23.3 C
São Paulo
terça-feira, julho 5, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Tomatec - Tomate em cultivo sustentável

Tomatec – Tomate em cultivo sustentável

 

Equipe Tomatecem  treinamento a um novo grupo de produtores na região de Baldim e Jaboticatubas  - Crédito Agrocinco
Equipe Tomatecem treinamento a um novo grupo de produtores na região de Baldim e Jaboticatubas – Crédito Agrocinco

O Sistema de Produção de Tomate em Cultivo Sustentável (Tomatec) é uma opção já consolidada entre as boas práticas agrícolas voltadas à produção de tomate de mesa de qualidade, com menos insumos, focado na valorização econômica do produto e segurança alimentar.

Ele promove a conservação do solo e da água, redução do uso de agroquímicos, maior produtividade da cultura e condições de produção favoráveis para o agricultor e o meio ambiente. Essa tecnologia inovadora foi desenvolvida e aperfeiçoada pela Embrapa Solos e tem marca registrada no INPI.

Recomendações técnicas:

” Planejamento conservacionista da lavoura em sistema de plantio direto;

” Calagem e adubação da lavoura com base na análise de solo;

” Lavoura em curva de nível, plantio em linha simples;

“Tutoramento vertical com fitilho condutor para suporte de plantas;

” Espaçamento de 1,0 a 1,2 m entrelinhas de plantio;

” Espaçamento de 50 a 70 cm entre plantas nas linhas de plantio;

” Implantação da lavoura em espaldar vertical com mourões de 2,5 m e arame liso galvanizado nº 12 para sustentação;

” Condução das plantas com duas hastes;

” Início do ensacamento das pencas quando as duas primeiras flores da inflorescência murcharem;

” Fertirrigação em gotejamento;

” Manejo integrado de pragas (MIP) para indicar o momento certo do controle.

Princípios sustentáveis do Tomatec

Equipe Tomatecem  treinamento a um novo grupo de produtores na região de Baldim e Jaboticatubas  - Crédito Agrocinco
Equipe Tomatecem treinamento a um novo grupo de produtores na região de Baldim e Jaboticatubas – Crédito Agrocinco

O Tomatec adota o Sistema de Plantio Direto, associado a outras práticas conservacionistas, tais como: terraceamento, bacias de retenção, cordão vegetado, rotação de culturas, plantio em curva de nível, análise da fertilidade do solo, entre outras. Dessa forma, promove-se maior cobertura do solo pela palhada, reduzindo ou evitando a erosão e melhorando a infiltração e o armazenamento da água da chuva, além de aumentar a fertilidade do solo e a produtividade da lavoura.

O sistema de gotejamento para fornecimento de água evita deficiências técnicas observadas na irrigação tradicional por “mangueirão“ e aspersão. Melhora a eficiência de aplicação da água, evitando o desperdício, aumenta o aproveitamento pelas plantas, reduz o risco de doenças e otimiza o tempo do agricultor para as outras atividades na lavoura.

O monitoramento pelo MIP da presença e do nível de infestação de insetos e inimigos naturais na lavoura possibilita o uso racional dos agrotóxicos. Há uma redução de até 60% no número de pulverizações, beneficiando diretamente o agricultor e o meio ambiente.

Na medida em que os tomates ficam presos verticalmente por fitilhos, há maior eficiência de fotossíntese e aeração entre as plantas. Com isso, são reduzidas as condições favoráveis para a presença de pragas e ocorrência de doenças. Elimina, ainda, o uso de varas de bambu contaminadas por doenças nos cultivos sucessivos, otimiza o efeito dos agrotóxicos e reduz o tempo de mão de obra.

O uso de sacos de papel glassine ou granapeldurante o período de floração irá proteger ostomates em desenvolvimento do ataque depragas, principalmente da broca pequena do fruto.Também evita o contato dos agrotóxicos com otomate, produzindo um fruto de alta qualidade.

Fonte: Embrapa

Essa matéria você encontra na edição de setembro da Revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira o seu exemplar.

 

Ou assine

Inicio Revistas Hortifrúti Tomatec - Tomate em cultivo sustentável