18.1 C
São Paulo
segunda-feira, agosto 8, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Panorama nacional de produção de bananas

Panorama nacional de produção de bananas

Crédito Léa Cunha

“Ainda que a banana seja uma das frutas de maior demanda via exportação, a maior parcela da produção é destinada ao mercado nacional, pois ela é a segunda fruta mais consumida pelas famílias brasileiras, superada apenas pela laranja“, afirmam os especialistas da FRUPEX, Programa de Apoio à Produção e Exportação de Frutas, Hortaliças, Flores e Plantas Ornamentais, e professores do Curso a Distância CPT Produção de Banana.

Atualmente, no Brasil, são produzidas 170 mil toneladas de banana prata e nanica. De acordo com o IBGE ” Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Bom Jesus da Lapa (BA) é o maior produtor brasileiro. O aumento na produção e a qualidade dos frutos colocaram o município baiano nessa prestigiada posição.

Anualmente, a Associação do Projeto Formoso produz 170 mil toneladas de banana prata e nanica (em mais de 08 mil hectares), o equivalente a 2,5% da produção nacional. A maior parte dessa produção de banana segue para Brasília, Goiânia e Salvador

 

Exigências de mercado

 

Segundo Áurea Fabiana Apolinário de Albuquerque Gerum, doutora e pesquisadora do Núcleo de Ações Estratégicas da Embrapa Mandioca e Fruticultura, o rendimento médio nacional é de 14,8 t por hectare.

“Quanto à demanda de mercado, os consumidores levam muito em conta o tempo de prateleira e a divisibilidade (compra-se a penca, o cacho, e come-se uma banana por vez), é saborosa e rica em nutrientes (sobretudo potássio, que evita câimbras). Ademais, é uma das frutas mais presentes nos supermercados, quitandas, sacolões e feiras livres, com preço acessível e disponível por todo o ano“, considera a pesquisadora.

Ao falar sobre rentabilidade, Áurea Fabiana diz que depende da variedade, da região produtora e do nível de tecnificação na produção, assim como o custo de produção. “No primeiro ano é normal a receita líquida ser negativa, devido aos custos de implantação do pomar. A partir do segundo-terceiro ano, a receita líquida é positiva“.

No fechamento de 2018, ela prevê que Sudeste e Nordeste continuarão à frente da produção de bananas, com 2,34 e 2,16 milhões de toneladas, respectivamente. Juntas, essas regiões correspondem a cerca de 2/3 da produção nacional de banana.

Àfrente da produção estão as variedades ‘Prata’, como a ‘Prata Anã’, no Nordeste, seguidos por Sudeste e Sul, enquanto a banana da Terra (ou comprida) sobretudo no Norte, seguida pela região Nordeste. Já as do tipo Cavendish (Nanica e Nanicão), no Sul e Sudeste.

 

Nichos de mercado

 

O segmento de orgânicos; bananas de tamanho pequeno a médio porte (para consumir por inteiro, de uma só vez; público infantil); produção rastreável (certificada, com código de rastreabilidade) e responsável ambiental e socialmente (sobretudo com relação às regras de trabalho das pessoas envolvidas no cultivo), fairtrade são nichos fortes e emergentes, no mercado atual.

Essa matéria você encontra na edição de outubro  da Revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira o seu exemplar.

 

Ou assine

Inicio Revistas Hortifrúti Panorama nacional de produção de bananas