21.6 C
Uberlândia
sábado, junho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiTropical Estufas surpreende na Hortitec

Tropical Estufas surpreende na Hortitec

Tropical Estufas - Foto Ana Maria Diniz
Tropical Estufas – Foto Ana Maria Diniz

 

A Hortitec 2015 foi bem acima da expectativa de Nelson Nardy, diretor da Tropical Estufas. “Participamos de outras feiras nesse ano que estavam com movimento muito baixo, e esperávamos o mesmo da Hortitec, mas nos surpreendemos positivamente. Nesses três dias de evento fizemos bons negócios e atraímos a atenção dos visitantes“, conta.

Parceria

Para o evento, a Tropical Estufas levou seus parceiros de longa data, como a Funghi& Flora, Suzana Shitaki e o Viveiro Ponte Alta, este último direcionado para bandejas plásticas. “Fornecemos as bandejas do Viveiro Ponte Alta há muito tempo no mercado. E nesse ano, como eles estavam com a máquina de encher bandejas como novidade, apresentamos aos visitantes, que tiveram boa aceitação“, relataNelson Nardy.

O substrato normalmente é de fibra de coco e vem muito compactado. A máquina vem para fazer a descompactação desse substrato, deixá-lo na umidade e granulação ideal, encher as bandejas e já fazer os furos, onde serão plantadas as sementes. Para o produtor, restará apenas o plantio, que é a colocação da semente. “Com uma máquina dessa, a eficiência de plantio é de quase 300 bandejas por hora, além de diminuir a mão de obra“, detalha.

Estufas para profissionais

A Tropical Estufas vem se especializando no cultivo de tomate, e por isso mostrouno evento, desde a estufa com altura de 4,20m à de 6m de pé direito, além de uma linha de malhas antiafídeo para barrar a entrada da mosca-branca, o principal inimigo dessa cultura.

“Desenvolvemos estufas com pé direito bem mais alto, com dois modelos de abertura no teto, tipo lanternim ou dente de serra, e com isso conseguimos manter uma temperatura quase ideal para o cultivo de tomate.A malha antiafídea é bastante fechada para não deixar passar nenhum inseto, nem mesmo tripes, mas em contrapartida também não passa o ar. Para compensar, erguermos o pé direto da estufa para manter a temperatura e a ventilação interna, tão necessária para as plantas“, esclarece Nelson Nardy.

A Hortitec

O diretor da empresa se mostrou muito satisfeito com a feira, e já tem expectativas para o ano que vem. “O Brasil passa por um período econômico complicado. Os produtores estão sem o respaldo dos financiamentos e isso acaba impactando todo o segmento. Mas, criamos outras formas de financiamento próprio, para driblar a dificuldade e colocar nossos produtos no mercado.Torcemos para que a linha de financiamento do BNDES volte o mais rápido possível, porque o alimento é necessário, assim como o agronegócio para a economia brasileira“, finaliza Nelson Nardy.

 

Essa matéria você encontra na edição de julho da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Vantagens da adubação verde no cultivo do meloeiro

Bruno Novaes Menezes Martins Engenheiro agrônomo, mestre e doutorando em Horticultura pela FCA/UNESP - Campus de Botucatu (SP) brunonovaes17@hotmail.com   O melão (Cucumis melo L.), pertencente à família...

Ovos e ninfas da mosca-branca devem ser eliminados?

Autores Luís Paulo Benetti Mantoan Doutor em Ciências Biológicas (Botânica)/Fisiologia Vegetal – UNESP luismantoan@gmail.com Carla Verônica Corrêa Doutora em Agronomia/Fisiologia Vegetal – UNESP cvcorrea1509@gmail.com...

APAS SHOW 2023

De 15 a 18 de maio em São Paulo.  

Benefícios dos aminoácidos e algas para o cultivo de cebola

  Lucas Anjos de Souza Pesquisador e professor - Instituto Federal Goiano, Polo de Inovação em Bioenergia e Grãos, campus Rio Verde (GO) lucasanjos22@yahoo.com.br Higor Ferreira Silva Victor Paulo...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!