Sala de Controle: o comando do campo pode estar em qualquer lugar

0
143

Por Alexandre de Alencar, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Divisão de Agricultura da Hexagon.

Control Room

Uma única solução que permite o comando remoto de todas as operações de cultivo, colheita e transporte  que ocorrem no campo. Essa é a ideia do HxGN AgrOn Sala de Controle, um software para monitoramento em tempo real de tudo o que acontece na lavoura. O sistema da divisão de Agricultura da Hexagon facilita a gestão dos processos e a tomada rápida de decisões para aumento da produtividade e prevenção de problemas em qualquer tipo de cultura.

O software possibilita a estruturação de centrais de comando, onde equipes de operadores conseguem ficar conectadas com as atividades do campo mesmo à distância. Os computadores do AgrOn Sala de Controle recebem informações online de forma contínua de tudo que ocorre nesses locais de produção. Os dados vêm dos displays instalados nas máquinas agrícolas, sejam elas colhedoras, tratores ou caminhões. 

São inúmeros dados de monitoramento e de telemetria registrados em tempo real pelos computadores de bordo por meio de sensores físicos e lógicos: rastreamento do trajeto da máquina, hora de início e término da atividade, velocidade média do percurso, realização de paradas e manobras, quanto foi plantado ou colhido, como foi a aplicação de determinado pulverizador, e assim por diante. 

Essas informações são transferidas dos displays das máquinas para o cloud da plataforma  HxGN AgrOn por canais de comunicação como 3G, 4G, Wi-Fi ou ou mesmo por satélite. Todas as informações que chegam pelo sistema sobre a execução de operações podem ser continuamente comparadas com as metas planejadas, além de darem origem a análises de desempenho. 

Esse acompanhamento em tempo real permite que sejam feitas intervenções rápidas sempre que necessário, o que evita prejuízos e traz mais eficiência. A própria solução emite notificações e alertas de irregularidades, incidentes e problemas de desempenho de máquinas, de acordo com a configuração realizada. É possível, por exemplo, ajustar o software para emitir um alarme quando alguma máquina está acima de uma velocidade estipulada ou quando o motor está ocioso por muito tempo, com o veículo parado, gastando combustível desnecessariamente.

Combinando a análise desses dados com o uso de estações de rádio para comunicação direta com os operadores do campo, o encaminhamento de resolução de erros, correção de rota ou conserto de máquinas, também ficam muito mais rápidos. Essas ações podem, inclusive, serem guiadas por árvores de decisão criadas no software, que são roteiros de procedimentos a serem seguidos em determinadas ocorrências – como, por exemplo, abrir uma requisição para a equipe de apoio realizar a manutenção de um trator quebrado. 

O AgrOn Sala de Controle  ainda proporciona a visualização das atividades e dos dados coletados dos equipamentos tanto sobre mapas georreferenciados como em relatórios detalhados. Informações sobre tempo de operação, produtividade e rendimento são apresentadas em gráficos, destacando o atingimento de metas ou desvios que precisam ser analisados. Tudo por meio de uma interface ágil e de fácil entendimento. Os dados processados podem ser integrados  com ERPs agrícolas e outros sistemas corporativos, visando alimentar sistemas de emissão de nota, recebimento de materiais, pagamento de prestadores de serviço etc.

Apesar de ser um sistema de monitoramento, o AgrOn Sala de Controle não se limita a apenas observar as operações do campo. Ele também se integra com outros sistemas e permite um gerenciamento ágil baseado em indicadores de qualidade, garantindo, assim, controle completo e eficiente da a lavoura. O software ainda possui módulos adicionais específicos para preparo de solo, plantio, cultivo e colheita, podendo atuar em conjunto com outras soluções da plataforma HxGN AgrOn para resultados mais avançados e assertivos.

Todo esse monitoramento e gerenciamento centralizado do cultivo, da colheita e do transporte tem como objetivo final aumentar a eficiência desses processos, mantendo a sincronização das atividades e reduzindo ao máximo a ociosidade de máquinas. Isso tudo resulta em menores custos e maior lucratividade para a empresa.