18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Solução nutritiva na produção de tomate hidropônico

Solução nutritiva na produção de tomate hidropônico

Ernani Clarete da Silva

Doutor e professor – UFSJ – Campus Sete Lagoas

clarete@ufsj.edu.br

 

 Crédito Wéber Velho
Crédito Wéber Velho

Solução nutritiva pode ser compreendida como os nutrientes dissolvidos em água nas proporções adequadas e requeridas pelas espécies vegetais. Importante observar que a solução nutritiva assemelha-se à solução do solo. Entretanto, os processos usados para se chegar à solução prontamente absorvida pelas raízes das plantas são distintos.

Em hidroponia, são usados sais inorgânicos dissolvidos diretamente na água, constituindo, desta forma, a solução nutritiva análoga à solução do solo. Quando o solo é usado, até se chegar à forma absorvida pelas plantas existe todo um processo preliminar que limita a pronta disponibilidade dos nutrientes às plantas tanto em quantidade quanto em qualidade. Isso não acontece no cultivo hidropônico.

Em hidroponia, são usados sais inorgânicos dissolvidos diretamente na água - Crédito Vladimir Landiva
Em hidroponia, são usados sais inorgânicos dissolvidos diretamente na água – Crédito Vladimir Landiva

Essencialidade do elemento químico para as plantas

Após muitos estudos e pesquisas, chegou-se a conclusões que definem ou determinam a essencialidade do elemento químico para as plantas. Assim, para ser considerado essencial, o elemento químico deve atender a dois critérios de essencialidade: direto e indireto.

O critério direto diz que o elemento tem que participar como componente de algum composto ou reação, sem o qual a planta não vive. O critério indireto diz que na ausência do elemento a planta não completa o seu ciclo de vida; que este elemento não pode ser substituído por nenhum outro e que ele tenha efeito direto na vida da planta.

Os elementos essenciais sem os quais a planta não vive e, portanto, são denominados nutrientes, são os seguintes: carbono (C), hidrogênio (H), oxigênio (O), nitrogênio (N), fósforo (P), potássio (K), cálcio (Ca), magnésio (Mg), enxofre (S), boro (B), cloro (Cl), cobre (Cu), ferro (Fe), manganês (Mn), molibdênio (Mo) e zinco (Zn).

As soluções nutritivas podem ser adquiridas prontas no mercado - Crédito Hidrogood
As soluções nutritivas podem ser adquiridas prontas no mercado – Crédito Hidrogood

Os elementos não minerais C, H e O são obtidos pela planta da atmosfera e da água, e os demais devem ser, necessariamente, disponibilizados na solução nutritiva. As plantas, para apresentarem crescimento normal, devem ter todos esses nutrientes minerais presentes no solo ou na solução nutritiva (hidroponia) em quantidades e proporções adequadas para atender as exigências de cada espécie vegetal, em todas as fases do seu ciclo.

Considerando as quantidades em que os nutrientes são exigidos pelas plantas, os mesmos foram classificados em:

ðMacronutrientes: (N, P, K, Ca, Mg e S são exigidos em kg ha-1).

ðMicronutrientes: (B, Cl, Cu, Fe, Mn, Mo e Zn são exigidos em g ha-1).

Tomates hidropônicos tem maior qualidade - Crédito Vladimir Landiva
Tomates hidropônicos tem maior qualidade – Crédito Vladimir Landiva

Composição de solução nutritiva e exigências nutricionais do tomateiro

A composição da solução nutritiva varia com uma série de fatores, o que permite concluir que não existe uma solução nutritiva ideal para cada uma das espécies vegetais, incluindo o tomateiro. A espécie vegetal a ser cultivada, a variedade, a época do ano, o tipo de estrutura e todos os fatores ambientais, principalmente relacionados à temperatura, podem ser citados como variáveis que interferem no aproveitamento da solução nutritiva pelas plantas.

Pesquisas são conduzidas regularmente e informações podem ser adquiridas na literatura. Não obstante, o hidroponicultor deve estar atento aos sintomas apresentados pela sua produção no sentido de estar sempre ajustando a solução nutritiva para obter o máximo rendimento da exploração.

As soluções nutritivas podem ser adquiridas prontas no mercado. Existe grande quantidade de formulações adequadas às diversas espécies vegetais cultivadas no sistema hidropônico. As formulações são efetuadas levando-se sempre em consideração a proporção em que os nutrientes são absorvidos e encontrados na planta.

O hidroponicultor deve monitorar a solução nutritiva - Crédito Hidrogood
O hidroponicultor deve monitorar a solução nutritiva – Crédito Hidrogood

Estudos clássicos da marcha de absorção dos nutrientes pelas várias espécies vegetais foram fundamentais para chegar-se ao balanceamento da solução nutritiva para os cultivos hidropônicos. Assim, basear-se na constituição do solo e na adubação utilizada para cultivos no solo seria um erro que fatalmente se refletiria na produtividade da cultura.

É importante observar que os macro e micronutrientes usados para o balanceamento de uma solução nutritiva, independente da espécie vegetal a ser cultivada, não devem ficar aquém de um mínimo e nem além de um máximo, conforme mostra a tabela seguinte:

Faixas de concentração de nutrientes em solução usadas em todo o mundo

Macronutrientes ppm Micronutrientes ppm
N 100 – 300 B 0,50 – 1,00
P 35-70 Cu 0,02 – 0,10
K 200-400 Fe 2,00 -10,00
Ca 150-400 Mn 0,50- 1,00
Mg 40 – 80 Mo 0,01 – 0,05
S 40 – 80 Zn e Cl 0,05 – 0,10

Fonte: Bernardes e Carmello (1996)

A avaliação de pH é feita diretamente no depósito da solução nutritiva - Crédito Jorge Barcelos
A avaliação de pH é feita diretamente no depósito da solução nutritiva – Crédito Jorge Barcelos

Em hidroponia

O tomateiro, como todas as espécies vegetais, necessita dos 16 nutrientes para que complete seu ciclo vital, e, consequentemente, produzir de acordo com o esperado. A produtividade do tomate cultivado no sistema hidropônico é significativamente superior à produção convencional, orgânica e aos demais sistemas de produção.

De forma geral, as exigências nutricionais do tomateiro são conhecidas e estão relacionadas com o fornecimento adequado de todos os nutrientes, com atenção especial ao boro e ao cálcio.

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Hortifrúti Solução nutritiva na produção de tomate hidropônico