Os tipos de alface as melhores sementes

0
64

O tipo de semente indicado vai ao encontro da variedade que melhor se adapta às condições climáticas de cada região. Uma semente de qualidade é possui alta porcentagem de germinação, alto vigor, emergência e uniformidade no plantio, é livre de agentes patogênicos e de insetos e exprime as características da variedade adquirida

 

Alface crespa roxa em cultivo hidropônico - Crédito Francisco Aliomar Albuquerque Feitosa
Alface crespa roxa em cultivo hidropônico – Crédito Francisco Aliomar Albuquerque Feitosa
Alface crespa verde em hidroponia - Crédito Francisco Aliomar Albuquerque Feitosa
Alface crespa verde em hidroponia – Crédito Francisco Aliomar Albuquerque Feitosa

A produção de hortaliças no Brasil é de 4.908.772 toneladas, sendo a cultura da alface responsável por 11% desse total. De acordo com dados da Embrapa Hortaliças, existem 66.301 propriedades rurais produzindo alface comercialmente, em que 30% estão no Sudeste, 30%, no Sul, 26%, no Nordeste, 7%, no Centro-Oeste e 6%, no Norte.

Nesse contexto, a produção nacional de alface é de 525.602 toneladas/ano, sendo que o estado de São Paulo é responsável por 31% dessa produção, o Rio de Janeiro, por 27%, seguido por Minas Gerais, com 7%, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Ceará e outros estados, com participação inferior a 3%.

Segundo Francisco Aliomar Albuquerque Feitosa, consultor especialista em hortaliças, o cultivo de folhosas é uma atividade desenvolvida em todo o território brasileiro e em qualquer local, independentemente das condições climáticas. Em todos os tipos de solo, esse plantio é praticado em diversos níveis de tecnologia ” do mais simples ao mais sofisticado.

“A alface se destaca em área cultivada, volume produzido e valor gerado em função do alto consumo, sendo uma folhosa praticamente obrigatória na culinária brasileira“, considera Aliomar.

Sistemas de cultivo

Em qualquer que seja o sistema de produção, a alface é uma cultura tecnicamente viável. Um dos métodos é o cultivo em áreas maiores, nos canteiros construídos por meio de mecanização, com máquinas “encanteiradoras“, em campo aberto, sem proteção direta contra as adversidades climáticas, pragas e doenças.  Trata-se de um sistema de produção com uniformidade de plantas, produção e produtividade maiores.

Outro método de cultivo de folhosas, destacado por Aliomar, é realizado com a tecnologia de proteção de telas que é, na verdade, a evolução natural e necessária do sistema produtivo anterior. Os médios e grandes produtores utilizam telas de proteção para melhoria na qualidade das plantas, aumento de produtividade e redução de custos.

Um sistema de produção de diversas folhosas e, principalmente das alfaces, é a hidroponia, em que não se usa o solo e as plantas são cultivadas em bancada suspensa. A hidroponia (cultivo em solução nutritiva: água + nutrientes) é o sistema mais tecnificado na produção agrícola.

Várias tecnologias são usadas, com destaque para as variedades modernas, de ciclo rápido e que são extremamente produtivas. Elas possuem grande quantidade de folhas, cor e formato que atendam às exigências dos consumidores.

 

Clique aqui e faça a assinatura da revista Campo & Negócios HF para ler a matéria completa.