19.6 C
Uberlândia
domingo, junho 16, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiVocê sabe plantar couve-manteiga?

Você sabe plantar couve-manteiga?

 

Adriana Souza Nascimento

Engenheira agrônoma, extensionista rural da Emater/DF

emater.gama@gmail.com

 

Adriana Souza Nascimento - Engenheira agrônoma, extensionista rural da Emater DF
Adriana Souza Nascimento – Engenheira agrônoma, extensionista rural da Emater DF

A couve-manteiga é uma hortaliça anual, herbácea, com caule vertical ou ereto, que sempre emite novas folhas ao redor do caule. A folha é a parte comestível e produto comercial.

As folhas apresentam coloração verde-clara a verde-escura, coberta por fina camada de cera, em maior ou menor quantidade em função de variedades. O seu tamanho varia com as variedades, vigor das plantas, condições climáticas, fertilidade do solo e sanidade de plantas. As plantas se desenvolvem bem em condições de clima ameno a quente.

Épocas de plantio

O nicho de mercado dessa produção são as feiras livres, sacolões e mercados. A couve-manteiga pode ser plantada o ano todo, porém, as épocas de plantio mais indicadas são: para as regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste de fevereiro a julho, e para o Norte e Nordeste de abril a julho/agosto.

Meios de propagação

Couve - Crédito Luize Hess
Couve – Crédito Luize Hess
Couve - Crédito Luize Hess
Couve – Crédito Luize Hess

A propagação é feita por sementes e por mudas. As mudas são obtidas a partir de brotos laterais de plantas sadias e enraizadas em canteiros, antes de serem transplantadas no local definitivo.

O plantio deve ser feito em solos férteis e de boa permeabilidade. Deve ser realizada análise de solos para observação da necessidade de correção e, ainda, a adubação deve basear-se no resultado da análise do solo. A cultura é bastante exigente em boro e molibdênio.

Devem ser realizadas capinas para manter a cultura no limpo durante todo o seu ciclo produtivo. A adubação de cobertura deve iniciar-se logo após o pegamento das mudas (15 a 20 dias após o transplante) e ser repetir a cada 30 dias.

Colheita

A colheita se processa aproximadamente 50 dias após o transplantio ou 90 dias após o semeio, durante a chamada primeira fase, onde se colhem as folhas quando estas estão apropriadas para o consumo e se encontram tenras.

As folhas, então, devem ser lavadas, e formados os maços ou as embalagens transparentes e perfuradas, devido a sua maior permeabilidade de O2 e CO2.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Clique aqui e adquira já a sua!

 

ARTIGOS RELACIONADOS

De olho na mancha-marrom-de-alternária

A safra mineira de tangerina Ponkan se aproxima, e com ela a expectativa de uma boa comercialização. Este é um momento oportuno para identificar...

Mecanização – Um caminho sem volta

Eng. Agro. MSc. Felipe Santinato fpsantinato@hotmail.com Eng. Agro. Alino Pereira Duarte Prof. Dr. Rouverson Pereira da Silva Eng. Agro. Roberto Santinato A evolução tecnológica é uma realidade presente...

Variedades velhas ou novas – Por que mudar?

Amélio Dall'Agnol Engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa Soja Sei da dificuldade que muitos colegas melhoristas de plantas têm para admitir a possibilidade de que uma...

Agricultores de Berilo investem em técnicas simples e aumentam produção

Uma comunidade quilombola, do município de Berilo, no Vale do Jequitinhonha, está colhendo os frutos de um trabalho feito para melhorar a produção de uva. A...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!