22.7 C
Uberlândia
terça-feira, junho 25, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiTomate pera amarelo e seus diferenciais

Tomate pera amarelo e seus diferenciais

Paula Almeida NascimentoEngenheira agrônoma e doutoranda em Agronomia – Universidade Federal de Lavras (UFLA)paula.alna@yahoo.com.br

Tomate amarelo – Foto: Shutterstock

O tomate pera amarelo possui frutos de tamanho 35 x 25 mm e no formato de pequenas peras. O sabor é suave e doce e fica ótimo, tanto fresco, em conserva ou cozido. A planta oferece boa produtividade e cerca de 80 dias após a semeadura já é possível fazer a colheita. Os tomates são doces, saborosos e aromáticos, com o formato de uma pequena pera, considerada uma variedade exótica.

Desta forma, os frutos do tomateiro são muito cultivados mundialmente, havendo milhares de cultivares que variam na forma, tamanho, cor e sabor. Assim, o tomate apresenta várias variedades e é uma hortaliça rica em licopeno, um tipo de carotenoide que age como um potente antioxidante.

O licopeno é considerado um grande protetor contra doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão, diabetes e doenças cardiovasculares e contra o câncer de próstata.

Além disso, o tomate é baixíssimo em calorias, oferece um bom teor de fibras e água, ajudando os intestinos a funcionarem melhor e o corpo a se manter hidratado, e tem minerais como cálcio e fósforo, fundamentais para a manutenção da saúde óssea, além de uma boa quantidade de potássio, que favorece os hipertensos e praticantes de atividades físicas.

Em termos de vitaminas, os tomates também oferecem vitamina C, mais um antioxidante antienvelhecimento e protetor do sistema imune, além de carotenoides, que favorecem a visão e a pele. Também possuem vitaminas A e K, potássio, fibras e antioxidantes que ajudam a neutralizar os radicais livres, como o betacaroteno, responsável pela sua cor amarela.

Características

As flores, assim como os frutos, também são pequenas, mas surgem em grande quantidade. Essa é uma variedade muito produtiva e também bastante resistente a pragas e doenças.

O tomateiro é uma solanácea herbácea com caule flexível e incapaz de suportar o peso das frutas e se manter na posição vertical. Apesar dos frutos pequenos, a planta tem porte médio a grande e pode atingir por volta de 1,80 m de altura.

Para cultivar essa planta é necessário manter um bom suporte ao longo do crescimento, já que ela cresce bastante verticalmente e também fica muito ramificada. Se não houver suporte, os galhos podem quebrar facilmente com o vento.

Se cultivados nas condições adequadas, levam de cinco a 21 dias para germinar, crescem rápido e frutificam em pouco tempo, por volta de quatro a sete meses após o plantio. A flor do tomateiro é hermafrodita e a polinização é por auto-fecundação, embora possa ocorrer uma taxa de cruzamento natural.

O fruto é carnoso, com dois ou mais lóculos. As sementes são reniformes pequenas, com pelos bem curtos. Além disso, o tomateiro pera amarelo é bem bonito, trazendo uma cor diferenciada ao prato, com seus frutos amarelos.

O cultivo

[rml_read_more]

Os tomates têm preferência por temperaturas moderadas a quentes, uma boa luminosidade, solos bem férteis, úmidos e bem drenados e são muito produtivos durante todo o verão. Em 1,0 grama há 510 a 540 sementes de tomates.

No plantio dos tomateiros, escolha a área para cultivar os tomates, de preferência terras com alto teor de matéria orgânica. Revolva a terra até 30 cm de profundidade, misturando para cada m² de canteiro 30 gramas de adubo NPK de uma fórmula comercial ou 150 gramas de esterco bem curtido ou húmus, uma semana antes da semeadura ou do transplante das mudas.

Irrigar uma vez por dia, de preferência no início da manhã ou no final da tarde. Esta é uma planta vigorosa, de crescimento indeterminado e muito produtiva.

Condições para seu desenvolvimento

O tomateiro é exigente em termoperiodicidade diária: requer temperaturas diurnas amenas e noturnas menores. Para que a planta se desenvolva, é necessário que o clima gire em torno de 10 a 40ºC, sendo o ideal 25ºC. Assim, a temperatura sendo abaixo de 18ºC, retarda o crescimento e acima de 30ºC, o desenvolvimento é acelerado.

Com temperatura acima de 35ºC e abaixo de 15ºC a fecundação das flores é prejudicada e poderá ocorrer queda de frutinhos (aborto). Além da temperatura, há outros fatores agroclimáticos que influenciam a tomaticultura, sendo a pluviosidade excessiva o mais prejudicial. A elevada umidade do ar também favorece doenças fúngicas e bacterianas. O granizo e a geada são altamente prejudiciais.

O tomateiro é adaptável a diversos tipos de solo, desde que não sejam muito argilosos, pesados e compactos ou mal drenados. Os solos mais indicados são de textura média, com alta fertilidade, ou seja, adubados.

Propagação e cultivo

A propagação acontece pela utilização de sementes, sendo a cultura implantada por cinco métodos: semeadura direta, semeadura em sementeira, semeadura e repicagem, semeadura em copinho e semeadura em bandejas.

No plantio, o sulco de transplante deve ser aberto após a aração e gradagem a cerca de 0,20 m de profundidade, devendo conter a adubação organomineral. O espaçamento mais utilizado na cultura tutorada é de 1,0 a 1,2 m entre fileiras por 0,40 a 0,70 m entre plantas.

Na cultura rasteira pode-se semear em filete contínuo, em fileiras espaçadas de 1,00 m, desbastando-se duas plantas, o que corresponde a 100.000 plantas/ha.

A rotação de culturas na cultura do tomateiro é importante. Assim, plantar tomate em rotação com gramíneas, capins utilizados em pastagens, cana-de-açúcar, milho, sorgo, trigo, aveia ou cevada é interessante.

Irrigação e tratos culturais

A irrigação influencia a produtividade da cultura e o gotejamento tem produzido bons resultados. A cultura tutorada é exigente em alguns tipos de podas, com o objetivo de melhorar o equilíbrio entre a vegetação e a frutificação, aumentando o tamanho e a qualidade dos frutos destinados à mesa.

Sempre que se deseja diminuir o número de frutos em favor da qualidade destes, inclusive do tamanho, pratica-se o raleamento nas pencas. Na fase inicial da cultura, após o transplante de mudas ou a germinação das sementes no solo, o tomateiro é sensível à concorrência por parte de plantas invasoras, que competem por nutrientes e podem ser hospedeiros de doenças e pragas.

Nas culturas tutoradas, o controle é feito com enxada e nas culturas rasteiras utiliza-se também a aplicação de herbicidas. 

Os tomates pera amarelo são caracterizados por uma alta produtividade. Por exemplo, em um arbusto pode-se coletar até 2,5 kg de frutas. Assim, os frutos possuem formato pequeno e o peso de um tomate, em média, é de 80 gramas. Os frutos também atraem a atenção pela beleza da coloração amarela e o formato de pera.

ARTIGOS RELACIONADOS

Nova variedade de pimentão oferece maior resistência a pragas

Lançada pela Seminis, variedade é indicada para estações de chuva e transição A nova variedade de pimentão SV1634PH da Seminis " negócio de sementes de...

Termotécnica mostra tendências para mercado de HF

  Esta será a terceira edição que a Termotécnica expõe suas soluções DaColheita na Hortitec. “O evento é uma grande vitrine para apresentarmos as novidades...

Solo: Investir no perfil leva a altas produtividades?

Todos os produtores que conseguem melhorar a sua produtividade investem no perfil do solo. Dessa forma, conseguem aprofundar o sistema radicular, aumentando a oferta de água e...

Sevin 480 SC retorna ao mercado

  Há mais de 10 anos a Cross Link participa da Hortitec, condição fundamental para a interação com clientes e prospects. Na ocasião, será apresentada...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!