Madeireiros ” PFNMs

Arthur Netto Consultor florestal InvestAgro arthur@investagro.com.br Atualmente, a produção florestal limita-se a um único produto: a madeira. Mas não podemos desconsiderar o restante do ecossistema florestal, que...

Calagem: Qual o momento ideal de aplicar?

A calagem é a etapa do preparo do solo destinada à aplicação do calcário, e tem como objetivo neutralizar a acidez e os efeitos nocivos do alumínio e do manganês no solo e, também, fornecer cálcio e magnésio para as plantas.

Colhendo o dobro da média nacional, produtor do MG é o campeão da Região Sudeste na 11ª edição do Desafio CESB

Agricultor de Patrocínio teve produção de 110,45 sacas por hectare na safra 2018/2019 O produtor mineiro Matheus Grossi Terceiro, de Patrocínio (MG), foi o campeão da Região...

Variedades de cebola resistentes aos fungos de solo

Daniel Pedrosa Alves Engenheiro agrônomo, doutor em Genética e Melhoramento e pesquisador da Epagri danielalves@epagri.sc.gov.br Edivânio Rodrigues Araújo Engenheiro agrônomo e doutor em Fitopatologia e pesquisador da Embrapa Valter...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!