29.7 C
Uberlândia
domingo, fevereiro 25, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiTelas podem aumentar a florada

Telas podem aumentar a florada

Pablo Henrique de Almeida OliveiraMestrando em Produção Vegetal – Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)pablohenrickk@gmail.com

André dos Santos MeloMestrando em Entomologia – UFRPEandre.mello004@gmail.com

Telas – Crédito: Ginegar do Brasil

A iluminação é essencial para o desenvolvimento vegetal, no entanto, há plantas que necessitam de pouca radiação solar e outras de radiação solar intensa. Portanto, as condições de radiação devem ser ideais para determinados tipos de planta.

O excesso de radiação pode ser prejudicial para os vegetais, pois ocorre o aumento da temperatura interna da planta ocasionando uma injúria momentânea, que pode vim a atrapalhar o seu desenvolvimento. Para isso, telas são importantes para amenizar o estresse vegetal e favorecer os mesmos.

Benefícios das telas para a floração

As telas reduzem a intensidade da radiação, ajustando a distribuição dessa radiação na melhor forma, principalmente, em locais de alta luminosidade e temperatura. Com a redução da temperatura e uma luminosidade adequada, a planta é favorecida por vários fatores, por exemplo, diminuição da fotorrespiração, aumento do rendimento e produtividade da cultura e, ainda, da qualidade das folhas (Silva et al., 2015; Silva et al., 2019).

Além disso, parâmetros como número de flores e, consecutivamente, frutos, são beneficiados. Portanto, a temperatura, a intensidade, a duração e a qualidade de luz alteram as características de qualidade, como: tamanho, coloração, espessura da folha, massa das frutas e hortaliças, teor de sólidos solúveis e vitamina C (Chitarra e Chitarra, 2005).

Implantação e manejo das telas

Para a implantação das telas, Silva (2018) menciona que se deve colocar as estacas de madeira que servirão de base, e que estas devem possuir a mesma distância de largura da tela. As estacas devem ser enterradas numa profundidade de 50 cm e com uma altura externa mínima de 2,5 metros.

Colocadas as estacas, faz-se um furo na parte superior e lateral da estaca para colocar o arame galvanizado de 2,75 mm de diâmetro, e depois torcê-lo sobre o próprio eixo do arame. O arame deve ficar bem esticado, ou pode-se colocar uma catraca presa à estaca para prendê-lo e fortalecer o esticamento.

Esse procedimento deverá ser feito em todas as estacas, emendando por meio do arame todos os troncos de estaca. Por fim, joga-se a tela com a porcentagem e coloração específica para a cultura que se está trabalhando.

Produtividade

Nos trabalhos de Frisina e Escobedo (1999) e Radin et al. (2004), a cultura da alface apresentou maior produtividade pelo maior sombreamento, pois as intensidades das radiações eram menores e refletidas, enquanto as radiações difusas eram menores, favorecendo a produção de folhas maiores e maior quantidade de biomassa por planta.

As telas de sombreamento são alternativas para a boa produção, pois proporcionam um microclima, levando em consideração a temperatura, a radiação e a umidade relativa do ar no interior do telado.

Porém, o material a ser utilizado deve ser escolhido em função da época, da espécie e do local (Rodrigues et al., 2008). Em síntese, a tela adequada para o vegetal cultivado proporcionará uma maior produtividade.

Resultados de campo

A temperatura é primordial para o desenvolvimento das plantas. Segundo Brandão Filho et al. (2018), temperaturas menores e muito elevadas levam ao menor desenvolvimento do tomateiro.

Nas temperaturas menores que 10ºC os tomateiros apresentaram hastes mais grossas e quebradiças, menor de número de folhas, mas as folhas eram maiores e de coloração verde, tendendo para azulado, além de apresentar abortamento de flores, frutos pequenos e polinização deficiente no estágio reprodutivo.

Nas temperaturas elevadas, presencia-se no tomateiro hastes mais finas e alongadas, maior presença de folhas, mas com menor tamanho, coloração verde-amarelada nas folhas e maior abortamento floral.

No trabalho de Silva et al. (2020), analisando o desempenho agronômico da alface com diferentes substratos orgânicos e sombreamentos, a alface foi favorecida quando se utilizou as telas de sombrite entre 50 e 70% de sombreamento, sendo que nesse trabalho utilizaram-se quatro tipos de sombreamento (30, 50, 70 e 80%).

Por isso, para o cultivo da alface em locais de altas temperaturas e luminosidade, além de umidade do ar baixa, recomenda-se as porcentagens de sombreamento de 50 a 70%.

Erros fatais

Para não cometer erros em relação à implantação e manejo em ambiente com telas, recomenda-se verificar o local que será implantado, levando-se em consideração a temperatura, a luminosidade e a umidade relativa do ar, que são preponderantes para a utilização de tela.

A época de implantação também está interligada com os fatores mencionados anteriormente. Por fim, a escolha da espécie é importante, pois há vegetais que possuem sensibilidade a temperatura, luminosidade e umidade do ar. Por isso, é necessária uma pesquisa antes de escolher a porcentagem de sombreamento correta.

Investimento x retorno

As estruturas para a implantação de telas podem ser especializadas para grandes ou pequenas áreas, utilizando estruturas metálicas, mas também podem ser simples, utilizando estacas de madeira, podendo abranger pequenas e grandes áreas de cultivo.

O investimento vai depender das estruturas a serem utilizadas, sendo que as estacas de madeiras são mais baratas que as estruturas metálicas. Já a tela de sombreamento varia de acordo com a porcentagem de sombreamento (quanto maior a porcentagem de sombreamento, mais cara) e a finalidade da tela (somente sombrear ou sombrear e termorrefletir).

No entanto, com o tempo, o investimento acaba sendo pago, devido à produtividade que a tela irá proporcionar para o vegetal cultivado.

ARTIGOS RELACIONADOS

Produtividade: Manejo do solo como fator determinante

Perante a grande demanda de alimentos como consequência do crescente aumento da população, medidas que fizessem com que a produção agrícola tivesse um maior retorno produtivo foram aperfeiçoadas no decorrer dos anos, desde os primórdios da utilização das terras agricultáveis até o presente momento.

Manejo do cultivo de inhame

Qual o panorama da cultura do inhame no Brasil? Como realizar o manejo? Quais novas técnicas no mercado?

SP regulamenta criação de abelhas nativas sem ferrão

A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) publicou a Resolução 11/2021, que cria a categoria de fauna silvestre meliponário e regulamenta a criação de abelhas nativas sem ferrão no estado de São Paulo.

Silício no maracujá

O Brasil é o maior produtor mundial de maracujá, com produção em torno de 593 mil toneladas ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!