Inicio Revistas Hortifrúti Respostas da beterraba à aplicação de boro

Respostas da beterraba à aplicação de boro

0
249

Felipe Scodro

Consultor técnico de vendas da Bejo Sementes

 

CréditoShutterstock
Crédito Shutterstock

O nutriente boro (B) tem grande importância na cultura da beterraba, pois está ligado a uma série de processos fisiológicos, tais como: transporte de açúcares; síntese da parede celular; estrutura da parede celular; respiração; metabolismo, entre outros.

Portanto, a ausência de B pode causar alguns danos à cultura, por se tratar de um nutriente que afeta diretamente a divisão celular, prejudicando as partes jovens da planta. Pode causar manchas escuras nas raízes e escurecimento interno, assim interferindo na qualidade final do produto.

Manejo

É importantesempre seguir a análise de solo, para saber a quantidade de nutriente necessária. Após ser feita a análise de solo, recomendo fazer a aplicação de B na adubação de base após incorporar, pois estudos mostram que o B tem baixa mobilidade no solo e na planta.

Também não descarto as aplicações foliares de B, que igualmente apresenta resultados positivos. Como citado anteriormente, pela baixa mobilidade no nutriente é importante fornecê-lo de várias maneiras possíveis, pois só assim teremos sucesso na cultura.

Opções

O boro disponível para as plantas se encontra na forma de ácido bórico, e para ser disponibilizado precisa de um pH neutro. Pode ser absorvido tanto pelas raízes como pelas folhas.

 A matéria orgânica também é uma grande fonte de B para as plantas, e se encontra na forma de borax, ulexita, entre outras.

Tanto o boro líquido quanto o granulado são formulações importantes para a beterraba, mas cada uma tem sua época de aplicação. Assim, devemos conciliar as duas, ou seja, na adubação de base trabalhamos com B granulado e após a germinação aplica-se o boro via foliar. Assim vamos disponibilizar as quantidades necessárias para a cultura.

Custo

A aplicação de boro tem custo econômico baixo, sendo feita na adubação de base ou foliar. Porém, se não for realizada, pode chegar a 100% de perdas à cultura. Portanto, é de extrema necessidade tomar cuidado com este nutriente na cultura da beterraba, trabalhar em cima da análise de solo e realizar avaliações semanais da lavoura, sempre com olhos atentos quanto ás deficiências nutricionais. Só assim vamos alcançar altas produtividades.

Essa matéria você encontra na edição de novembro 2016  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

SEM COMENTÁRIO