22.8 C
Uberlândia
quarta-feira, julho 17, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMáquinasSeis razões para rastrear e monitorar suas máquinas agrícolas

Seis razões para rastrear e monitorar suas máquinas agrícolas

Produtividade,economia e segurança são algumas das vantagens do uso dessas tecnologias.

Máquinas agrícolas – Foto: Divulgação

Os sistemas que permitem rastrear e monitorar máquinas agrícolas foram criados para atender algumas das principais demandas do agronegócio. Envolvendo agricultura de precisão e telemetria, que permite a transmissão remota de dados, essas soluções ajudam a melhorar não apenas  o aproveitamento dos equipamentos, mas também de combustíveis, insumos aplicados e até mesmo da equipe de operações.

Para Bernardo de Castro, presidente da divisão de Agricultura da Hexagon, que desenvolve soluções digitais para o campo, todo o fluxo de trabalho na agricultura é otimizado com essa tecnologia. Confira seis razões para investir no rastreamento e no monitoramento de máquinas agrícolas.

1 – Controle de produtividade 

Quando se tem uma máquina com sensores e software de monitoramento, é possível verificar inúmeros dados de telemetria: rastreamento do trajeto da máquina, hora de início e término da atividade, velocidade média do percurso, realização de paradas e manobras, quanto foi plantado ou colhido, e assim por diante. 

Com essas informações em relatórios e gráficos detalhados,  os gestores conseguem acompanhar o desempenho das máquinas e controlar a produtividade com decisões mais assertivas, como mudança de um determinado trajeto ou redução do tempo ocioso.

Também é possível verificar a performance individual de cada um dos operadores de equipamentos, o que pode ajudar na eficiência da equipe. 

2 – Redução de custos 

Uma consequência do controle da produtividade é, sem dúvida, o aumento dos lucros. Reduzindo os períodos em que as máquinas não estão funcionando, diminuindo gastos de combustível e otimizando processos, os custos para realização das operações também são reduzidos.

“Nosso produto HxGN AgrOn Monitoramento de Máquinas, por exemplo, registra de segundo a segundo a posição e a atividade que está sendo realizada no cultivo e na colheita, gerando relatórios sobre rendimento, produtividade, distância e velocidade. Junto com outras soluções de agricultura de precisão, ele permite que se economize em até 10% o consumo de combustíveis e 25% a aplicação de insumos”, explica Bernardo de Castro.

3 – Prevenção em dia

Outra razão para monitorar as máquinas agrícolas é prever a necessidade de manutenção dos equipamentos. Com auxílio de tecnologias como Big Data e registros de trocas de peças, velocidade média em operações e quilometragem percorrida, fica mais fácil de conferir a saúde das máquinas e programar os reparos adequados, evitando imprevistos.

Caso contrário, se uma colhedora quebrar no meio do processo agrícola, gerará um grande desperdício de tempo e de recursos. “O trator e o reboque que a acompanham também irão parar, assim como os seus operadores, que ficarão sem trabalhar até a chegada do mecânico”, comenta o presidente da divisão de Agricultura da Hexagon.

O monitoramento também permite configurar alertas para situações específicas, como, por exemplo, se a velocidade máxima permitida for ultrapassada pelos operadores.

4 – Gestão à distância

Hoje, já existem tecnologias que permitem que todo esse monitoramento do campo aconteça à distância. Um exemplo é o HxGN AgrOn Sala de Controle, software que permite o acompanhamento em tempo real de tudo o que acontece na lavoura diretamente de uma central de comando remota.

A solução funciona a partir da transferência de informações dos computadores de bordo das máquinas agrícolas para a nuvem da sala de controle por meio de canais de comunicação 3G, 4G, Wi-Fi ou satelital. Com isso, gestores podem tomar decisões e realizar intervenções rápidas sempre que necessário, mesmo estando longe do campo.

5 – Segurança 

Saber em tempo real exatamente onde estão as máquinas e a produção agrícola, garantindo a sua segurança, também é uma razão para investir em tecnologia de rastreamento. 

O HxGN AgrOn Rastreabilidade de Matéria-Prima, por exemplo, é uma solução instalada em colheitadeiras, transbordos e carretas de caminhões para rastrear a matéria-prima desde a sua origem, no campo, até a entrega final na indústria. 

“Além da localização exata de toda a produção, esse tipo de tecnologia coleta informações como a área e o tempo de duração da colheita, aumentando a qualidade e a agilidade das operações e superando a falta de infraestrutura para rastreio de cargas no campo”, reforça Bernardo de Castro. A intervenção humana também é reduzida, com a dispensa de apontamentos manuais e etiquetas de identificação da matéria-prima. 

6 – Primeiro passo para automatização agrícola

O monitoramento da frota pode ser considerado apenas o primeiro passo na automatização de processos agrícolas. Hoje, com as soluções da divisão de Agricultura da Hexagon, já é possível utilizar os mesmos dispositivos que realizam o monitoramento das máquinas para outras funcionalidades, como controles avançados de operações, aplicação de insumos (fertilizantes, defensivos, sementes) em taxa variável e piloto automático, por exemplo.  

Assim, os gestores não têm somente a visão do que está ocorrendo, mas também a garantia de que o desempenho máximo de cada máquina está sendo executado.

ARTIGOS RELACIONADOS

Mapa lança projeto-piloto para estimular a contratação de seguro rural

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou nesta quinta-feira (25) a Resolução nº 75, do Comitê Gestor Interministerial do Seguro Rural, que aprova o projeto-piloto de subvenção ao prêmio do seguro rural para operações enquadradas no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), para as culturas de milho 1ª safra, soja, maçã e uva, no âmbito do Programa de Seguro Rural (PSR), em 2020.

Deficiência de potássio afeta peso da soja

A deficiência de potássio pode afetar significativamente o peso da soja, já que esse nutriente é essencial para o seu crescimento e desenvolvimento saudável.

Mercado de biológicos

A agricultura moderna está embasada nos pilares da sustentabilidade ...

Com avanço da safra de grãos, aumenta preocupação com ataque de lagartas

Com a safra de soja caminhando para o fim e o plantio da safrinha de milho, aumenta a possibilidade de ataque das lagartas, principalmente a do gênero Spodoptera, uma das mais resistentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!