Como ter uma pecuária leiteira produtiva e eficiente?

0
44
vaca
Créditos Pixabay

Num momento bastante desafiador como o atual – de custos altos e de difícil cenário econômico — que interferem na demanda por produtos lácteos e em uma oferta limitada e com alto preço, é imprescindível que o produtor tenha planejamento. Na pecuária leiteira, isso não muda.

“Para o produtor de leite, que precisa de planejamento a longo prazo, eficiência e produtividade são fatores de sobrevivência nessa atividade. Para isso, ele necessita coletar e analisar dados, fazer um manejo integrado de seu rebanho”, recomenda a zootecnista Janaina Giordani, Gerente de Marketing da linha Leite da Zoetis.

“Olhar para um problema específico sem ter uma visão global de causas e consequências para o animal e para a propriedade, sem dados concretos em mãos é um grande erro”, completa Janaina.

LEIA TAMBÉM:

Entender o sistema como um todo, fazer um diagnóstico da propriedade, identificar os problemas e as oportunidades para traçar caminhos de melhoria e eficiência só é possível por meio de mensuração e análises de dados. Pensando em estar ainda mais próximo do produtor nesse momento, a Zoetis lançou o Programa “Saber com Zoetis produz +” para trazer soluções completas que auxiliam na melhoria da produção e na rentabilidade da atividade leiteira.

“Buscamos levar informação e ferramentas para mostrar que genética, reprodução e qualidade do leite estão interligadas e que uma interfere diretamente na outra. Com um monitoramento integrado da propriedade e com medidas e ações corretas, o produtor consegue rapidamente melhorar a reprodução de seu rebanho e, consequentemente, sua produção”, completa Rafael Moreira, Gerente de Marketing da linha Reprodutiva da Zoetis.

“Não é novidade que vacas sadias emprenham mais e mais rápido. Então, se um produtor quer alcançar alta taxa de prenhez e ter o maior número de vacas parindo, um bom trabalho em IATF (inseminação artificial em tempo fixo) é essencial, bem como um calendário sanitário adequado à sua realidade e um planejamento para aplicar medidas que reduzam a incidência de doenças em geral. E isso envolve nutrição, sanidade, genética, treinamento de mão de obra, boas condições de instalações etc. Tudo está interligado”, ressalta Moreira.

Farmácia na fazenda

Incluir nos cuidados preventivos com o gado uma farmácia na fazenda é muito importante para os pecuaristas e para a saúde do rebanho.

A saúde do animal é uma prioridade que envolve aspectos de bem-estar e produtividade. Tratar corretamente significa mais do que ministrar o medicamento com a dose e via de aplicação corretas, mas também conhecer as boas práticas de conservação, a qualidade dos medicamentos e as diferenças entre eles.

Por isso, todo pecuarista precisa compreender a importância de trabalhar com protocolos de tratamento e de manter uma farmácia montada e abastecida na fazenda, para garantir agilidade na hora do imprevisto, oferecendo ao rebanho toda a proteção necessária, 365 dias por ano.

“O planejamento numa propriedade também inclui estar pronto a atuar de forma rápida em casos de emergência”, conclui Patrícia Nobre, Gerente de Marketing de Bovinos da Zoetis.