18.1 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 12, 2022
-Publicidade-
Inicio Destaques Trichoderma complementa manejo do trigo

Trichoderma complementa manejo do trigo

Trigo – Crédito: Shutterstock

O uso do Trichoderma spp. é uma ferramenta no aumento de produtividade e sustentabilidade, pois atua no controle de patógenos e estimula o crescimento

Em meio a tantas adversidades em cultivos agrícolas, distintas alternativas de manejo têm buscado proporcionar aumento produtivo aliado à sustentabilidade da lavoura. Tradicionalmente cultivado nas regiões sul do Brasil, o trigo é uma complexa cultura em que, além de suprir as necessidades das plantas, é essencial manejar pragas e doenças que podem reduzir sua produtividade.

Uma das ferramentas disponíveis visando o aumento de produtividade do trigo e a sustentabilidade da cultura é o uso do Trichoderma spp., que é conhecido e estudado no controle de patógenos de plantas. Além deste, tem sido observado que algumas linhas deste fungo mostram capacidade de estimular diretamente o crescimento vegetal, se estabelecendo na rizosfera.

Conforme destacado por Oliveira (2017), a promoção de crescimento por Trichoderma decorre da colonização rizosférica (rizocompetência) e produção de substâncias estimuladoras do crescimento vegetal, bem como da solubilização de nutrientes presentes nas proximidades das raízes, tornando-os assimiláveis.

O fungo também é reconhecido no controle de inúmeros fungos fitopatógenos, pois atua com eficiência nos patógenos que possuem estruturas de resistência consideradas difíceis de serem atacadas por microrganismos.

Atuação

Tendo em vista a funcionalidade do Trichoderma spp. e as vantagens da utilização do fungo, alguns autores, a exemplo de Pradebon (2016) e Oliveira (2017), têm estudado a influência do fungo na produtividade do trigo.

Oliveira (2017), avaliando diferentes cepas comercias de Trichoderma observou considerável aumento da produtividade do trigo com o uso do fungo em comparação à testemunha. As cepas avaliadas pela autora foram: Trichoderma harzianum IBLF 006 WP; Trichoderma harzianum IBLF 006 SC; Trichoderma harzianum ESALQ 1306 e Trichoderma asperellum URM 5911. Além dessas, a autora também avaliou um fertilizante organomineral (Qualytus SCP) (Oliveira, 2017).

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.

Inicio Destaques Trichoderma complementa manejo do trigo