21.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasPrêmio CNA Brasil Artesanal Azeite divulga finalistas 

Prêmio CNA Brasil Artesanal Azeite divulga finalistas 

EPAMIG é parceira na organização do concurso que irá apontar os melhores azeites de oliva brasileiros

O Prêmio CNA Brasil Artesanal – edição Azeite de Oliva – revelou na segunda-feira, 24 de julho, os dez finalistas que participarão da avaliação de um júri popular, no mês de agosto, em Brasília. O concurso avaliou 58 amostras de azeites elaborados com azeitonas nacionais, produzidos e processados no Brasil nas categorias blend (mistura de dois ou mais azeites elaborados com diferentes cultivares de olivas) e monovarietal (elaborado com apenas uma cultivar).

Créditos: Divulgação

A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG) é parceira da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFSPA) e do projeto Azeite-se na realização deste que é o primeiro concurso destinado apenas a azeites brasileiros.

Os cinco finalistas da categoria Blend são: Bem-te-Vi (RS), Casa Gabriel (RS), Herança do Cerro Intenso (RS), Irarema Suave (SP/MG), Sabiá (SP/RS). Na categoria Monovarietal, os escolhidos foram: Cadenza Picual (RS), Capolivo Arbequina (RS), Lagar H Manzanilla (RS), Milonga Arbequina (RS) e Ouro de Santana Manzanilha (RS). Todos os finalistas receberão premiação em dinheiro e certificados. Os azeites selecionados vão agora para um júri popular, previsto para os dias 12 e 13 de agosto, em Brasília (DF).

O coordenador do Programa de Pesquisa em Olivicultura da EPAMIG, Luiz Fernando de Oliveira, que integra a Comissão Organizadora desta edição e atuou no preparo das amostras, detalha a sequência das avaliações. “A ordem de classificação destes finalistas será definida após o júri popular e a análise da história dos azeites classificados. Esta parte, será conduzida, em Brasília, pela equipe da CNA e também será muito importante, pois atuará em dois pontos: como está a aceitação desses azeites pelo mercado consumidor e também um momento educativo, que vai mostrar para a população as características que um bom azeite de oliva deve ter”, afirma.

Júri técnico

A avaliação técnica, que ocorreu entre os dias 17 e 21 de julho, em Brasília, contou com um júri qualificado, composto por dez especialistas nacionais que têm experiência como jurados em concursos internacionais. O julgamento seguiu as normativas internacionais e foi realizado às cegas, por meio de codificação individual e identificação das amostras por um QR Code e código numérico. Foram considerados critérios como aroma, amargor, picância e complexidade dos produtos.

Luiz Fernando acredita que a iniciativa contribui para a valorização da cadeia produtiva. “Os azeites participantes mostraram potencial e extrema qualidade em ambas as categorias. Foi muito importante para colocar, mais uma vez, os produtos nacionais em evidência e promover uma aproximação maior com os consumidores, mostrando que o Brasil tem, sim, condições de produzir excelentes azeites”, finaliza.

ARTIGOS RELACIONADOS

Tramontina incentiva o reaproveitamento de materiais por meio da compostagem

  Trituradores e composteira são produtos da marca que auxiliam na tarefa   Quando o assunto é jardinagem e agricultura, trituradores são tópico importante na pauta....

Por que a olivicultura atrai produtores de todo o Brasil?

AutoresLuiz Fernando de Oliveira da Silva Engenheiro agrônomo, doutor em Fitotecnia, pesquisador e coordenador do Programa Estadual de Pesquisas em Olivicultura da Empresa de...

Expocafé cresce em público e negócios gerados

  Maior evento do agronegócio café no país recebeu 28 mil pessoas em três dias Maior evento do agronegócio café no Brasil, a Expocafé completou sua...

Selo de certificação do IMA valoriza azeites mineiros

Produtores poderão contar com auditoria que verifica desde a área de cultivo e manejo de pragas até as boas práticas de produção e normas sanitárias O Instituto...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!