22.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 29, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasUso de tecnologias impulsiona a agricultura familiar

Uso de tecnologias impulsiona a agricultura familiar

Foto de arquivo

De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), cerca de 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros são cultivados em pequenas propriedades de agricultura familiar. Outro dado que chama atenção é que as atividades exercidas pelas famílias equivalem a expressivos 23% de toda produção agropecuária brasileira, segundo o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Com isso, todos os anos cresce a necessidade do uso de recursos tecnológicos que acompanhem o crescimento do setor, o que tem feito as grandes indústrias buscarem soluções que auxiliem os pequenos produtores a melhorarem a qualidade técnica e o manejo das lavouras e elevarem seu potencial competitivo no mercado.

Thiago Ribeiro, engenheiro agrônomo e responsável por uma área de cultivo de tomate e morango em Assis Chateaubriand, no Oeste do Paraná, ressalta que essas inovações são fundamentais para o setor. Segundo ele, “a maior parte do trabalho realizado nas pequenas propriedades rurais ainda é feita manualmente. Por isso, recursos tecnológicos são essenciais, já que possibilitam redução de perdas, maior eficiência na produção e, consequentemente, a elevação dos ganhos”.

Com o impulso da agricultura familiar, Ribeiro percebe uma nova era para os pequenos produtores. “Há alguns anos, certas tecnologias eram utilizadas apenas pelos grandes. Era um mundo ainda muito distante para alguns produtores. O acesso era difícil para esse nicho. Hoje, mesmo em propriedades pequenas, se tornou mais fácil o acesso a tais recursos”.

Recursos disponíveis também ao pequeno produtor 

Para alcançar maiores níveis de produtividade — a exemplo do que ocorre em propriedades de recordistas mundiais em produtividade nos Estados Unidos –, o pequeno produtor pode utilizar, por exemplo, a BRANDT Manni-Plex®, que promove maior eficiência na absorção e translocação de nutrientes via xilema e floema e gera uma nutrição de precisão. Outro recurso ao alcance dos produtores brasileiros e que tem atraído cada vez mais atenção é a BRANDT Smart System®, que reduz os danos causados por herbicidas na cultura principal.

“Saber qual é a tecnologia mais adequada para a sua produção faz toda a diferença. Os recursos tecnológicos da BRANDT me ajudaram a reduzir custos de produção, tangibilizar perdas, alcançar alta produtividade e qualidade, conhecer com detalhes a eficiência do solo e otimizar minha atuação, tudo isso em uma pequena propriedade”, diz Ribeiro. O engenheiro agrônomo ressalta ainda que é vital que, antes de tudo, o produtor identifique quais são os melhores tipos de manejo para a sua produção. “O primeiro passo é buscar e receber conhecimento técnico para melhor adaptação das opções do mercado ao seu negócio”, conclui.

ARTIGOS RELACIONADOS

Nova tecnologia traz mais saúde para a nutrição de leitões

Patenteado globalmente, processo da Rio Pardo Proteína Vegetal unifica tratamentos térmicos e garante produto de mais qualidade

Especialistas recomendam estratégias tecnológicas para mitigar falta de água em soja

Nas últimas três safras, somente o Rio Grande do Sul e o Paraná, segundo e terceiro maiores ...

Tecnologia no campo é a chave para aumentar a produtividade da nova safra de grãos

Produtores cada vez mais contam com ferramentas digitais que auxiliam na tomada de decisões e geram informações durante todo o período de safra.

ICL lança tecnologia exclusiva para uso em tratamento de sementes industrial

Recomendado para a cultura da soja, a novidade traz ao mercado uma nova forma de aplicação de nutrientes e precursores hormonais via semente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!