23.6 C
Uberlândia
sábado, maio 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoProdução de algodão sobe para 2,82 milhões de toneladas

Produção de algodão sobe para 2,82 milhões de toneladas

A estimativa de produção algodão na safra 21/22 subiu para 2,82 milhões de toneladas, crescimento de 19,6% em relação ao ciclo anterior. Em dezembro/21, a previsão era de 2,71 milhões de toneladas. A atualização foi apresentada pela Abrapa e pelas associações estaduais nesta terça-feira (22), durante a 66ª Reunião Ordináriada Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Algodão e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (CSAD/Mapa). 

O aumento da produção é resultado da recuperação de 15,2% na área plantada, que chegou a 1,579 milhão de hectares, e da alta produtividade. De acordo com o terceiro levantamento da safra 21/22, realizado no início deste mês, a previsão de produtividade é de 1.785 Kg/hectare -a segunda maior da história -,3,8% acima do obtido no ciclo anterior. O recorde ocorreu na temporada 19/20, quando as lavouras brasileiras atingiram a média de 1.802 kg por hectare.  

SAFRA 2021/22     ALGODÃO EM CAROÇO    ALGODÃO EM PLUMA  CAROÇO DE ALGODÃO 
ESTADOS  ÁREA PLANTADA (ha)   RENDI  MENTO DE PLUMA (%)  RENDI  MENTO DE CAROÇO (%)  PRODUTI  VIDADE ESTIMA  DA (@/ha)  PRODUTIVIDADE ESTIMA  DA (kg/ha)  PRODUÇÃO ESTIMADA (ton)  PRODUTIVIDADE ESTIMA  DA (kg/ha)  PRODU  ÇÃO ESTIMA  DA (ton)   PRODUTIVIDADE ESTIMADA (kg/ha)  PRODU  ÇÃO ESTIMADA (ton) 
BA  307.653  41,0%  54,0%  311,0  4.665  1.435.200  1.913  588.432  2.519  775.008 
GO  30.000  40,0%  54,0%  306,0  4.590  137.700  1.836  55.080  2.479  74.358 
MA  27.200  41,0%  51,0%  288,4  4.326  117.660  1.774  48.241  2.206  60.007 
MG  25.707  40,8%  54,0%  298,0  4.470  114.910  1.822  46.826  2.414  62.052 
MS  26.155  41,3%  49,1%  305,0  4.575  119.657  1.889  49.418  2.246  58.752 
MT  1.125.261  40,9%  55,0%  285,5  4.283  4.818.930  1.752  1.970.942  2.355  2.650.411 
PI  14.720  41,0%  54,0%  320,0  4.800  70.656  1.968  28.969  2.592  38.154 
PR  1.150  41,0%  52,0%  205,0  3.075  3.536  1.261  1.450  1.599  1.839 
SP  8.940  41,0%  53,0%  270,0  4.050  36.207  1.661  14.845  2.147  19.190 
Outros*  12.000  38,0%  62,0%  192,8  2.892  34.704  1.100  13.201  1.792  21.500 
TOTAL  1.578.785  40,9%  54,6%      6.889.161    2.817.404    3.761.270 
Fonte: Associações Estaduais (dados apurados em março de 2022)             
*Conab (mar/22): TO, CE, RN, PB e AL                       
    MÉDIA GERAL DO BRASIL               
    ALGODÃO EM CAROÇO – PRODUTIVIDADE REALIZADA (kg/ha)                    4.364          
    ALGODÃO EM PLUMA – PRODUTIVIDADE REALIZADA (kg/ha)                    1.785          
    CAROÇO DE ALGODÃO – PRODUTIVIDADE REALIZADA (kg/ha)                    2.382          

Exportações 

A Associação Nacional de Exportadores de Algodão (Anea) apresentou dados atualizados da atual temporada de embarques, iniciada em julho de 2021. Até fevereiro deste ano, foram exportadas 1.258 milhão de toneladas da pluma. Segundo o presidente da entidade, Miguel Faus, a estimativa é chegar a 1.742 milhão de toneladas até o final do ciclo.Os principais clientes da fibra brasileira seguem sendo China (32,7%), Vietnã (16,2%), Turquia (13%), Bangladesh (10,1%), Paquistão (9,9%), e Indonésia (8,5%). 

Faus destaca a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, a elevação da inflação mundial e a volatilidade da cotação do petróleo como fatores de preocupação. Além da alta nos preços dos fertilizantes e defensivos, há temor quanto à disponibilidade de insumos para a safra 22/23 e oagravamento da crise logística registrada em 2021, com escassez de contêineres. 

Entre os fatores de alerta, a Anea aponta a previsão de crescimento de 20% da safra 2022 dos Estados Unidos – pode ser menos, em razão da seca no West Texas. Também chama a atenção para o fato de que a Austrália oferecerá algodão no segundo semestre, concorrendo com o produto brasileiro, com previsão de safras cheias em 2023 e 2024. 

Preço Mínimo 

A atualização do preço mínimo do algodão, especialmente em razão da disparada nos preços dos fertilizantes e de outros insumos, também entrou em pauta na reunião da Câmara. A proposta do setor é atualizar o atual valor de R$ 82,60/@de pluma para R$ 122.  “O cenário mundial mudou completamente. A conjuntura atual não permite que seja menos que isso”, avaliou o diretor executivo da Abrapa, Marcio Portocarrero. “A atualização do preço mínimo é uma medida de precaução, de recomposição de custo, para que possamos manter nosso ritmo de crescimento”, pontuou.  

O presidente da Abrapa, Júlio Cézar Busato destacou que a safra atual está garantida, mas é imprevisível o que pode acontecer no próximo ciclo em razão do conflito entre a Rússia e a Ucrânia. “É uma incógnita. A gente sabe como as guerras começam, mas não sabemos como terminam”, afirmou. “Precisamos atualizar o preço mínimo todos os anos, porque um dia poderemos precisar e ele é a base de tudo”, ressaltou.   A próxima reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Algodão e Derivados está prevista para acontecer no dia 22 de junho. 

ARTIGOS RELACIONADOS

Brasil está entre os maiores produtores e exportadores de algodão

Segundo levantamento da safra de grãos da Conab em 11 de novembro...

Amipa realiza Circuito Técnico do Algodão: Manejo Fitossanitário para Altas Produtividades

Nos dias 13 e 14 de maio, a Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa) promoveu o evento "Circuito Técnico do Algodão: Manejo Fitossanitário...

BASF apresenta nova estratégia do negócio de soluções para agricultura

Em passagem pelo Brasil, o presidente Global da Divisão de Soluções para Agricultura da BASF, Vincent Gros, apresentou a nova estratégia de negócio da empresa durante...

Helicoverpa armigera devasta tomateiros

Cecilia Czepak Professora Titular da Escola de Agronomia/UFG - Atuação no Manejo Integrado de artrópodes pragas em cultivos de soja, milho, tomate, algodão e feijão. ceciczepak@yahoo.com.br   A H....

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!