19.6 C
Uberlândia
quinta-feira, junho 20, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioLançamentosTecnologia de secagem de grãos torna a operação até 5 vezes mais...

Tecnologia de secagem de grãos torna a operação até 5 vezes mais rápida que os secadores convencionais

Desenvolvidos pela Dryeration, secadores contam com sistema de despoeiramento que elimina emissão de partículas na atmosfera.

Todos os anos toneladas de grãos são perdidos ou descartados devido aos processos inadequados na pós-colheita. Entre eles, está a secagem, que quando e realizada no tempo certo pode assegurar a qualidade dos grãos, redução das perdas no campo, a manutenção do volume e a consequente rentabilidade. De acordo com os especialistas, 80% dos custos operacionais estão ligados a problemas na performance dos secadores de grãos.  

Para solucionar este gargalo, a Dryeration, empresa brasileira pioneira no desenvolvimento de tecnologias para secagem de grãos, desenvolveu um portfólio de produtos que estão revolucionando o processo de secagem no Brasil e no exterior.   Um dos principais destaque é o lançamento da Série Farm DRY, uma proposta inédita, ainda mais econômica e compacta que se adapta melhor nas médias e pequenas propriedades. Conforme Otalício Pacheco da Cunha, especialista em sistema de secagem de grãos e fundador da Dryeration, o Farm DRY veio para tornar o portfólio de produtos mais completo. 

“Já contávamos com modelos de secadores para atender cooperativas e grande cerealistas, agora com o Farm DRY podemos outro perfil de produtor e oferecer acesso a um sistema de processamento de grãos moderno e eficiente”, afirma Otalicio. Segundo o especialista, o Farm Dry coloca robustez nos processos produtivos, o que permite reduzir significativamente o tempo de montagem externa, oferecendo agilidade, alta performance e redução de custos.  

“Nossa tecnologia torna a velocidade de secagem 5 vezes mais rápida que os secadores convencionais, além de oferecer uma eficiência térmica e energética, reduzindo em até 10 pontos percentuais de umidade por hora; eliminando a fumaça no produto e mantendo a qualidade do grão sem odores. Isso assegura plena palatabilidade e resultados de ganhos de peso na alimentação animal”, explica Otalício. 
 

Eliminação de partículas 

Outro motivo de grande preocupação durante a secagem de grãos é a emissão atmosférica de materiais particulados (poeira), que exige um controle rigoroso das empresas que secam/armazenam grãos, como arroz, soja e milho. Para solucionar esse problema que afeta duramente o meio ambiente e são alvo de fiscalização dos órgãos ambientais, a Dryeration desenvolveu um Sistema de Despoeiramento para eliminar a presença desses materiais particulados. O Dry-SP também oferece a possibilidade de ser instalado em secadores de outras marcas otimizando sua performance, tornando-os livres da emissão de partículas. 
 

RUIDO: abafador de ruído 

Assim como a emissão de partículas, o ruído consiste em um importante risco ambiental presente na rotina dos trabalhadores em uma Unidade de Beneficiamento e Armazenagem de Grãos (UBAG). As normas brasileiras estabelecem como obrigatório, para todas as empresas, o monitoramento do ruído ocupacional e da condição auditiva dos trabalhadores. Conforme Otalício, que dedicou vários anos estudando sistemas de secagem, o ruído de um secador convencional pode chegar a 110 decibéis, numa distância de 30 metros, sendo considerado poluição sonora. 

“Recebemos constantemente relatos de empresas que enfrentam esse problema. Por isso, desenvolvemos esse sistema que já foi instalado em várias unidades espalhadas pelo Brasil, principalmente naquelas localizadas próximas a centros urbanos solucionando completamente o problema”, destaca. 
 

Homogenizador (elimina a autoclassificação dos grãos)

O Homogeneizador da massa de grãos, é um equipamento desenvolvido pela Dryeration, que elimina a autoclassificação dos grãos durante o carregamento dos silos ou armazéns graneleiros, proporcionando o fracionamento do fluxo, misturando e distribuindo as impurezas ainda remanescentes (em média 2%), após a operação de limpeza no beneficiamento, em toda a massa de grãos. 
 

Como funciona:

O homogeneizador recebe o fluxo de grãos dos elevadores ou correias transportadoras, fraciona por gravidade em diversas partes iguais e homogêneas, sem o consumo de energia elétrica. Para o perfeito desempenho, o homogeneizador deve permanecer com sua superfície limpa e livre de objetos estranhos.

Crédito Dryeration
ARTIGOS RELACIONADOS

Liberação de macrobiológicos via drone

A Koppert, em parceria com empresas de drones, estão utilizando esta tecnologia no campo.

Adubação foliar é imprescindível no florescimento do algodoeiro

Juliano Gullo de Salvo Engenheiro agrônomo, mestre em Solos e Nutrição de Plantas e coordenador técnico da Green Has do Brasil detec@greenhb.com.br O algodoeiro é uma...

Maior incidência de pragas eleva área tratada

A maior safra de grãos da história será colhida em 2021: a produção deve superar 269 milhões de toneladas (+4,3% sobre a anterior), mesmo em meio aos desafios impostos pela pandemia da Covid-19.

Inovação que gera valor!

O Brasil é o maior produtor mundial de soja e, o grão é a principal cultura cultivada em território nacional. Por isso, a importância dessa oleaginosa é indiscutível e promover tecnologias que permitam uma produção crescente e sustentável se tornou indispensável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!