Qual a função do cálcio na degradação da parede celular?

0
803

Autores

Jandielton Lubarino
Engenheiro agrônomo e consultor em Viticultura
Bruno Dias Castanheira
Coordenador técnico – Aqua do Brasil
Crédito: Carlos Augusto Prado

O cálcio é encontrado no solo e absorvido sob a forma de Ca2+ e sua correção é feita por meio de calagem, gessagem, fertilizantes sólidos e também por fertilizantes foliares, o que representa um grande desafio devido à baixa absorção e translocação do nutriente pela folha.

Funções na planta

Possui grande importância para as plantas, permanecendo na forma iônica dentro da célula, atuando no metabolismo secundário e desempenhando diversas funções nos tecidos como a proteção das membranas, constituinte de paredes celulares e na sinalização de resposta a condições de estresses biótico ou abiótico.

Os principais sintomas de deficiência de cálcio envolvem a flacidez nos tecidos vegetais, frutos moles e necrosados, menor pegamento de flores e frutos; menor shelf life de frutos e vegetais e o aumento da incidência de doenças.

Processo de maturação de frutos

Durante o processo de maturação, na fase de amaciamento dos frutos, ocorrem modificações dos polissacarídeos da parede celular. As pontes de cálcio entre os ácidos pécticos e polissacarídeos, prejudicam o acesso e a ação de enzimas pectolíticas que promovem o amaciamento, bem como enzimas produzidas por patógenos que causam deterioração. O cálcio presente na parede celular se liga às pectinas originando pectato de cálcio, restringindo a ação destas enzimas.

A aplicação de cálcio resulta em preservação da firmeza do fruto, redução da taxa respiratória, produção de etileno, menor atividade da β-galactosidase, aumento de hemicelulose, pectinas e cálcio na polpa. Seu efeito em frutos tem recebido muita atenção, visto que as aplicações deste nutriente promovem o retardamento da maturação e da senescência, prolongando o período de vida útil e o tempo de prateleira.

Resultados

Com investimento em pesquisa e desenvolvimento, a Aqua do Brasil desenvolveu o Móvel Ca, com a tecnologia Carrier®, complexando o nutriente com polissacarídeos, que permitem uma maior absorção e translocação sistêmica em ambos sentidos, permitindo que o nutriente seja levado com eficiência para os órgãos que demandam do nutriente naquele momento.

Conforme o consultor Jandielton Lubarino, “A partir de 2016, iniciamos o uso do fertilizante foliar Movel Ca, por ser um cálcio sistêmico complexado por carboidratos (polissacarídeos), com translocação de forma ascendente e descendente nos vasos condutores xilema e floema, livres de nitratos, sulfatos, cloretos e óxidos.

O uso do Móvel Ca pulverizado nas fases que demandam maior exigência do nutriente cálcio no fruto – com início na floração, estendendo até o período de maturação –  mostrou resultados agronômicos fantásticos, com maiores porcentagens de pegamento, resistência, firmeza e peso dos frutos, matéria seca e shelf life no pós-colheita.

Em 2019, após realizar análises de elementos ligados nos frutos, o Móvel Ca apresentou resultados de Ca-Ligado 5,4 mg/100 g, em que o parâmetro ideal para frutas de alta qualidade é > 3,5 mg/100 g de fruto fresco. Isso representa em torno de 54% a mais de Ca-Ligado no fruto fresco”.

O cálcio ligado mostra o quanto do nutriente foi realmente utilizado na formação do fruto, comprovando a eficiência da aplicação via folha, conforme análise realizada pelo laboratório Plant Soil de Petrolina (PE):

É de extrema importância esses ganhos em frutos visando mercados externos, que se mostram cada vez mais exigentes, mas em contrapartida pagam valores acima de mercado por frutas de alta qualidade.