14.3 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoAgrivalle obtém registro para produto biológico que controla mosca branca

Agrivalle obtém registro para produto biológico que controla mosca branca

Tratamento à  base do fungo Beauveria bassiana é indicado para controlar o inseto e pode ser aplicado nos sistemas orgânico e convencional

 

Presente nas mais diversas culturas agrícolas, Uma das ferramentas cada vez mais adotada no campo é o controle biológico, uma tendência na agricultura mundial, que movimenta anualmente cerca de US$ 3 bilhões.  No Brasil, estimativas mostram que o setor deve crescer cerca de 20% até o ano de 2020.

Com objetivo de oferecer uma ferramenta diferenciada para o controle desta praga, a Agrivalle acaba de receber o Registro do Inseticida Microbiológico AUIN® para o manejo da mosca branca nas culturas da soja, feijão, batata, tomate, entre outras. O produto pode ser usado pelos produtores orgânicos e também pelos que cultivam no sistema convencional. AUIN® é composto à base do fungo Beauveria bassiana, que além da mosca branca age em várias pragas agrícolas, como o moleque-da-bananeira e o ácaro rajado.

 

Desenvolvido pelo Departamento de Pesquisas da Agrivalle, AUIN® oferece todas as vantagens do controle biológico: Não deixa resíduos químicos nas plantas, frutos ou no ambiente, é seguro para os consumidores e trabalhadores que manuseiam o produto no campo, não há período de carência para o consumo de vegetais tratados com o produto e promove o equilíbrio natural no ambiente não permitindo o aparecimento de pragas resistentes.

 

A mosca branca (Bemisiatabaci) é de difícil controle e está na lista do Ministério da Agricultura e Abastecimento (MAPA) como uma das pragas com maior potencial para gerar prejuízos nas lavouras.

A chegada deste produto para o manejo da mosca branca é de extrema importância para os programas do Manejo Integrado de Pragas (MIP).  “O AUIN® age no controle em todas as fases da mosca branca. Os melhores resultados são obtidos quando o tratamento é feito ainda nas fases iniciais de seu desenvolvimento (ninfas) e até mesmo preventivamente“, explica Wagner Coladel, gerente de Marketing da Agrivalle. Segundo ele, “o potencial de eficiência do novo produto pode chegar a 85%, quando conduzido de modo adequado, reduzindo ou eliminando sua população e garantindo a qualidade, a produtividade, bem como a rentabilidade das plantações“.

 

A Agrivalle foi constituída em 2012 a partir da fusão entre as empresas Supra Fertilizantes, Agrihaus do Brasil e MFB Agrícola, com vertentes de controle biológico e fertilizantes especiais, que atuavam no mercado desde 2003. A empresa tem investido em ferramentas inéditas de controle biológico, nutrição multifuncional e bioestimulantes especiais, setores em ampla expansão e crescimento no Brasil e com uso já consolidado em países europeus, como a Holanda e Espanha.

 

Informações para imprensa:

Marlene Simarelli ” marlene@artcomassessoria.com.brè (19) 98172-3185

Jeferson Batista ” jeferson@artcomassessoria.com.br  è (19) 995980025

ArtCom A.C. –  artcom@artcomassessoria.com.br è(19) 3237-2099

ARTIGOS RELACIONADOS

Uso de bioestimulantes a base de aminoácidos na alface

  Camila Kaminski de Agostinho camilakaminski49@gmail.com Bruno Sbardelotto Deparis bruno_deparis_22@hotmail.com Graduandos em Agronomia - Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) Fabiano Pacentchuk Engenheiro agrônomo, mestre em Produção Vegetal e doutorando em Agronomia...

Brandt aposta na evolução dos fertilizantes

Antonio Coutinho Diretor técnico e de marketing da Brandt do Brasil   O crescimento populacional e a necessidade crescente de alimentos para o mundo tem sido o...

Micorrizas aumentam o aproveitamento do fósforo

  Paulo Ademar Avelar Ferreira Pós-doutorando em Ciência do Solo, Universidade Federal de Santa Maria Ricardo BemficaSteffen Engenheiro Agrônomo, Doutor em Ciência do Solo, Organismos do solo e...

Cobertura morta do solo na proteção da lavoura cafeeira

Julio Cesar Freitas Santos Pesquisador fitotecnista da Embrapa Café julio.cesar@embrapa.br O manejo integrado das plantas daninhas na lavoura cafeeira busca sempre o aprimoramento de técnicas e de...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!