13 C
São Paulo
sábado, junho 25, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Produção de cenoura no inverno

Produção de cenoura no inverno

Crédito Shutterstock

Adilson Pimentel Júnior
Doutor e professor de Agronomia – Centro Universitário de Ourinhos (Unifio)
adilson_pimentel@outlook.com

A cenoura (Daucus carota) é uma hortaliça tuberosa de grande importância econômica no Brasil, devido a sua praticidade de uso na culinária e seus benefícios à saúde humana, pois a cenoura apresenta alto conteúdo de vitamina A, textura macia e paladar agradável.
Seu formato, lisura e coloração são atributos que possibilitam a diversificação de cultivos, bem como de processamentos na pós-colheita. O comprimento e diâmetro das raízes variam entre 15 e 20 cm e 3,0 e 4,0 cm, respectivamente.

Condições do plantio à colheita

Pode ser plantada durante todo o ano, desde que a cultivar seja adequada à época, de acordo com as condições climáticas do local. As cultivares recomendadas para o cultivo de inverno são as do grupo Nantes, que exigem clima ameno.
Em contrapartida, são intolerantes à temperatura e pluviosidade elevadas, que contribuem para a pigmentação na base da cenoura, bem como à queima das folhas. A produtividade de um hectare de cenoura varia em torno de 28 toneladas.
O cultivo de cenouras apresenta alto nível de mecanização, o que favorece o manejo, desde o preparo dos canteiros, semeadura até sua colheita.
Quanto à colheita, metade é referente às raízes da safra de verão, que tem início entre dezembro e janeiro, seguindo até junho e julho do ano seguinte, e a outra com colheita referente à safra de inverno, que começa entre junho e julho de um ano, seguindo até dezembro e janeiro do período seguinte. Há, portanto, um bom escalonamento da produção, e com isso cenoura durante o ano todo.

Critérios

O sistema de produção de cenouras segue o plantio a campo aberto em canteiro, com o uso de sistema de irrigação por aspersão convencional. Neste caso, os canteiros são levantados em dimensões que variam de 0,80 a 1,0 m de largura e de 15 a 20 cm de altura, distanciados uns dos outros em cerca de 30 cm.
A análise do solo é essencial para avaliar as propriedades químicas e físicas da área. A partir dela é possível conhecer a quantidade de nutrientes, de matéria orgânica e o nível de acidez do solo, bem como sua textura.
Essas informações facilitam corrigir e fertilizar o solo antes do plantio. Para solos de baixa fertilidade, em geral, recomendam-se, como adubação de plantio, 3,0 to/ha do fertilizante mineral 4-14-8, 20 kg/ha de bórax e 20 kg/ha de sulfato de zinco.

Sementes

O cultivo da cenoura dispensa a produção de mudas. A semeadura é realizada por sementes distribuídas diretamente nos canteiros, em linha contínua, nos sulcos de 1,0 a 2,0 cm de profundidade e distanciados 20 cm uns dos outros.
A distribuição das sementes pode ser feita manualmente ou com o emprego de semeadeira manual ou mecânica. Na semeadura manual se tem maior gasto de sementes, ou seja, em torno de 6,0 kg por hectare.
Logo, as semeadeiras mecânicas apresentam a vantagem de abrir os sulcos, distribuir as sementes e cobrir os sulcos com grande eficiência, propiciando um menor gasto de sementes, ou seja, de 2,0 a 3,0 kg por hectare.

Próximo passo

Após a semeadura e emergência das plântulas, até a produção se estabelecer se deve atentar aos tratos culturais, que são o conjunto de operações realizadas visando à formação e ao desenvolvimento das plantas. Os principais tratos são a irrigação, desbaste do excesso de plantas, controle de plantas invasoras, adubações complementares e o controle de pragas e doenças.
A colheita da cenoura inicia-se entre 80 e 110 dias após a semeadura, dependendo da cultivar ou híbrido e época de plantio. O ponto de colheita é quando ocorre o amarelecimento e secamento das folhas mais velhas e o arqueamento para baixo das folhas mais novas.
O arrancamento das raízes da cenoura pode ser feito de modo manual ou semimecanizado. Após essa operação, a parte aérea da cenoura é destacada da raiz.

Comercialização

A comercialização de cenoura é realizada em diferentes canais, podendo ser vendida a intermediários, feiras livres, associações ou cooperativas de produtores, na Ceasa, no atacado e varejo, em sacolões e supermercados.
É importante alertar que o produtor obterá maior margem de remuneração do seu produto quando diminuir a intermediação na sua comercialização. Os fatores a serem considerados no momento do levantamento do custo de produção da cenoura são os preços da energia elétrica, sementes, preparo do solo, adubos, irrigação, desbaste, pesticidas e, por fim, a colheita, lavagem, classificação e acondicionamento.
Ainda para auxiliar na tomada de decisão do plantio da cenoura, deve-se atentar aos estudos de variação estacional, de margem bruta e de preços nas diferentes regiões do Brasil, que têm mostrado comportamento de preços altos nos meses quentes e úmidos (chuvosos), em decorrência de apresentar condições climáticas menos favoráveis à cultura, diminuindo a produtividade e a oferta do produto no mercado.
Por outro lado, preços baixos praticados nos meses secos e frios, em virtude das condições climáticas serem excelentes para a cultura da cenoura, propiciam ótimas colheitas e oferta do produto no mercado.

Inicio Revistas Hortifrúti Produção de cenoura no inverno