24.9 C
Uberlândia
sexta-feira, abril 12, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosVerticillium no tomate: como reconhecer e realizar o manejo?

Verticillium no tomate: como reconhecer e realizar o manejo?

Helcio Costa
Doutor em Fitopatologia e pesquisador – Incaper
helciocosta@incaper.es.gov.br

Crédito: Helcio Costa

Dentre os vários fatores que limitam a produtividade, as doenças ocupam uma posição de destaque, pois podem levar a perdas elevadas se medidas de manejo não forem tomadas a tempo.

Como reconhecer a doença

Os primeiros sintomas em condições de campo geralmente são observados no início de frutificação da cultura. A doença causa amarelecimento das folhas, em forma de V, com o vértice voltado para a nervura principal da folha, iniciando pelas folhas mais velhas.

A murcha da planta pode ser acentuada ou muito lenta, dependendo da infestação e do tipo de solo, bem como das condições climáticas. É comum verificar a perda total das lavouras.

Um sinal característico da doença pode ser observado após a realização de um corte no sentido longitudinal, na região basal do caule, onde se verifica que os vasos apresentam uma coloração escura/parda típica.

Muitas vezes, somente com exame em laboratório é possível a confirmação correta do fungo, pois os sintomas acima descritos podem também ser causados por outros fatores.

Condições que favorecem a doença

A doença é favorecida por solos com pH entre 6,5 a 7,0, com desequilíbrio nutricional e baixo teor de matéria orgânica. Temperaturas entre 20 a 24°C e alta umidade do solo são muito favoráveis ao desenvolvimento da doença.

Como a doença se dissemina

O fungo se propaga por meio de sementes e mudas contaminadas. No campo, a água de irrigação e o solo contaminado aderido aos implementos agrícolas (arados, grades) são os principais fatores que levam o patógeno de uma área para outra e dentro da própria lavoura. O fungo sobrevive no solo por vários anos pela formação de microescleródios.

Manejo da doença

A principal medida para o manejo desta doença é o plantio de cultivares/híbridos resistentes, mas já testados na região. A maioria dos híbridos atualmente plantados apresenta resistência somente à raça 1 e, com o surgimento da raça 2, cuidados adicionais devem ser tomados para evitar a sua introdução em novas áreas da propriedade, notadamente via implementos agrícolas contaminados.

Outras medidas importantes:

• Plantio de mudas sadias e certificadas;

• Efetuar com antecedência a análise do solo, visando corrigir o pH do solo para valores que desfavoreçam a ocorrência da doença em alta intensidade;

• Uso de compostos orgânicos no plantio e adubação equilibrada (atentar para os nutrientes cálcio e magnésio) e evitar excesso de adubação nitrogenada;

• Evitar o plantio de cultivares e/ou híbridos suscetíveis em locais onde a doença já tenha ocorrido;

• Efetuar a rotação de culturas, por vários anos, evitando plantios da família das solanáceas, principalmente, e de morango;

• Evitar ferimentos nas raízes das plantas no momento dos tratos culturais;

• Evitar o uso de implementos agrícolas contaminados no momento da preparação de novas áreas, pois isto esta é uma das causas principais da disseminação do fungo no Estado.

ARTIGOS RELACIONADOS

Encontro dos Técnicos reúne equipe para treinamentos de campo e de gestão em horticultura

Evento visa aperfeiçoar o conhecimento dos profissionais sobre os produtos das linhas Topseed, Topseed Premium e Superseed O Encontro dos Técnicos (ETEC), evento anual realizado...

Aquafértil tem foco em nutrição de plantas

O Encontro de Hidroponia 2016 foi semelhante à edição de 2015, segundo Marcelo Cristóvão Arrighi, diretor da Aquafértil, exceto pela surpreendente presença de produtores...

Pinta-preta dos citros: como controlar?

A pinta-preta dos citros, também conhecida como mancha preta dos citros, é considerada uma das doenças mais importantes da citricultura brasileira e mundial.

Polímeros via tratamento de sementes

Sabendo que o uso de sementes de qualidade, bem como produtos que favoreçam o melhor desempenho destas em campo, é uma prática essencial para o alcance do sucesso na agricultura, o tratamento de sementes tornou-se técnica consolidada entre os produtores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!