Perdas com estiagem e geada

0
37

Para garantir a qualidade do grão, teor de umidade deve estar em torno de 14%; entidades do setor dão largada à colheita no Mato Grosso

Com uma produção estimada em 69,9 milhões de toneladas, a colheita nacional do milho 2021 será aberta oficialmente dia 22 de julho, em Primavera do Leste (MT) pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho). Este ano a produção do cereal sofreu uma redução de 6,8% em relação à safrinha anterior, de acordo com levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
Os principais problemas apontados pelos produtores do Centro-Oeste do Brasil foram a falta de chuva e o ataque de cigarrinha. Na região Sul do País, além da estiagem no início do plantio, os produtores enfrentaram ainda geadas em plena fase de desenvolvimento da cultura, sobretudo nesses últimos dois dias, causando mais perdas.
Diante da  redução significativa na produtividade por conta das adversidades climáticas,  o produtor deve ficar de olho no momento ideal para colher as espigas, já que a umidade é um fator relevante na qualidade dos grãos.
De acordo com a Embrapa Milho e Sorgo, a colheita do milho deve ser realizada quando os grãos estiverem bem secos, ou seja, com umidade em torno de 14%, se o objetivo for armazenar o produto debulhado e ensacado ou debulhado e a granel. É possível colher com grau de umidade mais elevado, até 28%, desde que se faça a secagem artificial imediatamente. Entretanto, para o armazenamento do milho na forma de espigas, em paióis arejados, pode-se tolerar umidade de até 18%, considerando-se que o grão poderá completar seu processo de secagem no próprio paiol ou armazém.
Para a diretora Comercial e de Marketing da LocSolution, empresa paranaense fabricante de aparelhos medidores de umidade de grãos da marca Motomco, Manoella Rodrigues da Silva, determinar ou identificar o teor de umidade dos grãos de milho é ponto-chave para uma colheita bem sucedida.
Ela recomenda ao produtor rural retirar amostras representativas de grãos de milho em diversos locais da lavoura para medir a umidade. “A identificação da umidade pode ser realizada pelo próprio agricultor, através de aparelhos determinadores de umidade de grãos existentes no mercado”.  
O medidor de umidade 999CP, portátil da linha Motomco,  conquistou em pouquíssimo tempo a liderança como aparelho mais vendido no Brasil.  Ele é recomendado para produtores rurais em todos os processos de monitoramento da qualidade do grão.
Leve e portátil, o aparelho mostra resultados de PH para referência (produtos de inverno) e Densidade (demais produtos), além de transmitir os resultados via QR Code e Bluetooth através de APP gratuito, disponíveis para IOS e Android. Possui programa de calibração instalado no copo de medição, o que proporciona envio somente do copo para assistência técnica e ainda 61 curvas de produtos in natura já instalados no aparelho no modo de fábrica, entre outras características. Para conhecer o aparelho acesse www.motomco.combr


LocSolution – A Locsolution é uma empresa com sede em Curitiba, detentora da marca Motomco de medidores de umidade do grão. A empresa fabrica, comercializa e aluga os equipamentos, sendo referência em várias regiões agrícolas do País. De origem canadense, a marca Motomco é líder nacional  no segmento de medidores de umidade de grãos.