20.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 22, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasBoletins agrometeorológicos semanais fornecem dados precisos aos produtores

Boletins agrometeorológicos semanais fornecem dados precisos aos produtores

Parceria entre a Lindsay América Latina e a Metos Brasil disponibiliza, gratuitamente, informações climáticas localizadas, além de um resumo do agronegócio para as quatro regiões do País.

Crédito Divulgação

De acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMM), a temperatura do continente apresentou, nos últimos 30 anos, um aumento de 0,2ºC por década, a maior taxa já registrada. Com este desequilíbrio, a tendência de aquecimento e os impactos climáticos extremos se tornam cada vez mais perceptíveis, principalmente na América do Sul. Portanto, estar preparado para enfrentar essas mudanças será decisivo para os produtores rurais e para garantirem o abastecimento mundial de alimentos.

Para ajudar a classe produtora nesse desafio, a Lindsay América Latina, multinacional de soluções de irrigação por pivô, em parceria com a Metos, subsidiária brasileira da austríaca Pessl Instruments, pioneira em soluções de monitoramento e inteligência para o agronegócio, lançam a Estação Lindsay. Por meio de boletins meteorológicos publicados duas vezes por semana no Facebook, no Instagram @zimmaticbrasil, bem como via canal do WhatsApp (https://whatsapp.com/channel/0029VaABB43AjPXEKoxxX93N), os agricultores passam a ter a previsão do tempo de 7 até 14 dias com dados de precipitação, umidade e temperaturas máximas e mínimas.

Além disso, nos mesmos canais há um resumo do cenário do agro para as regiões Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul. “A grande diferença da nossa previsão é que esta é localizada. A estação faz um refinamento dos modelos matemáticos para dar uma informação mais assertiva”, destacou o engenheiro agrônomo Fábio Belezi, gerente comercial da Metos Brasil.

Segundo o especialista, o objetivo da iniciativa é fornecer dados de qualidade no momento certo, ou seja, possibilitar tomadas de decisões rápidas e assertivas no dia a dia do campo. “Com essas informações, os agricultores terão melhor gestão das janelas de plantio e colheita, mitigação de riscos climáticos, alertas de riscos de doenças e controle de pragas, além de uma significativa economia de recursos como água, insumos, energia e maquinários agrícolas”, disse.

Dados na mão, eficiência na irrigação

Entre as diversas informações importantes que os sensores da Metos oferecem, destaque para os dados de evapotranspiração. Este é um processo natural que ocorre na natureza, em que a água é evaporada da superfície do solo e das plantas através da transpiração. O processo auxilia na manutenção do ciclo hidrológico da terra e regula a temperatura do planeta.

Essa medida é muito importante para o gerenciamento de irrigação, pois a quantidade de água que as plantas consomem durante a transpiração é diretamente proporcional a sua qualidade e produtividade agrícola. Ou seja, com esses dados o produtor poderá realizar a irrigação de maneira mais sustentável e econômica. “Ter informações da evapotranspiração na prática significa saber o quando está se perdendo de água da planta e no solo. Para ele repor isso com o pivô, ele precisa dessa informação que só é possível com uma estação meteorológica, com sensores de alta qualidade e robustez”, destaca o especialista. 

Com dados meteorológicos precisos em mãos, por meio dos boletins, somado às informações do solo e das plantas, o produtor terá uma gestão da irrigação muito mais eficiente e assertiva. Com a integração de tecnologias com o FieldNET Advisor, solução da Lindsay, empresa representada também pela marca Zimmatic™, além do uso racional da água a plataforma ajuda com a economia de energia e ainda pode evitar desperdício de insumo, como os fertilizantes e os defensivos.

A ferramenta fornece dados simplificados para o manejo do irrigante com grande assertividade. O funcionamento é simples: basta o produtor inserir a cultura e suas características, o tipo de solo e as datas de plantio e o programa combina automaticamente esses dados com informações meteorológicas precisas e dados históricos de irrigação do campo. 

Em seguida, por meio de modelagem, ele monitorará o crescimento da lavoura e a profundidade das raízes para verificar a quantidade de água disponível no solo para a cultura e prever assim as necessidades futuras de água, a quantidade e o momento ideal para a irrigação, visando atingir a máxima produtividade.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!