Tomate Tigre: Diferencial atrai consumidores

0
217

Autores

Rafael Rosa RochaEngenheiro agrônomo e mestrando em Ambiente e Sistema de Produção Agrícola – Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat)rafaelrochaagro@outlook.com

Tiago Yukio Inoue  Engenheiro agrônomo e mestrando em Genética e Melhoramento de Plantas – Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Fernanda Lourenço DippleZootecnista, engenheira agrônoma, especialista em Perícia e Licenciamento Ambiental, mestre em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola e professora – Unemat

Tomate Tigre – Crédito: Shutterstock

A produção das diversas variedades de tomate está em crescente expansão no Brasil, sendo a safra de 2020 estimada de 3.939.620 toneladas de tomate fresco, segundo o IBGE. Nesse cenário, está crescendo a produção e comercialização de cultivares consideradas gourmets. Com a alta aceitabilidade têm aumentando também os investimentos neste nicho de mercado, uma vez que este oferece variedade quanto a cores, formatos e sabores, apresentando produtos diferenciados chamando a atenção de seus consumidores.

Geralmente, a demanda desses tomates ocorre principalmente em grandes centros urbanos e capitais, onde se concentra a maior parte dos mercados especializados, com consumidores que buscam inovação em diversificação de cores e sabores dos alimentos.

Destaque

Dentre as novidades de frutos de tomates gourmets produzidas, o que vem ganhando mais espaço pelos produtores e atratividade pelos consumidores é o tomate híbrido Tigre, ou como chamado em outros países Tomate Green Zebra – Tigre, do segmento coquetel, que possui este nome por conta do aspecto tigrado ou rajado que se apresenta em sua casca no estado verde.

As listras são muito pronunciadas e mudam para uma cor laranja quando maduras, apresentando uma polpa de coloração desde o vermelho intenso, chegando ao marrom, mas também há no mercado coloração amarela e chocolate, que alcançam peso de até 50 g cada.

A planta tem ótima sanidade, os frutos possuem boa conservação pós-colheita e apresentam uma qualidade que chama atenção. Rico em licopeno, substância antioxidante muito eficaz no combate aos radicais livres, e em vitamina C, em torno de 330 mg kg-1.

Possui elevado grau Brix, medida que calcula o teor de açúcar de frutos, girando em torno de 8,38º Brix. Assim, apresenta uma acidez equilibrada e é extremante saboroso, com paladar  agridoce, o que é perfeito para compor pratos sofisticados para produção de geleias de tomate, e ideal para aventuras culinárias, trazendo um toque exótico ao prato. Também é atrativo pela abrangência de cores e rajado, chamando a atenção do mercado consumidor.

Como se produz

Antes de dar início à produção desse segmento, é preciso entender que a produção e condução desse material necessita ser realizada principalmente em estufa ou casa de vegetação, pois em campo aberto não é viável o cultivo.

Outra aposta é a produção desse material em um sistema todo orgânico. A produção realizada em ambiente protegido visa o uso racional da água e auxiliar no processo produtivo, por ser o tomate híbrido Tigre (tipo coquetel) possuir limitações, como nível de resistência a doenças baixo, ou sensibilidade às oscilações de temperatura, necessitando de maior cuidado no controle de pragas, doenças e tratos culturais, visando principalmente qualidade e segurança alimentar deste fruto.

Sendo assim, uma das questões principais é a escolha do local de produção, sistema de condução, limpeza e manutenção do sistema de cultivo. Inicialmente, deve-se atentar ao ambiente protegido escolhido, tendo diversos modelos e níveis de investimento que são adequados e promovem transformações ambientais ao cultivo do tomateiro, desde que tenham área de ventilação adequada, construídos em local bem ventilado e não tenham obstáculos que o sombreiem, principalmente nas primeiras horas da manhã.

É necessário que haja pelo menos 70% de luminosidade durante todo o dia para que seja possível o crescimento da planta.

As telas funcionam como proteção ambiental e permitem o controle da produção, desde aspectos como temperatura, umidade e, principalmente, impedindo ou reduzindo os ataques de pragas e de doenças. A cultura do tomate é sensível a mudanças climáticas, porém, devido ao cultivo predominantemente em ambientes controlados, as condições climáticas não interferem diretamente na produção, possibilitando que se mantenha a produção durante quase todo o ano.

Existe uma grande variedade de material para construir os ambientes protegidos, que pode ser desde madeira, plástico, aço aos pré-moldados. Vale ressaltar que ambientes simples à base de madeira exigem menor investimento inicial, mas com o tempo tendem a ter custo maior, quando comparados às estruturas de aço ou industriais, devido à baixa necessidade de manutenção da estrutura.

Mudas

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.