23.1 C
São Paulo
quinta-feira, janeiro 20, 2022
- Publicidade -
- Publicidade -
Inicio Revistas Hortifrúti Relação entre substrato e cultivo hidropônico

Relação entre substrato e cultivo hidropônico

Franciele Isabel da CruzGraduanda em Engenharia Agronômica – Instituto Federal do Sul de Minas Gerais – Ifsuldeminas Campus Machadofrancielecruz84@gmail.com

Aline Mendes de Sousa Gouveia Engenheira agrônoma, doutora em Agronomia/Horticultura e professora – Centro Universitário das Faculdades Integradas de Ourinhos (Unifio)aline.gouveia@unifio.edu.br

Luis Lessi dos ReisEngenheiro agrônomo, doutor em Agronomia/Horticultura e professor – Ifsuldeminas Campus Machadoluis.reis@ifsuldeminas.edu.br

Cultivo hidropônico _ Crédito: Weber Velho

Estudos realizados em mudas de tomateiro produzidas com substrato à base de vermiculita apresentaram uma biomassa fresca e seca das folhas e percentual de germinação superiores às produzidas com algodão hidrófilo no sistema flutuante “floating”.

Neste caso, o substrato mais indicado para produção de mudas de tomateiro é a vermiculita, pois produziu plantas mais vigorosas que consequentemente resultou em uma produção mais precoce em relação às mudas produzidas com substrato a base de algodão.

Na cultura do morango, o cultivo em sistema hidropônico em substrato à base de turfa de esfagno, fibra de coco e de suas misturas com casca de arroz carbonizada, têm apresentado ótimos resultados, com melhoria da longevidade das plantas, equilíbrio nutricional, na prevenção de problemas fitossanitários e principalmente no incremento significativo para a produtividade.

Ademais, a utilização de recipientes com substrato para o cultivo de frutas vermelhas e/ou pequenas frutas; e maçarias (salsinha, cebolinha, condimentos e ervas aromáticas), tem sido testada com sucesso para as referidas culturas e com total tendência ao cultivo.

Culturas adequadas à hidroponia

Praticamente tudo pode ser cultivado em hidroponia como: brócolis, feijão-vagem, repolho, melão, agrião, pepino, berinjela, pimentão, tomate, arroz, morango, framboesa, mirtilo, mudas de árvores, plantas ornamentais e muitos outros.

Porém, o produtor tem que ter em mente que determinados produtos exigem estruturas físicas próprias, então, para fazer a melhor escolha a respeito do que produzir é preciso levar em conta alguns fatores, tais como o tipo de estrutura que deseja construir, o espaço disponível para construir as bancadas, a experiência que se tem com o plantio e manuseio do produto e, também, pensar no retorno financeiro que o produto trará.

Como implantar a técnica

O cultivo de plantas hortícolas em sistema hidropônico utilizando substrato pode ser implantado utilizando ou não cultivo protegido. Por outro lado o produtor deve procurar sempre em primeira mão assistência técnica por um profissional treinado e habilitado para projetar todo o sistema produtivo.

Em posse do projeto, é necessário adquirir um bom sistema de fertirrigação com aplicação automática ou semi automática dos sais via bombeamento, substratos de boa qualidade, recipientes, fertilizantes solúveis empregados em sistemas hidropônicos, equipamentos de medição direta de pH e condutividade elétrica, extratores de solução do substrato e principalmente mão de obra treinada para operar o manejo do cultivo hidropônico utilizando substrato.

Atualmente, culturas como tomateiro e morangueiro já são cultivados com excelência; as quais se adaptaram muito bem ao sistema de cultivo. Mas, afinal, o que muda realmente nesse tipo de cultivo? Bem leitor, muita coisa!

No cultivo hidropônico utilizando substrato a nutrição mineral de plantas é um dos pontos que se deve seguir à risca. Portanto, além de se buscar uma muda de boa qualidade, deve-se conhecer todas as fases fenológicas da cultura a ser implantada, pois é através das características biométricas e de extração nutricional da cultura que se constrói todo o calendário de aplicação de nutricional, bem como água e demais cuidados intrínsecos da espécie a ser cultivada.

Para que ocorra bom desenvolvimento da cultura, é importante no manejo usufruir de técnicas de monitoramento do pH e condutividade elétrica da soluções drenadas e ou contidas no substrato por meio da retirada por extratores de solução.

Tais estratégias visam o bom acompanhamento da disponibilidade e condições iônicas de equilíbrio para as plantas. No cultivo hidropônico o essencial é se trabalhar com pH nas faixas de 5,5 – 6,5 e condutividade que pode variar de 0,5 a 4,0 ds/cm, dependendo da cultura e estágio de desenvolvimento. Fora dessas faixas a cultura pode passar a ter problemas em seu desenvolvimento, como dificuldade na absorção dos nutrientes, dado a falta ou excesso destes no meio de cultivo.

Produtividade

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Inicio Revistas Hortifrúti Relação entre substrato e cultivo hidropônico