20.6 C
Uberlândia
domingo, junho 23, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasBrasil estima aumento na produção de grãos na próxima década

Brasil estima aumento na produção de grãos na próxima década

Reprodução

O Brasil deverá produzir 36,8% a mais nas safras de grãos, em relação ao número da produção atual. Com isso, a produção estimada da safra de grãos 2031/2032 será de 370,5 milhões de toneladas, segundo dados Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), pela Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e pelo Departamento de Estatística, da Universidade de Brasília (UnB).

Analisando os dados do estudo, este crescimento significará em média 2,7% ao ano. Os destaques devem continuar com o milho de segunda safra e a soja. O estado do Mato Grosso vai liderar o crescimento da produção de milho no Brasil nos próximos anos.  O estudo ainda mostra que o Estado deve saltar das 41,6 toneladas para 56,9 toneladas, no mesmo período. 

As demandas do mercado interno e de exportações, somadas ao aumento da produtividade devem ser o motor para o crescimento da produção. Tanto a tecnologia deverá permitir maior aproveitamento, como a área de plantação de grãos deve crescer na próxima década.

Segundo Fábio Pizzamiglio, diretor da Efficienza, empresa especializada na assessoria do comércio exterior, para atingir as metas o Brasil precisa buscar formas de continuar o desenvolvimento no setor. “São necessários investimentos estruturais e logísticos, além de um compromisso federal com o agronegócio. Sabemos que o setor tem sido o grande responsável pelos bons resultados em nossa balança comercial e para que isso se amplie, necessitamos de cada vez mais investimentos”, afirmou o especialista.

Estima-se que o Brasil exporte 114,9 milhões de toneladas de soja grão (48,9% a mais do que atualmente), e 19,5 milhões de toneladas de soja farelo (9,5% a mais do que o total atual). O milho deve ter um crescimento de 25,2% nas exportações nos próximos dez anos, alcançado 46,3 milhões de toneladas exportadas.

A carne de frango, que viu a produção saltar devido à procura por uma alternativa à carne bovina, também viu as exportações aumentarem esse ano, devido às crises de gripe aviárias na produção dos principais países concorrentes. Para a próxima década, as exportações devem aumentar 26,2%, alcançando 5,8 milhões de toneladas. Já a carne suína, que também teve produção recorde este ano, deve ter as exportações aumentadas em impressionantes 38,9% nos próximos dez anos, alcançando 1,5 milhões de toneladas.

“O compromisso do nosso Estado deve se focar em alcançar bons números e o ano de 2023 será um grande teste para o segmento, principalmente por se tratar de uma nova gestão federal. Porém, o que esperamos é que os resultados que temos acompanhado continuem para que possamos abranger cada vez mais mercados”, completou Pizzamiglio, que também afirmou a importância da ampliação da participação do Brasil em mercados estrangeiros.

ARTIGOS RELACIONADOS

Corredor de soja sustentável RTRS já é realidade no MATOPI

Neste mês, um dos terminais no Porto do Itaqui, no Maranhão, obteve certificação da Cadeia de Custódia para atender a demanda de soja certificada RTRS (Associação Internacional...

ABC Bio elege nova diretoria e conselho – biênio 2017/18

A partir de janeiro de 2017, a ABC Bio(Associação Brasileira das Empresas de Controle Biológico) terá nova diretoria e conselho. O novo presidente para...

Berço da soja celebra centenário do cultivo no país

Foi em Santa Rosa (RS), cidade natal da Luft Logistics, que Albert Lehenbauer distribuiu sementes em 1924 para famílias locais. Após 100 anos, país é o maior produtor e exportador mundial

Qual o potencial do controle biológico na soja?

Autores Bruna Cristina de Andrade brunaandrade639@yahoo.com.br Amanda Sabino Engenheiras agrônomas e mestrandas em Proteção de Plantas – Universidade Estadual de Maringá (UEM) Rafaela Araújo...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!