24.6 C
Uberlândia
sábado, junho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasProdução de sementes de milhos da Epagri segue em ritmo acelerado

Produção de sementes de milhos da Epagri segue em ritmo acelerado

Campo de produção de sementes do milho Catarina, no município de Três Passos (Foto: Divulgação / Epagri)

A produção de sementes dos milhos Variedade de Polinização Aberta (VPA) da Epagri segue em ritmo acelerado nos campos da BMF Tecnologia Biológica, empresa licitada para fazer o serviço. Felipe Bermudez, pesquisador do Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar (Epagri/Cepaf), visitou os campos da BMF e informa que, por enquanto, a perspectiva é de colher sementes suficientes para plantar pelo menos 10 mil hectares do milho SCS155 Catarina. Também estão sendo produzidas sementes do milho SCS156 Colorado. Todas estarão disponíveis para os agricultores interessados a partir de abril.

A BMF está com 75 hectares do milho Catarina em plena produção, nos municípios gaúchos de Três Passos, Coronel Bicaco, Derrubadas e Tenente Portela. A estimativa é colher 200.000Kg de sementes, que viabiliza o plantio de 10 mil hectares. As sementes de milho Colorado estão sendo produzidas em 5 hectares no município de Três Passos, com perspectiva de colheita de 12.500Kg.

Sementes disponíveis para safra 22/23

César Alexandre Bourscheid, engenheiro-agrônomo e sócio-proprietário da BMF está satisfeito com a procura dos agricultores pelas sementes dos milhos desenvolvidos pela Epagri, para plantio na safra atual. “Se tivéssemos iniciado mais cedo a divulgação de que teria sementes dos cultivares da Epagri, teria faltado”, descreve.

Como a divulgação atrasou um pouco, ainda estão disponíveis cerca de 1.800Kg de sementes dos milhos VPA da Epagri para a safra 2022/23. Quem tiver interesse pode fazer contato com Vanessa pelo WhatsApp (55) 99958-2331.

Sementes do cultivar Colorado também estão sendo produzidas em Três Passos (Foto: Divulgação / Epagri)

Sobre os milhos VPA

Os milhos desenvolvidos pela Epagri são mais rústicos, têm boa resistência à estiagem, boa produtividade e excelente relação custo-benefício. O pesquisador da Epagri/Cepaf explica que a grande plasticidade genética é um dos segredos do bom desempenho a campo dos milhos VPA.

“Como uma planta é geneticamente diferente da outra, o VPA pode sofrer com variações climáticas, doenças e pragas, mas apresenta maior estabilidade que o híbrido, evitando perdas maiores de safra. No caso dos híbridos, como as plantas são geneticamente muito parecidas, terão reações similares a situações de estresse, gerando perdas maiores no caso de ocorrência desses imprevistos”, descreve o pesquisador.

Felipe esclarece ainda que o milho VPA é diferente do transgênico e do híbrido. Ele é resultado de melhoramento genético em campo, sem alteração de genes em laboratório. “É um produto rústico, muito adequado à produção familiar, já que não exige grandes investimentos em tecnologia, como adubação e defensivos. O custo da semente também é bem mais acessível a pequenos agricultores, na comparação com híbridos e transgênicos”, contextualiza o pesquisador.

ARTIGOS RELACIONADOS

Aminoácidos essenciais às plantas

Para as plantas, existem 20 aminoácidos essenciais para seu desenvolvimento e ...

Controle de pragas da soja via sementes

Artigo da Revista Campo & Negócios aborda o controle de pragas da soja via sementes. Confira como tratá-las e qual a influência na produtividade.

Adubação foliar incrementa produção do pimentão

A adubação foliar é um aliado eficaz para aumentar a produtividade do pimentão.

Ação eficaz sobre Spodoptera frugiperda e Chrysodeixis includens impulsiona inseticida na terceira safra

Tecnologia introduzida no mercado brasileiro no final de 2020 mostra indicadores relevantes de eficácia sobre as lagartas de difícil controle

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!