29.3 C
Uberlândia
sexta-feira, julho 12, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioAnimaisVacas Girolando batem recorde no Torneio Leiteiro da Megaleite 2024

Vacas Girolando batem recorde no Torneio Leiteiro da Megaleite 2024

Divulgação

O 33º Torneio Leiteiro da Megaleite 2024 terminou com o registro de dois recordes nacionais. A vaca Fanny FIV Kingboy 131 FGS Sapucaia é a nova recordista nacional de produção total entre os animais 5/8, na categoria Vaca Adulta. Ela produziu no total 306,960 kg/leite, com média de 102,320 kg/leite. Com essa produção, ela quebra um recorde que foi estabelecido em 2015, na Exposição de Araxá/MG, que era a média de 99,340 kg/leite. Fanny, de propriedade do expositor Fernando Gonçalves dos Santos, sagrou-se Grande Campeã de Produção Absoluta do Torneio Leiteiro de Girolando.

Outro recorde foi registrado na categoria Vaca Jovem, entre os animais CCG 1/2. A campeã da categoria Tradição FIV Elixir Santa Luzia produziu 268,670 kg/leite, com média de 89,557 kg/leite. De propriedade do expositor José Freire Neto, ela bateu o recorde que vinha sendo mantido desde a Megaleite de 2019, que era a média de 89,153 kg/leite.

A Grande Campeã de Sólidos foi a vaca adulta Paloma Jedi FIV F. Congonhas, do expositor Gustavo Frederico Burger Aguiar. Ela produziu 225,543 kg/leite, com média de 75,181 kg/leite.

Os expositores das Grandes Campeãs de Produção Absoluta e de Sólidos foram premiados com uma moto 0 km, cada um. O 33º Torneio Leiteiro da Megaleite 2024 começou no domingo e foi encerrado nesta quarta-feira. Concorreram 17 animais.

ARTIGOS RELACIONADOS

Tripassonomose: é fácil de confundir e exige precisão no tratamento e controle

A Tripanossomose bovina ainda é pouco percebida no radar dos pecuaristas do Brasil

Megaleite 2024 já recebe raças leiteiras inscritas para o evento 

A exposição acontece na capital mineira desde 2016 e reúne as principais raças leiteiras do Brasil

Leptospirose: doença prejudica o bem-estar animal

A leptospirose é uma zoonose amplamente disseminada pelo mundo. A doença é especialmente perigosa para equinos, bovinos e suínos, principalmente em regiões que convivem com altas temperaturas e umidade elevada

Leptospirose torna-se perigo no Rio Grande do Sul para pessoas e bovinos

Enfermidade está associada à contaminação da água e também acomete humanos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!