18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Simbiose investe em alta tecnologia de produtos biológicos

Simbiose investe em alta tecnologia de produtos biológicos

Foto Simbiose
Foto Simbiose

A Revista Campo e Negócios esteve presente no congresso da ANDAV e visitou o stand da Simbiose, empresa brasileira de produtos biológicos, onde esteve entrevistando Marcelo Godoy, proprietário da empresa, e Claudio Peixoto, diretor de marketing da Simbiose. Ambos falaram sobre mercado de biológicos, pesquisa, desenvolvimento, produtos e tecnologias microbiológicas.

O mercado de biológicos e o seu crescimento

 A Simbiose apresentou no Andav sua linha debionematicida, bioinseticidas, biofungicidas e bioestimulantes - Foto Ana Maria Diniz
A Simbiose apresentou no Andav sua linha debionematicida, bioinseticidas, biofungicidas e bioestimulantes – Foto Ana Maria Diniz

Segundo Marcelo Godoy, principalmente nos últimos 10 anos, o mercado de biológicos tem crescido de maneira significativa e progressiva no Brasil e no mundo. No Brasil, o mercado de biológicos cresce a uma taxa ao redor de 20% ao ano.

Este crescimento vem sendo sustentado por alguns aspectos, entre eles, a menor eficácia das moléculas químicas e o surgimento de novas pragas, a exemplo Helicoverpaarmigera ocorrida na safra 2013/14, onde o controle biológico com tecnologias a base de BacillusthuringiensiseBaculovírus tem sido fundamentais para o sucesso no manejo da praga.

Esse fatoproporcionou ao segmento a credibilidade necessária para a implantação de outras tecnologias no sistema, como por exemplo, os bionematicidas, biofungicidas e bioestimulantes, tecnologias estas que vem se tornando cada dia mais indispensáveis na lavoura.

Desta forma, os biológicos surgem como forte ferramenta e aliada aos produtos químicos, genética e práticas de manejo no controle de pragas e doenças.“Os biológicos são, atualmente, uma realidade e se adequadamente combinados ao sistema produtivo, eles possibilitarão uma maior vida das cultivares e dos produtos químicos pela maior eficácia e menor geração de resistência“, comenta Marcelo Godoy.

Além disso, atualmente há uma maior preocupação por parte da população com o meio ambiente, qualidade de vida, bem como, com o que é consumido. “Nós estamos vivendo a conhecida “Onda verde“, que tem como uma de suas premissas a redução dos defensivos convencionais e a adesão a tecnologias microbiológicas, influenciando em alguns casos na qualidade e no valor de mercado do produto final“, fala Marcelo Godoy.

Marcelo Godoy, proprietário da Simbiose, é um auto-didata e profundo conhecedor de biológicos - Crédito Ana Maria Diniz
Marcelo Godoy, proprietário da Simbiose, é um auto-didata e profundo conhecedor de biológicos – Crédito Ana Maria Diniz

No caso específico da Simbiose, todo seu esforço de investimento vem sendo direcionados para pesquisar, desenvolver ativos e produzir produtos inovadores, para auxiliar na busca por soluções para os principais problemas da agricultura brasileira nos mais diferentes cultivos.

A origem da Simbiose e seus diferenciais

A Simbiose nasceu há 11 anos atrás, em Cruz Alta, no Rio Grande do Sul. Na verdade, bem antes, porque desde novo, o proprietário da Simbiose, Marcelo Godoy, tinha um sonho: fundar a melhor e maior empresa de biológico. “Sonho que está sendo concretizado a cada safra e que é motivo de orgulho do Marcelo que conta esta história sempre muito emocionado“, afirma Claudio Peixoto.

Foram muitos anos imaginando como ele poderia tornar este sonho em realidade. Marcelo Godoy iniciou sua atividade profissional trabalhando como vendedor de biológicos. Ele teve passagens por algumas empresas do setor, estudou como auto-ditada, fez cursos na área e aos poucos foi se aproximando de seus sonhos.

Iniciou com uma aquisição de uma planta industrial em Cruz alta, RS, onde é a sede da empresa, e mesmo com escassos recursos até para produzir alguns folhetos para fazer a publicidade de seus produtos, Godoy, acreditou nos seus sonhos, na sua capacidade técnica e de empreendedor e foi para o mercado.

E, hoje, depois de onze anos, conseguiu estabelecer a Simbiose. Uma empresa de defensivos microbiológicos que tem em seu portfólio várias tecnologias e que está presente em todo o Brasil com uma equipe de aproximadamente 80 pessoas no campo, entre suporte técnico e comercial. Isso sem falar nos importantes parceiros comerciais que distribuem os produtos da Simbiose.

Peixoto comenta que um dos maiores diferenciais da Simbiose está na agilidade de buscar novos princípios ativos, pesquisar, desenvolver, validar, transformar e produzir produtos com elevado padrão de qualidade e que entreguem soluções para os agricultores.

 Isso implica em estar sempre próximo do mercado para entender as necessidades, estabelecer parcerias estratégicascom as melhores instituições de pesquisa do País, como por exemplo, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), além de Universidades e outras instituições.

Além disso, a Simbiose também investe pesado nas pesquisas desenvolvidas internamente na empresa, melhorando a cada dia seus processos, com objetivo de alcançar a excelência na produção e desenvolvimento de defensivos microbiológicos..

 

Essa matéria completa você encontra na edição de setembro de 2018 da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar para leitura completa.

 

Ou assine

Inicio Revistas Grãos Simbiose investe em alta tecnologia de produtos biológicos