23.1 C
São Paulo
quarta-feira, janeiro 26, 2022
- Publicidade -
- Publicidade -
Inicio Destaques Quelatos aumentam absorção dos nutrientes

Quelatos aumentam absorção dos nutrientes

Débora de Melo AlmeidaEngenheira florestal, técnica em Controle Ambiental e mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais – Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFPE)debooraalmeida@gmail.com

João Gilberto Meza Ucella FilhoEngenheiro florestal, técnico em Agronegócio e mestrando pelo Programa de Ciência e Tecnologia da Madeira – Universidade Federal de Lavras (UFLA)16joaoucella@gmail.com

Taize Calvacante SantanaEngenheira agrícola e mestra em Engenharia Agrícola pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola – UFPE taizehaes@gmail.com

Soja – Créditos: shurtterstock

O termo quelato é derivado do grego “chele”, que significa “garra”, o qual foi aplicado com o intuito de descrever a maneira como os íons metálicos se ligam aos compostos orgânicos. Assim sendo, os quelatos são caracterizados como produtos altamente estáveis, capazes de manter os íons metálicos rodeados por uma molécula orgânica, de forma que sejam protegidos do ambiente, o qual possui a capacidade de favorecer a precipitação desses íons, tornando-os indisponíveis para as plantas.

Esse impedimento ocorre em função dos quelatos incorporarem íons de metal em uma forma solúvel, tornando-os disponíveis às plantas, devido à alta solubilidade em água, fazendo com que os nutrientes quelatizados sejam mais facilmente absorvidos pela raiz da planta e pelas folhas do que os mesmos nutrientes em formas não quelatizadas.

Diante disso, os quelatos podem ser definidos como o conjunto de moléculas formadas a partir da ligação de um íon metálico a um carregador orgânico (aminoácidos, carboidratos ou proteínas), denominado agente ligante, por meio de ligações covalentes, permitindo que a molécula resultante tenha carga elétrica praticamente nula, o que proporciona a esses íons alta estabilidade, solubilidade e disponibilidade biológica.

Como aplicar na agricultura

Na agricultura, os quelatos são utilizados na formulação de fertilizantes com o objetivo de aumentar a disponibilidade dos nutrientes no solo, entre eles o Ca, Cu, Fe, Mn e Zn, assim como o seu o aproveitamento pelas plantas e, consequentemente, a eficácia do produto, visto que possuem a capacidade de impedir que os nutrientes ofertados participem das reações químicas que ocorrem no solo, as quais são responsáveis por torná-los indisponíveis para as plantas.

Em decorrência das propriedades que apresentam, possuem total compatibilidade com a maioria dos produtos agrícolas, acarretando na otimização do trabalho no campo, tendo em vista que os fertilizantes quelatizados e os defensivos agrícolas podem ser aplicados simultaneamente, sem que ocorram reações com a água de pulverização.

Vantagem do uso de fertilizantes quelatizados

A principal vantagem no uso de fertilizantes quelatizados encontra-se relacionada à capacidade que possuem de manter os íons na forma solúvel em ambientes onde o elemento poderia ser precipitado, seja por hidróxidos, fosfatos, carbonatos ou outros agentes químicos.

É a união entre o íon de metal e a molécula orgânica que faz com que o íon de metal seja altamente solúvel. Além disso, a forma quelatizada de um mineral apresenta diferentes qualidades, quando comparada a de um mineral puro.

Entre essas qualidades, destaca-se a biodisponibiidade, ou seja, a habilidade de absorver e utilizar um mineral biodisponível pode ser aumentada, dependendo da formação do complexo mineral-quelato.

Pesquisas

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Inicio Destaques Quelatos aumentam absorção dos nutrientes