Santander e SolarVolt montam parceria

0
36

O Santander e a SolarVolt, empresa mineira de soluções e projetos de energia solar fotovoltaica, estão com uma parceria para incentivar o uso dessa energia, que é limpa, barata, sustentável e gerada justamente no horário diurno, período em que os brasileiros mais precisam e usam o recurso. O banco oferece financiamentos para clientes que quiserem investir em fontes de energia limpa.

Totens com informações e um QR Code da SolarVolt acabam de ser instalados em 14 agências do Santander em Belo Horizonte e em Nova Lima, na Região Metropolitana, para facilitar o acesso dos clientes à empresa de energia solar. 

Segundo Cintia Diniz, superintendente executivo da Rede Minas Gerais do Santander Brasil, a SolarVolt Energia é uma das empresas parceiras do banco, no estado, dentro das ações de crédito verde que o Santander oferece aos seus clientes. Entre eles está o financiamento de placas solares. Qualquer pessoa física ou jurídica pode fazer um financiamento para compra e instalação de equipamentos, como os painéis fotovoltaicos e o cabeamento, por exemplo. “A instalação de sistemas de geração de energia solar gera economia de até 95% na conta de luz, diminui a exposição a reajustes de tarifas, valoriza imóveis e gera pouco impacto ao meio ambiente. Seja para a casa própria, a empresa ou propriedade rural, o Banco oferece condições favoráveis de financiamento e carência de pagamento. O estado de Minas, com sua abundância de irradiação solar e incentivos fiscais, está incluído no cenário ideal para este avanço”, ressalta.

“Ficamos honrados com a indicação do Santander. Com quase uma década de experiência, temos em nosso portfólio ótimos clientes corporativos instalados não só em Minas, mas em 11 outros estados brasileiros. O momento atual é muito favorável para o investimento em geração própria já que a parcela de financiamento, na maioria dos casos, fica inferior à economia na conta de energia”, destaca Gabriel Guimarães, diretor da SolarVolt. 

Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), atualmente no país, mais de 700 mil unidades consumidoras são atendidas pela geração distribuída da fonte solar. Sistemas solares em telhados e pequenos terrenos já representam mais de 40% de toda a potência instalada da usina hidrelétrica de Itaipu, a segunda maior do mundo.

Sobre a SolarVolt Com sede em Minas Gerais, a SolarVolt já instalou mais de 60.000 kilowatts-pico (kWp) de sistemas fotovoltaicos conectados à rede, em 11 estados do país, sendo mais de 1500 projetos vendidos. Está presente em mais de 160 cidades, sendo a maior parte dos negócios em Minas. Ela faz parte do G5 Solar e é uma das 14 empresas fundadoras da ABGD – Associação Brasileira de Geração Distribuída