13 C
São Paulo
segunda-feira, junho 27, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Semente influi no vigor e germinação da lavoura de trigo

Semente influi no vigor e germinação da lavoura de trigo

Márcio Só e Silva

Engenheiro agrônomo e pesquisador

marcio.soesilva@icloud.com

Crédito Grupo Leópolis

O trigo, no Brasil, tem sua produção concentrada na região sul, onde o cereal ocupa 90% da área nacional, ou seja, 02 milhões de hectares. É uma cultura com tradição histórica, onde o sistema cooperativo foi criado para produzir trigo arraigado à imigração europeia, que já trazia em sua bagagem os tratos para produzí-lo.

Com a chegada da soja, se formou uma dobradinha quase perfeita para o sistema de produção da região, o qual perdura até hoje. O Paraná lidera o ranking brasileiro tanto em área quanto em produção, atingindo, nesta safra de 2018, segundo estatística da Conab, a área de aproximadamente 1,1 milhões de hectares, enquanto o Rio Grande do Sul ocupou uma área de 680 mil ha do cereal.

Da produção estimada de 5,3 milhões de toneladas, os três Estados do Sul devem produzir 4,8 milhões de toneladas, sendo o restante produzido pelos Estados de Minas Gerais e São Paulo, na região sudeste e nos Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, na região centro-oeste.

 

Genética a favor da produtividade

A produção nacional gira em 5,3 milhões de toneladas – Crédito Shutterstock

Nestes últimos 10 anos com a tropicalização do trigo, em que a Embrapa foi pioneira no desenvolvimento de cultivares adaptadas ao Cerrado Brasileiro, houve um aumento significativo tanto em área quando em produção, nos Estados de Minas Gerais, Goiás e Bahia.

O trigo, atualmente, parece ter conquistado um assento definitivo no rico sistema produtivo do Cerrado, tornando-se uma região estratégica para a produção nacional, pela qualidade de panificação superior dos grãos, equiparando-se aos trigos premiados canadenses e americanos.

A região possui uma logística privilegiada, pois está no eixo dos grandes centros consumidores do País, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.

O Estado de Minas Gerais, de pouca tradição na produção de trigo, já ocupa a terceira posição do ranking nacional, superando Estados tradicionais, como Santa Catarina e São Paulo. Neste cenário se criaram Associações de Triticultores, como a ATRIEMG, Associação de Triticultores do Estado de Minas Gerais, além de programas estaduais de incentivo à cultura em MG, GO e MT.

Nesta dinâmica, o objetivo deste artigo é chamar a atenção do produtor de trigo da região dos Cerrados sobre a importância da escolha da cultivar e do uso de sementes fiscalizadas e de qualidade superior.

Essa matéria completa você encontra na edição de novembro de 2018 da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar para leitura completa.

Inicio Revistas Grãos Semente influi no vigor e germinação da lavoura de trigo