25.6 C
Uberlândia
sábado, abril 13, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesQual é a importância da tecnologia no agronegócio?

Qual é a importância da tecnologia no agronegócio?

A tecnologia é a chave para impulsionar o agronegócio rumo à sustentabilidade e produtividade.

Por Maykell Pereira e Rogério Capucho

O agronegócio é pop, mas ele também é, sobretudo, tecnologia. Afinal, nos últimos anos, vimos crescer gradativamente a presença de recursos tecnológicos nas atividades agrícolas, reforçando a sua importância para o desempenho do segmento. Por sua vez, mais do que enfatizar esse aspecto, é fundamental compreender a fundo quais os impactos e necessidade do uso da tecnologia no dia a dia das atividades desempenhadas.

Não há como negar a participação ativa que o agronegócio possui na economia brasileira. Só no primeiro trimestre deste ano, o setor saltou 21,6%, em relação aos três últimos meses de 2022 – consolidando o melhor resultado em 26 anos.  E, como reflexo desse avanço, acabou impulsionando o PIB que, no mesmo período, cresceu 1,9%.

Tendo em vista a magnitude do agronegócio, é importante destacar a relevância da tecnologia para que o segmento venha mantendo o seu desempenho promissor. Engana-se quem pensa que a sua presença se restringe apenas a maquinários e sistemas de acompanhamento de produção – que, embora sejam peças fundamentais para seu crescimento, o uso de recursos tecnológicos também é essencial para os aspectos de gestão, contribuindo, como exemplo, para guiar o melhor caminho para tomadas de decisão de forma rápida e precisa.

Até porque, mesmo o agronegócio despontando sua relevância na economia, ainda assim, trata-se de um setor que possui suas particularidades. Não à toa, atualmente, vemos um processo de reestruturação tecnológica em que a maioria dos negócios que foram criados em núcleo familiar e com a sucessão das novas gerações, vem buscando cada vez mais aderir métodos embasados na inovação para simplificar e agilizar os processos, garantindo assim uma performance ainda mais eficiente.

Mas, apesar da tecnologia no agro ser uma realidade, nem todas as empresas estão de fato preparadas para utilizá-la. Esse, sem dúvidas, segue como um dos principais desafios a serem superados no setor, uma vez que de nada adianta investir em diversas ferramentas e soluções, sem saber como aplicá-las corretamente de forma estratégica, se tornando um impeditivo para o seu crescimento.

Contudo, para este problema especificamente, há uma solução. Centralizar as informações em um único software, como um ERP, sempre será o caminho mais simples e assertivo para uma gestão eficiente. Através do uso de uma única ferramenta gerencial para as atividades do campo, ganhos como redução de custos e tempo, agilidade, maior dinâmica dos processos, indicadores com total precisão acerca da performance produtiva e a automatização, despontam como benefícios extremamente promissores para o setor.

Obviamente, para que esses ganhos sejam obtidos de forma correta, é preciso contar com o apoio de profissionais experientes na área. E, diferentemente do que se diz por aí, a tecnologia não irá substituir a mão de obra humana, mas sim abrir oportunidades. Afinal, além de impulsionar o cenário econômico, o agronegócio também vem fortificando a sua demanda por profissionais.

Como prova disso, de acordo com o estudo da Agência Alemã de Cooperação Internacional, nos próximos dois anos, o agronegócio deve gerar no Brasil 178 mil novas vagas voltadas para aqueles que dominem as tecnologias digitais. Porém, haveria apenas 32,5 mil profissionais para essas vagas, resultando em um gap de 82%.

Esse é mais um fator que confirma que o agronegócio segue sendo um setor que irá manter o seu alto ritmo de crescimento e oportunidades. Além disso, não podemos deixar de falar da incorporação de cada vez mais tendências nas atividades de campo, desde drones, rede 5G, telemetria, captação de imagens, dentre tantos outros recursos.

Certamente, o cenário empolga. Mas, como falamos, não basta ter a tecnologia, sem saber como usá-la de forma estratégica. Por isso, para se obter exímio desempenho, é fundamental que, durante a jornada rumo a transformação digital, as empresas tenham a presença de uma consultoria especializada no ramo, com a máxima experiência nas dores sentidas pelo segmento e que compreenda as complexidades existentes, orientando no melhor caminho rumo a unificação entre tecnologia e gestão eficiente.

Falar sobre o agro é abrir margem para as mais diversas oportunidades e recursos que podem ser aplicados no setor. No entanto, o seu sucesso dependerá de passos, decisões e conhecimentos que devem ser adquiridos desde já. Devemos aproveitar o máximo crescimento do agronegócio brasileiro e tomar medidas que alavanquem ainda mais o seu potencial. E, para isso, a tecnologia sempre terá sua importância.

ARTIGOS RELACIONADOS

Cana: Fertilização fluida garante amplos benefícios

Uma tecnologia que vem ganhando cada vez mais adeptos é a aplicação de nitrogênio, fósforo e potássio em forma fluida via sulco de plantio, pelos resultados favoráveis aos agricultores, tanto em rendimento operacional quanto em aumento de produtividade, com uma nutrição mais eficiente, uniforme e sustentável.

Acadian Plant: tecnologia à base de Ascophyllum nodosum

A empresa utiliza tecnologia à base de algas para elevar a qualidade e potencial das formulações dos produtos brasileiros

Revolução digital na produção de sementes

São vários os setores da sociedade, como indústria, educação, saúde, neurociência, lazer entre outros,

Consórcio para o agronegócio cresce 100% no Brasil

Apesar de ser uma modalidade mais conhecida para aquisição de bens como imóveis e automóveis ..

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!