18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Sementes certificadas de soja garantem produtividade 30% maior

Sementes certificadas de soja garantem produtividade 30% maior

Leonardo Machado

Secretário executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Sementes de Soja (ABRASS)

leonardo@abrass.com.br

 Créditos Shutterstock
Créditos Shutterstock

A primeira vantagem da semente certificada é a garantia de origem assegurada por lei. A produção e a comercialização de sementes são controladas por uma legislação federal que exige de seu produtor padrões elevados de qualidade e identidade.

Tal normativa tem seus pilares alicerçados no controle de gerações da produção de sementes. Assim, toda vez que o agricultor adquirir uma semente de um produtor de sementes ele terá a certeza que toda sua produção, desde a origem do material básico, foi controlada com o objetivo de assegurar a qualidade deste insumo.

Todo esse controle resulta numa qualidade superior da semente certificada que, juntamente com outros insumos que constroem e protegem a produtividade das lavouras, geraram cultivos de alta performance. Assim, o resultado não será outro que elevadas produtividades.

Não podemos deixar de considerar também toda a assistência técnica que acompanha o agricultor quando o mesmo adquire suas sementes de um produtor licenciado. Esta assistência é vital para a definição da cultivar, que poderá apresentar melhores resultados a cada situação.

Contudo, podemos afirmar com certeza que a semente certificada é sempre a melhor opção, uma vez que suas vantagens elevam muito o retorno do seu investimento.

Garantias

A Instrução Normativa Nº 25, de 16 de dezembro de 2005, estabelece as normas específicas e os padrões de identidade e qualidade para produção e comercialização de sementes de algodão, arroz, aveia, azevém, feijão, girassol, mamona, milho, soja, sorgo, trevo vermelho, trigo, trigo duro, triticale e feijão caupi. De modo geral, esta normativa garante que as sementes produzidas por um produtor de sementes tenham padrões mínimos de pureza (genética e sanitária) e de qualidade.

Sendo assim, cada cultura tem suas garantias mínimas definidas por lei que dão total segurança ao agricultor sobre a qualidade sanitária e fisiológica das sementes adquiridas por eles.

Resultados em campo

É inegável que sementes produzidas por produtores de sementes licenciados possuem qualidade superior, bem acima das sementes não comerciais (salvas ou piratas). Este diferencial tem influência direta em características agronômicas fundamentais para uma lavoura, como maior rendimento de sementes, maior índice de área foliar e elevada produção de matéria seca.

Consequentemente, tudo leva a uma produtividade maior nas lavouras originadas de sementes certificadas. De modo geral, no caso da soja espera-se que lavouras que utilizam sementes certificadas gastem 20% menos sementes em comparação a lavouras que utilizam sementes não comerciais e, como resultado final, esperam-se produtividades 10% superiores no primeiro caso em detrimento do segundo.

Créditos Shutterstock
Créditos Shutterstock

Investimento

Para entender melhor o investimento necessário, vamos avaliar o quadro a seguir:

Comparativo de resultado econômico em relação à semente utilizada
Pirata Salva Certificada Observação
Densidade de plantio (kg/ha) 67 67 52 (20% a mais)
Valor da semente(R$/kg) R$ 2,00 R$ 1,00 R$ 3,00
Custo com sementes (R$/ha) R$ 134,00 R$ 67,00 R$ 156,00
Diferença de custo em relação à semente salva R$ 67,00 R$ 89,00
Estimativa de produtividade (sc/ha) 55 55 60,5 (10% a mais)
Preço da soja (R$/sc) R$ 60,00 R$ 60,00 R$ 60,00
Receita bruta (R$/ha) R$ 3.300,00 R$ 3.300,00 R$ 3.630,00
Diferença de receita em relação à semente salva R$ – R$  330,00

Neste exemplo vamos considerar uma densidade de plantio de 52 kg de sementes de soja por hectare. No caso das sementes não comerciais (salvas e piratas) utiliza-se 20% a mais de sementes, visto que sua qualidade é menor que a semente certificada. Assim, para obter uma mesma situação de densidade de plantas, utiliza-se mais este insumo.

Em relação ao valor da semente, no caso das sementes salvas o custo é o mesmo do grão da soja, neste caso R$ 60/sc, ou R$ 1/kg. Geralmente o valor da semente é três vezes o valor do grão, assim, no nosso exemplo é R$ 3/kg. Por fim, no caso da semente pirata, espera-se um preço um pouco menor do que na semente certificada, no nosso exemplo, R$ 2,5/kg.

Com isso, espera-se que em relação à semente salva, o gasto com semente certificada seja de R$ 89 por hectare a mais que a semente salva. A semente pirata tem um gasto superior de R$ 67 por hectare em comparação à semente salva. Neste último caso, é importante citar os riscos penais frente à utilização de um insumo ilegal, os quais podem chegar a 250% o valor do produto e apreensão do lote.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de fevereiro 2018 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Grãos Sementes certificadas de soja garantem produtividade 30% maior