23.1 C
São Paulo
quarta-feira, janeiro 19, 2022
- Publicidade -
- Publicidade -
Inicio Revistas Grãos Tecnologia para potencializar a nutrição vegetal e qualidade das lavouras

Tecnologia para potencializar a nutrição vegetal e qualidade das lavouras

Cláudio Gusmão e Breno Bordin, da Satis, junto com o cafeicultor Geraldo Gussoni - Fotos Luize Hess
Cláudio Gusmão e Breno Bordin, da Satis, junto com o cafeicultor Geraldo Gussoni – Fotos Luize Hess

Sediada em Araxá (MG), a Satis é especializada em produtos de nutrição vegetal foliar que proporcionam melhor absorção de nutrientes e potencializam a capacidade produtiva das lavouras. A empresa desenvolve as soluções com base em intensas pesquisas que reforçam a importância da nutrição vegetal como fator chave para altas produtividades.

Com cerca de 20 anos de mercado, a Satis conquistou seu crescimento a partir do desenvolvimento contínuo de novos produtos que atendam às demandas do campo e com abertura de novos mercados, estando presente hoje em todo território brasileiro. Os resultados conquistados por seus clientes revelam a relevância do trabalho que vem sendo desenvolvido em diferentes culturas.

É o caso na região Araguari, em Minas Gerais, grande produtora de café e que enfrenta a ocorrência da Pseudomonas (Mancha Aureolada), bactéria que se desenvolve especialmente em noites frias com alta umidade. Breno BordinPelazza, representante técnico de vendas da Satis revela que o produto Fulland apresentou bons resultados no controle da doença, através da potencialização da autodefesa do vegetal. “Trabalhamos a associação do Fulland com o Sturdy em prol da bioativação e consequente desenvolvimento do metabolismo vegetal“, explica. O intervalo de aplicação deve ser realizado entre 30 e 45 dias, mas se a bactéria já estiver instalada na área, o intervalo deve ser reduzido para 10 ou 15 dias.

O cafeicultor Geraldo Gussoni está satisfeito com os resultados dos produtos Satis - Fotos Luize Hess
O cafeicultor Geraldo Gussoni está satisfeito com os resultados dos produtos Satis – Fotos Luize Hess

Palavra do Produtor

 

Geraldo Gussoni, produtor de café, já soma 20 hectares de lavoura nova (um ano) e 20 hectares de lavoura adulta (dez anos) nas fazendas Macaúbas e Araras, respectivamente, ambas no município de Araguari (MG). Referência no uso de tecnologias na cafeicultura, ele alerta para a existência de novas doenças e reforça como a nutrição vegetal foi importante para a solução dos problemas encontrados. “Preciso estar em contato com o que há de novo em termos de produtos. Buscamos sempre informações, e o Marcos Vinicius Egae Portel, engenheiro agrônomo da Biosfera, revenda da Satis em Araguari, me orienta na escolha de produtos. Sou cliente da Biosfera há dois anos e estou muito satisfeito com os resultados dos produtos Satis“, diz Gussoni, que já chegou a colher 90 sacas por hectare, e espera para esse ano 80 sacas.

Recentemente, sua lavoura sofreu sérios danos com um forte ataque da mancha aureolada. Ele conta que fez a aplicação de alguns produtos, mas sem sucesso. Então, por recomendação de seu agrônomo, investiu na combinação do Fulland com o Sturdy, outro produto da Satis que atua no potencial energético da planta. “O ataque dessa bactéria é muito rápido. Mas apliquei os produtos e dentro de poucos dias vi o resultado. Foi realmente muito eficiente“, lembra.

A mancha aureolada inicia na folha e pode secar até o ramo. Depois da aplicação das duas soluções, novos ramos começaram a brotar, e 30 dias depois da primeira aplicação, voltou a utilizar os produtos como preventivo. “Vou manter essa frequência de aplicação“. Fico muito feliz que exista alguma solução que tenha efeito contra esse mal. Faço o investimento nesse produto na certeza de que terei resultados eficientes e positivos”, conta o produtor.

Essa matéria você encontra na edição de março 2018 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua.

Inicio Revistas Grãos Tecnologia para potencializar a nutrição vegetal e qualidade das lavouras