25.6 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosGrãosTratamento de sementes

Tratamento de sementes

Rafael Rosa RochaEngenheiro agrônomo e mestrando em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola – UNEMAT rafaelrochaagro@outlook.com

Sementes – Crédito: Shutterstock

O tratamento de sementes é considerado uma das estratégias principais para ter produtos de qualidade numa produção. Sendo um processo realizado antes do plantio, consiste na aplicação de insumos químicos e/ou organismos biológicos nas sementes.

Essa estratégia é utilizada para eliminar, controlar ou afastar patógenos, insetos ou outras pragas. É uma etapa essencial a ser conduzida pelos produtores ou pela indústria. O tratamento das sementes protege essa estrutura entre o período de semeadura e a germinação, assegurando uma lavoura mais uniforme e com alto potencial produtivo.

Por causa disso, muitos agricultores têm investido na tecnologia para melhorar e render o insumo agrícola. Sendo um diferencial importante para os agricultores, é o que garante desde a melhor escolha de sementes até questões genéticas e físicas ideais para o cultivo. Para isso, é muito importante saber quais são as tecnologias disponíveis no mercado.

Importância econômica

A demanda da produção de semente cresceu gradativamente nas últimas décadas e, justamente por isso, o Brasil se tornou um dos maiores mercados de sementes, movimentando em torno de US$ 4 bilhões ao ano.

Dessa forma, o avanço em pesquisa e inovação cresceu junto com o mercado brasileiro. Com esse tratamento a partir da tecnologia, as sementes recebem medidas eficientes para o seu desenvolvimento. Inclusive, hoje em dia é possível usar o seu próprio smartphone ou computador para saber informações a respeito das sementes plantadas, desde a semeadura até o beneficiamento das mesmas.

Dessa forma, existem tratamentos específicos para proteger as sementes contra insetos e microrganismos. Para isso, são empregados diversos produtos para combater esses organismos antes que eles possam causar danos à produção. Esses produtos, inclusive, podem alterar a cor e a superfície desse importante órgão da planta.

Dentre todos os insumos utilizados na produção agrícola, a semente é o item de maior valor agregado. Afinal, são elas que carregam toda a constituição genética de uma cultivar. O potencial máximo de produção de uma espécie é determinado pelo potencial da semente. Confira agora uma das tecnologias mais usadas.

Já encontramos tecnologias aplicadas às sementes que atuam como:

● Inoculantes;

● Agentes de proteção a herbicidas;

● Micronutrientes;

● Reguladores de crescimento;

● Revestimentos.

Um a um

Inoculantes são utilizados para o crescimento perfeito das sementes, sendo um dos produtos com ações benéficas ao insumo. Essa tecnologia funciona como um material vegetal com culturas bacterianas para aumentar a produtividade da semente, trazendo um melhor custo-benefício para o agricultor.

Outro fator bem interessante desse tipo de tecnologia é que esse material recupera os solos de baixa fertilidade. Além de não provocar danos ao meio ambiente, o inoculante é muito indicado para quem deseja preservar a flora e fauna do solo.

[rml_read_more]

Micronutrientes: a aplicação de micronutrientes em sementes é indicada para quem quer uniformidade, qualidade e, principalmente, para quem busca redução de custos no cultivo. Essa tecnologia visa fortalecer a germinação da semente e é uma das mais usadas no mundo. Aliás, dependendo da cultura, a semente irá precisar de ingredientes específicos na composição dos micronutrientes.

Reguladores de crescimento: também responsáveis pelo crescimento das sementes, os reguladores de crescimento funcionam como hormônios. Mas, é bom tomar cuidado com o tipo de semente que você está cultivando. Dependendo do caso, há concentrações necessárias para cada tipo de insumo.

Benefícios

O tratamento de sementes é essencial para diversas culturas. O tratamento é uma proteção para as sementes contra perdas futuras. Um benefício adicional do tratamento de sementes é o de proporcionar mais força no enraizamento. Esta característica garante mais vigor no ponto crucial para o desenvolvimento das culturas. Em épocas de seca, as sementes tratadas têm maior proteção contra a perda de eficácia.

O tratamento de sementes possui excelente relação custo x benefício, gerando benefícios tanto para o produtor quanto para a economia nacional. Segundo pesquisa realizada pela Embrapa, o tratamento de sementes com fungicida e inseticida, na safra 2018/19, representou apenas 1,48% do gasto em relação ao custo total de produção de um hectare de lavoura de soja.

E, abrir mão do tratamento é um risco que não vale a pena correr, pois se trata de um procedimento barato, quando comparado às perdas que a falta dele pode acarretar .

Os benefícios do tratamento de sementes atingem a produção como um todo – do plantio à colheita. Dentre esses:

● Controla amplamente as pragas;

● Protege o potencial genético da variedade que o produtor escolheu para plantar, incluindo as que possuem tecnologia Bt;

● Ajuda no estabelecimento de plantas não Bt nas áreas de refúgio agrícola;

● Proporciona o estabelecimento do estande da lavoura (número adequado de plantas para determinada área);

● Influencia positivamente na fisiologia da planta (melhor enraizamento, germinação mais uniforme e maior resistência a nematoides);

● Apresenta baixo custo de investimento;

● Ajuda a obter maior produtividade.

Viabilidade

Em uma média de R$ 3 mil por hectare gastos naquela safra, apenas R$ 46,53 foram empregados na utilização dessa tecnologia. Analisando ao longo de dez anos, o investimento em tratamento de sementes foi de apenas 2,2% do montante total investido.

Segundo os pesquisadores, a média de custo por hectare foi de R$ 2 mil, ao longo dos dez anos. Esse resultado significa que o valor médio investido no tratamento foi de R$ 44,00 por hectare. Ou seja, é um baixo investimento para um alto retorno, uma vez que áreas que utilizam sementes tratadas podem alcançar maiores produtividades.

Existem muitas pragas e microrganismos de solo que atacam as sementes. O tratamento ajuda para que esses ataques não aconteçam, deixando um ambiente sem problemas sanitários para que a semente germine e possa iniciar seu desenvolvimento.

O tratamento de sementes é a aplicação de produtos que protegem o material, auxiliam na nutrição das plantas e no combate de pragas e doenças. Ainda como benefício do tratamento de sementes, cabe mencionar a uniformidade da germinação e a menor necessidade de replantio. Sementes tratadas ajudam no melhor enraizamento e estabelecimento da lavoura. Essa prática também impede que patógenos entrem em áreas isentas.

Direto da indústria

O tratamento industrial de sementes (TIS) faz parte das etapas do beneficiamento das sementes em diversas empresas. É um processo que consiste em aplicações automatizadas por meio de equipamentos de alta tecnologia.

Esse tratamento tem algumas vantagens em relação ao tratamento convencional (on farm): o volume de calda (dosagem) de defensivo utilizado para o tratamento das sementes é mais preciso; a semente recebe melhor cobertura com o produto; há menos risco de intoxicação dos operadores, portanto, mais seguro; apresenta maior eficiência e maior rendimento por hora (há, no mercado, máquinas capazes de tratar até 30 toneladas de sementes por hora); maior praticidade, uma vez que as sementes compradas já estão prontas para uso.

A maior parte das empresas que vendem sementes realiza o tratamento no pré-ensaque ou no momento da entrega das sementes ao produtor.

De acordo com dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no Brasil apenas 40% do tratamento de sementes é realizado industrialmente. Mas, segundo especialistas, esse número tende a aumentar, principalmente pela praticidade e segurança ao produtor.

Artigo anterior
Próximo artigo
ARTIGOS RELACIONADOS

Morango orgânico garante alta rentabilidade

Na Quinta da Boa Vista (QBV), localizada em São Carlos (SP), o morango orgânico é um produto que garante boa rentabilidade. Apesar de atendermos supermercados e hortifrútis, o principal canal de escoamento do nosso morango é diretamente ao consumidor, em feiras e no delivery.

8 previsões para a indústria florestal no Brasil e no mundo: o que esperar de 2021?

Depois do que o mundo atravessou no ano passado com a Covid-19, que infelizmente segue entre nós, qualquer tipo de projeção deve ser feita com cautela.

SP cria linhas de financiamento de R$200mi para o agro

Boletim de informações

Alerta para o risco de geada nas áreas produtoras de café

A chance de um novo episódio de geada está agitando o mercado de café no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!