18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Soluções em controle microclimático em ambiente protegido

Soluções em controle microclimático em ambiente protegido

Sueyde Fernandes de Oliveira Braghin

Coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento ” Ginegar Polysack Brasil

O cultivo em ambiente protegido cresce anualmente visto os inúmeros benefícios que o controle do microclima traz ao cultivo de hortaliças, flores e frutas, além do mercado de mudas, como citros e florestais. Dentre os fatores ambientais que o uso de filme plástico e/ou tela de sombreamento protege, destacam-se a radiação solar, temperatura e umidade, os quais sofrem a influência dos aditivos adicionados à fabricação do material que faz com que apresente características diferentes entre eles.

Soluções

A GinegarPolysack, empresa israelense líder de mercado na linha de filmes plásticos e telas de sombreamento e proteção para agricultura, possui em seu portfólio mais de 700 tipos de filmes plásticos com o objetivo de atender as diferentes demandas dos produtores nos diversos países em que comercializa seus produtos, analisando as necessidades fisiológicas do cultivo, o clima da região, tipo de estrutura e fatores limitantes ao cultivo.

Os filmes chamados Sun Selector® da GinegarPolysack são fabricados com a tecnologia Multicamadas ” extrusão em cinco camadas, de modo que os diferentes aditivos especiais são adicionados separadamente, permitindo a fabricação de diferentes tipos de soluções em filmes plásticos com características técnicas específicas para cobertura de estufas, com a combinação de resistência, versatilidade e transmissão de luz para cada aplicação.

Dentre os aditivos utilizados, levando em conta cada tipo de filme da linha SunSelector, podemos citar alguns que a GinegarPolysack tem trabalhado para as condições brasileiras:

ðForte bloqueio anti-UV: aditivo contra a ação dos raios ultravioleta, que aumenta a durabilidade do filme e diminui a degradação do plástico pelo sol. Por isso as garantias e durabilidades dos filmes GinegarPolysack são as maiores do mercado brasileiro.

ðAditivo anti-estático: mantém o filme limpo por mais tempo, pois reduz a deposição de poeira e é mais fácil a lavagem. Isso permite a maior passagem de luz e, por conseguinte, o maior aproveitamento pelas plantas na fotossíntese.

ðAditivos especiais de difusão de luz: melhor distribuição de luz dentro do ambiente, aumentando a incidência nas folhas baixeiras, o que diminui o efeito de sobreposição das folhas. Além do aumento na taxa fotossintética, a melhor distribuição de luz diminui o problema de queima de frutos e folhas, encontrado comumente em estufas com filme transparente. Os filmes da GinegarPolysackpossuem uma tecnologia que mantém as maiores taxas de transmissão e difusão da luz em um mesmo material no mercado brasileiro (figura 1).

Figura 1. Estufa com SUNCOVER DIFF (alta difusão) Crédito: Ginegar Polysack
Figura 1. Estufa com SUNCOVER DIFF (alta difusão) Crédito: Ginegar Polysack

Figura 1A .Filme comum com baixa difusão de luz à direita. Observa-se a diferença na qualidade da luz entre os dois ambientes Crédito: Ginegar Polysack
Figura 1A .Filme comum com baixa difusão de luz à direita. Observa-se a diferença na qualidade da luz entre os dois ambientes Crédito: Ginegar Polysack

ðFator anti-vírus: bloqueio de 100% dos raios ultravioleta, com efeito na redução de pragas e doenças. Esse aditivo é de suma importância para o bem-estar dos funcionários, impedindo a queima da pele pela radiação UV, causadora de diferentes doenças como, por exemplo, o câncer de pele. Além disso, todos os filmes com fator antivírus têm maior garantia e durabilidade, comparados aos materiais sem este aditivo.

ð Efeito térmico: diminui a perda de calor produzido durante o dia pela formação de ondas longas a partir da radiação solar. São aditivos com silicatos e carbonatos que formam uma barreira, diminuindo a velocidade de perda da radiação infravermelha para o ambiente externo no período noturno.

ðEfeito fotoconversor: altera a espectro e aumenta a transmissão de luz na faixa do vermelho/vermelho distante. Diminui a transmissão de luz na faixa do ultravioleta (300 ” 400nm) e amarelo e verde (500-600nm), faixas de luz menos utilizadas pelas plantas, com isso, reduz a temperatura interna da estufa. Atualmente, o Suncover AV Blue é o filme fotoconversor mais comercializado no Brasil

Outras linhas de filmes plásticos também foram selecionadas para atender à condição climática predominante, com altas temperaturas e umidade relativa variada ao longo do ano em função das chuvas – característica do clima tropical ” como as linhas Suncover, Suntherm e Dripblock.

Versatilidade

Os filmes da linha Suncover possuem os aditivos de bloqueio de luz UV, antiestático, difusão de luz e alguns deles antivírus (AV). Dentre eles destaca-se o filme SuncoverAV DIFF, que possui uma transmissão de 87% e difusão de 75%, o que o coloca como o filme com a maior taxa de difusão de luz do mercado.

Recomendado para todas as hortaliças e a maioria das flores, apresenta resultados muito bons em plantas de porte alto, como tomate, pimentão e pepino, pois exigem uma grande quantidade de luz devido ao sombreamento das folhas mais novas sobre a parte baixeira da planta (figura 2).

Estufa com filme difusor Suncover AV DIff com tela termorefletora Aluminet para o cultivo de pimentão em Taguaí-SP Crédito:GinegarPolysack
Estufa com filme difusor Suncover AV DIff com tela termorefletora Aluminet para o cultivo de pimentão em Taguaí-SP Crédito: Ginegar Polysack

Além dos filmes difusores, vale detalhar o filme fotoconversorSuncover AV Blue (azul), recomendado para regiões mais quentes que não apresentam períodos nublados longos. Este filme altera o espectro de luz, aumentando a quantidade de luz fotossinteticamente ativa (PAR) e, consequentemente, reduz a temperatura de maneira muito eficiente.

Possui uma transmissão de 78% e difusão de 67%. Mostra-se bastante eficiente para o cultivo de tomate/pimentão/pepino em Estados com alta incidência de radiação, e apresenta aumento de produtividade e qualidade de morango em diferentes regiões do País, o que se deve à menor exigência por luz desta cultura (Figura 3).

Figura 3.Plantas de morango cultivadas sob o filme SUNCOVER AV BLUE e tela fotoconversora Chromatinet Leno vermelha nas laterais em Barbacena-MG Crédito: Ginegar Polysack
Figura 3.Plantas de morango cultivadas sob o filme SUNCOVER AV BLUE e tela fotoconversora Chromatinet Leno vermelha nas laterais em Barbacena-MG Crédito: Ginegar Polysack

Essa matéria completa você encontra na edição de fevereiro 2018  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

Inicio Revistas Hortifrúti Soluções em controle microclimático em ambiente protegido