21.6 C
Uberlândia
sábado, junho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosSeguro para a cafeicultura mitiga riscos durante a florada do café

Seguro para a cafeicultura mitiga riscos durante a florada do café

Enquanto o cafeeiro floresce, chuvas de granizo e geadas podem causar danos diretos capazes de comprometer a lavoura em formação, prejudicando a safra corrente e a temporada futura.

Cafezal danificado por intempéries.
Divulgação: FF Seguros.

A florada do café já teve início, sendo a primeira de até três floradas que ocorrem geralmente entre os meses de setembro e novembro. Esse é um momento determinante para a cafeicultura porque definirá o potencial produtivo na safra de café 2024. No entanto, a fase também representa um período de grande vulnerabilidade ao clima.

Cada planta passa por uma série de processos fisiológicos complexos durante a florada. O cafeeiro precisa de um volume adequado de água das chuvas para que ocorra a hidratação das gemas reprodutivas, crescimento dos botões florais e posterior abertura das flores. O ideal é que haja uma florada uniforme, com a maior quantidade possível de flores que se tornarão frutos, representando assim um maior rendimento.

Porém, o atual fenômeno El Niño pode provocar chuvas irregulares, alta amplitude térmica e intensificar outras ameaças nas principais regiões produtoras de café. “A escassez de chuvas em algumas regiões pode comprometer o pegamento das floradas. Por outro lado, até o momento, a tendência climática indica maior frequência de passagem de frentes frias que podem provocar temporais e granizo”, analisa Guilherme Frezzarin, superintendente de agronegócios da FF Seguros.

Principais riscos

Embora o clima seja uma incógnita, existe a certeza de que intempéries como as chuvas de granizo e as geadas costumam gerar sérios prejuízos nos cafezais. O granizo é uma ameaça devastadora para as lavouras de café porque as pedras de gelo são capazes de causar danos diretos às flores e aos frutos, resultando na perda de rendimento. Além disso, as lesões nas folhas podem prejudicar os processos de fotossíntese do cafeeiro, afetando seu crescimento e desenvolvimento.

A incidência de geada também representaria perdas preocupantes durante a florada do café porque essa intempérie faz com que o cafeeiro seja impactado por uma temperatura abaixo de zero grau Celsius. Esse tipo de ocorrência pode congelar as flores e os brotos, levando à morte de partes da planta. Isso reduziria o potencial produtivo da safra 2024 e poderia prejudicar até a produção futura.

Seguro para café

Diante desses riscos, é fundamental que os cafeicultores busquem alternativas para proteger os seus investimentos. A FF Seguros oferece o seguro agrícola para café, disponível para assegurar cafezais do tipo arábica em áreas de sequeiro. Essa modalidade de seguro possui proteção obrigatória contra granizo e oferece coberturas adicionais de geada e tratamento fitossanitário.

A apólice foi idealizada para considerar as demandas específicas da cafeicultura, respeitando a bienalidade, fenômeno que faz com haja safras produtivas e anos de queda na produção, alternadamente. “O maior diferencial do nosso produto é que a apólice anual dá garantias para duas safras. Ao mesmo tempo, o cafeicultor consegue proteger a temporada corrente que está em formação e a safra futura que se desenvolverá no ano seguinte”, revela Frezzarin. “Isso traz muita tranquilidade para o produtor, além de facilitar a concessão de crédito e o acesso às operações de barter, já que a mitigação de riscos por meio do seguro é valorizada pelas instituições financeiras e cooperativas.”

Proteção completa

Em caso de sinistro, a seguradora analisa os danos diretos provocados por granizo ou geada e o total de sacas de café que o produtor deixou de colher em razão dessas intempéries. Dessa forma, a indenização é calculada considerando as perdas e o valor de produção. Além disso, destaca-se a cobertura adicional fitossanitária. “A seguradora pode indenizar o produtor para que ele realize tratos culturais e aplique defensivos importantes visando o reestabelecimento da lavoura”, conta Frezzarin. De acordo com o superintendente, essa cobertura garante um valor por hectare assegurado para cobrir despesas diversas após a incidência de granizo ou geada.

Esse inovador seguro agrícola para café foi desenvolvido pela FF Seguros em cooperação com a Valle Agro, assessoria especializada em seguros de Jundiaí (SP). Durante sua criação, o produto foi validado por cooperativas, especialistas e cafeicultores para que se tornasse o seguro mais assertivo para a cafeicultura brasileira. Para proteger a safra 2024 de café, a FF Seguros comercializará apólices até o mês de novembro de 2023. O produto está disponível para assegurar áreas produtoras de café arábica localizadas nos estados de Minas Gerais e São Paulo.

ARTIGOS RELACIONADOS

Aspice possui o maior controle e qualidade na secagem do café

O Aspice esteve presente pela primeira vez no 27° Seminário do Café, com o objetivo de apresentar o que há de melhor em tecnologia de...

Emater-MG sedia reunião da Plataforma Global do Café

O evento comemora os 10 anos de Governança da associação internacional

Nutrição vegetal do futuro

  Franco Borsari Engenheiro agrônomo, sócio-diretor da consultoria BBAgro Global, promotor do Fertishow® e autor de diversos trabalhos e pesquisas de mercado relacionados a nutrição vegetal...

Agroflex no Bejo a Campo 2023

Bejo a Campo 🤝 Agroflex A Agroflex marcou presença no Bejo a Campo, de 22 a 24 de setembro, e levou para lá o futuro da agricultura!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!