23.3 C
São Paulo
terça-feira, julho 5, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Softwares interpretam imagens transmitidas por VANT's

Softwares interpretam imagens transmitidas por VANT’s

 

Lúcio André de Castro Jorge

Pesquisador e articulador de Cooperação Internacional da Embrapa Instrumentação

lucio.jorge@embrapa.br

 

Softwares interpretam imagens transmitidas por Vants - Crédito Shutterstock
Softwares interpretam imagens transmitidas por Vants – Crédito Shutterstock

A Embrapa já disponibilizou gratuitamente softwares para análise da cobertura do solo (SISCOB), para análise foliar (AFSOFT) e para coleta de dados georreferenciada que pode, inclusive, ser embarcado em drones (GeoFielder).

Além destes estarão disponíveis para 2015 um software para detecção e análise de falhas de plantio para cana e milho, uma ferramenta para contagem de plantas no campo (citros, eucalipto, café, etc.), bem como algumas ferramentas para detecção de deficiências e doenças nas lavouras.

Dentre os destaques pode-se citar o detector de nematoides, o analisador de biomassa, entre outros a serem disponibilizados em 2015.

Trabalhos desenvolvidos

A Embrapa Instrumentação tem trabalhado desde a seleção do tipo de VANT e drone a ser utilizado, recomendando para o agricultor o tipo de sensor e a melhor configuração para o que se pretende fazer, pois hoje os modelos variam muito.

Dependendo do sensor, podem ser feitas diferentes aplicações. Por exemplo, ver doenças na lavoura se houver câmeras adequadas multiespectrais com as bandas apropriadas, ou seja, a simples escolha do drone pode ser um delimitador. Depois, vêm as ferramentas de análise, e aí sim a Embrapa faz todo o suporte, identificando ferramentas próprias e até desenvolvendo novas ferramentas sob demanda.

Existem várias vantagens nesta tecnologia, principalmente na flexibilidade de operação, permitindo idas a campo de forma muito flexível e a qualquer momento que se deseja. O custo de operação é outro fator relevante, pois, em geral, as unidades são elétricas, tendo o custo de algumas trocas de baterias com o tempo, ou a combustão, não passando de 1litro de gasolina por voo.

No entanto, o que se deve ter atenção é que a manutenção rotineira e os procedimentos de voo devem requerer um profissional dedicado e treinado. Vários relatos de problemas ou quedas dos sistemas se devem à falha operacional. Assim, investir num VANT é também investir em um técnico dedicado todo o tempo na operação e manutenção da aeronave.

A qualidade das imagens, por ser de maior resolução, é também outra vantagem significativa neste caso. No entanto, cuidados em voo requerem treinamentos.

Custo

Hoje se pode montar um drone simples por R$ 10 mil, enquanto VANT’s mais sofisticados chegam a custar, no Brasil, até R$ 300 mil. Tudo depende da autonomia de voo, dos sensores embarcados e, principalmente, da qualidade do equipamento.

Por isso, é fundamental consultar a Embrapa antes da aquisição, pois os pesquisadores da instituição podem ajudar a escolher o melhor, de acordo com a aplicação.

Essa matéria você encontra na edição de Abril da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira a sua.

Inicio Revistas Grãos Softwares interpretam imagens transmitidas por VANT's