23.5 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasProdutores promovem doações de equipamentos de saúde

Produtores promovem doações de equipamentos de saúde

Os produtores rurais, por meio da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), continuam apoiando a sociedade na luta de enfrentamento ao novo Coronavírus. Nesta quarta-feira (22), a entidade realizou a doação de eletrocardiograma e monitores de aparelhos respiradores a serem utilizados nos atendimentos do maior hospital de urgência e emergência do Oeste da Bahia, o Hospital do Oeste (HO). A unidade, administrada pelas Obras Sociais Irmã Dulce, será a responsável por abrigar os pacientes com sintomas graves da Covid-19 em 37 municípios de abrangência no Oeste da Bahia.

Ao representar o HO, o líder geral, Ivanildo Oliveira, agradeceu os produtores rurais pela doação que será revertida em serviços prestados para a toda a população. “Reforço a importância dessa grande parceria que a Abapa tem com a região Oeste. Este é o momento de estarmos empenhados juntos nessa corrente. Agradeço também a equipe do hospital e dos seus profissionais de saúde pelo envolvimento para prestar o melhor serviço para a sociedade”, afirma. O diretor-executivo da Abapa, Lidervan Morais, entregou os equipamentos para a diretoria do HO, que também esteve representada pelos líderes financeiro-administrativo, Lilian Rocha; técnico, Lucien Zanon; e de enfermagem, Marina Barbizan. No início do mês, a Abapa também doou no início do mês ao Hospital do Oeste materiais básicos de saúde como máscaras, luvas, álcool gel, dentre outros.  

O presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato, reforça que a diretoria da entidade já reverteu mais de R$ 1 milhão para contribuir com as prefeituras e unidades de saúde da Bahia como forma de apoiar para o enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus. “Foram doadas 6 mil toalhas 100% algodão para serem destinadas para os hospitais de toda a Bahia, e materiais básicos de saúde e de proteção aos profissionais de saúde dos municípios do Oeste do Estado. Parte deste recurso também será direcionado para equipar o laboratório para testes da Covid-19 pela Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) e para a compra de tecido de algodão para incentivar a confecção e uso de máscaras de algodão pela população”, explica.

ARTIGOS RELACIONADOS

Colheita do café: Produtores devem redobrar os cuidados

Em tempos de pandemia pelo novo coronavírus (Covid-19), o cafeicultor precisa redobrar os cuidados para proteger os colaboradores A colheita de café começou em todo o...

Cartilha da Emater-MG orienta feirantes na prevenção à Covid-19

A Emater-MG lançou uma cartilha para o agricultor familiar com as medidas que devem ser adotadas durante a comercialização nas feiras livres. As orientações fazem parte...

Bahia inicia colheita de algodão da safra 2019/2020

Os produtores de algodão começam de forma gradativa a fase da colheita no Oeste da Bahia. Segundo maior produtor da fibra no Brasil, o estado deverá manter a produção em alta, com a previsão de manter o patamar de 1,5 milhão de toneladas (caroço e fibra).

Análise sobre o cenário para a produção de grãos e hortifrúti

A safra de milho, embora amargue uma retração de 20,6% na comparação com 2019, segundo especialistas, não há relação com o Covid-19 e sim com a...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!