30.2 C
Uberlândia
domingo, fevereiro 25, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosGrãosSementes de soja - Como agregar ao seu potencial?

Sementes de soja – Como agregar ao seu potencial?

Autores

Jean dos Santos Silva
Engenheiro agrônomo e mestrando em Fitotecnia – Universidade Federal de Lavras (UFLA)
santos.jean96@yahoo.com.br
Jéssica Elaine Silva
Graduanda em Agronomia – UFLA
jessicaelaine9913@gmail.com
Giovani Belutti Voltolini
Engenheiro agrônomo e doutorando em Agronomia/Fitotecnia – UFLA
giovanibelutti77@hotmail.com

O Brasil é o segundo maior produtor de soja (Glycine max) do mundo, ficando atrás somente dos Estados Unidos. Para a safra 2018/19, a previsão da CONAB é que seja de 115,3 milhões de toneladas do grão, valor que corresponde a um aumento de 2,8% em relação à safra passada.

Sabendo da crescente demanda por alimentos, o uso de técnicas que aumentem o teto produtivo das culturas é muito importante, visando a manutenção da produção de alimentos de forma que a demanda alimentar mundial seja sanada.

Segundo a teoria malthusiana, a produção de alimentos passará a ser insuficiente em poucos anos. Portanto, cabe à agricultura, principalmente, lançar mão de técnicas (tecnologias) que aperfeiçoem os processos produtivos, fazendo com que a produção por área seja sempre maior.

Mais produtividade

Dentre os fatores que contribuem para uma alta produtividade na soja, o uso de sementes de alta qualidade é um dos principais fatores. Neste sentido, para que uma semente seja considerada de alta qualidade ela deve ter qualidade genética, sanitária e física e, além disso, alto vigor e germinação.

Escolha da semente

O primeiro passo para uma boa escolha de semente é ter um fornecedor regularizado, assegurando a qualidade do produto adquirido. Vale ressaltar que as recomendações de um engenheiro agrônomo são imprescindíveis em todo processo produtivo, inclusive na compra da semente.

A escolha da cultivar deve ser feita baseada em materiais indicados para sua região, com faixas de latitude que se adequem ao local de plantio, e também características genéticas e eventos transgênicos que irão conferir resistência a determinadas pragas e doenças e permitir a entrada com herbicidas na lavoura de forma a facilitar o manejo.

A semente não precisa necessariamente ser transgênica para apresentar um alto potencial, mas, de maneira geral, os materiais que possuem transgenia são embutidos de maior tecnologia e tendem a ter maiores produtividades.

Vantagens

As vantagens de comprar sementes de alto potencial estão intimamente ligadas à alta produtividade, pois elas garantem maior velocidade de emergência, deixando a semente menos tempo exposta a fatores que influenciariam negativamente seu vigor; fechamento mais rápido das entrelinhas, reduzindo a competição com as plantas invasoras; maior uniformidade no estande de plantas; desenvolvimento inicial mais rápido e uniforme, tornando menos vulnerável a fatores ambientais adversos; e atributos genéticos, que aliados à tecnologia adequada permitirão uma ótima expressão de seu potencial, refletindo em alta produtividade.

Agregando ao seu potencial

Para que o potencial dessas sementes seja expressado, é necessário a utilização do pacote tecnológico que é montado para a cultivar adquirida. Muitas empresas vendem o pacote completo, desde a nutrição até os produtos fitossanitários, para que o potencial da semente seja expressado.

É indispensável também que a escolha da densidade de semeadura seja adequada para a cultivar utilizada, e por isso, deve-se garantir que as semeadoras estejam calibradas, pois uma desuniformidade no plantio pode colocar em risco toda qualidade que veio na semente.

Custo x benefício

Junto com o alto potencial vem o preço mais alto. Segundo a estimativa de custo do IMEA para a safra 2019/2020 no Mato Grosso, o preço médio das sementes transgênicas será de R$ 320,00/ha, enquanto que das sementes convencionais será de R$ 212,00/ha. Porém, a produtividade média das propriedades que utilizarão transgênicos será de 58,9 sc/ha, enquanto que convencional será de 56,7 sc/ha. Isso já pagaria o investimento em sementes de maior tecnologia, sendo que o custo total da produção de transgênicos margeou R$ 3.854,00/ha, enquanto que o convencional foi de R$ 3.901,00/ha. Isso mostra que, apesar de o custo de aquisição da semente ser maior, não implica em uma rentabilidade menor.

Assim como toda atividade, o sucesso está ligado com o profissionalismo ao desempenhar a atividade. A semente de alto potencial é de grande importância para uma boa rentabilidade na produção de soja, porém, necessita-se que os demais fatores inerentes ao cultivo estejam em sintonia, para que os resultados esperados sejam alcançados.

ARTIGOS RELACIONADOS

Amipa – Parceira forte do produtor rural

Esse foi o terceiro ano que a Associação Mineira dos Produtores de Algodão, Amipa,lotada na cidade de Patos de Minas, participou da Femec; uma...

Cupins subterrâneos: e agora?

Para se livrar dos cupins subterrâneos, comece com uma simples cura de madeira, que dissipe os cupins, reforçando a madeira.

Floral Atlanta – Para quem busca qualidade no que faz

  A Floral Atlanta levou para a Hortitec seu carro-chefe, o Green-up, um substrato à base de espuma fenólica que atende as necessidades de germinação...

UPL lança herbicida no 12º Congresso Brasileiro do Algodão, em Goiânia

A UPL, uma das cinco maiores empresas de soluções agrícolas do mundo, lançará um novo herbicida durante a 12ª edição do Congresso Brasileiro do Algodão (CBA),...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!