21.6 C
Uberlândia
quarta-feira, maio 22, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasCESB intensifica alinhamento entre sustentabilidade e produtividade

CESB intensifica alinhamento entre sustentabilidade e produtividade

Comitê anuncia Edsmar Resende e reforça aplicação do conceito ASGP

Edsmar/Divulgação

O Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) defende que a produtividade é um componente importante das iniciativas de sustentabilidade do setor agropecuário e, por meio de várias iniciativas de sucesso, recomendou que o “P” de Produtividade fosse incorporado à sigla ASG (ambiental, social e governança), transformando-a em ASGP.

Esse posicionamento está alinhado com a missão do CESB, que contempla a promoção estratégica da sojicultura nacional e de seu sistema produtivo, com transparência,  sustentabilidade e responsabilidade social. 

Com o objetivo de fortalecer esse cenário, o CESB acaba de anunciar o advogado Edsmar Resende como membro efetivo de seu Conselho. O profissional é sócio fundador da Tarpon 10b, tem 22 anos de experiência na área de Sustentabilidade, Inovação e Estratégia, é mentor e avaliador de programas de inovação e startups e atuou como consultor em mecanismos de mercado e relatórios de Sustentabilidade, como Global Reporting Initiative (GRI), Dow Jones Sustainability Indexes (DJSI), Oekom Research AG, Performance Standards/IFC, ISE/B3 (Índice de Sustentabilidade Empresarial) e o ICO2/B3 (Índice Carbono Eficiente). Apaixonado por ser um catalisador de conexões (cross pollination) e gerar oportunidades ao conectar pessoas, ideias e negócios.

“É um orgulho enorme e uma grande responsabilidade entrar para o board do CESB. Não sou agrônomo, mas tenho uma paixão gigantesca por esse setor e as suas cadeias. Elas nos circundam 24 horas por dia, mesmo que não seja óbvio. A soja ao final, como uma espécie de desconstrução e transformação, pode ter centenas de aplicações e não apenas óleo ou nutrição animal”, pontua. 

Resende acrescenta que o CESB é uma instituição sem fins lucrativos que propaga conhecimento, aprendizagem e sistematização de práticas na cultura da soja que elevem a produtividade. “Ao longo dos anos, o CESB alcançou ares e objetivos para além do plano dos seus fundadores com alcance nacional e global. Isso gerou ativos já conhecidos como as premiações que jogam luz sobre os campeões em cada categoria e criou cases sistematizados desses processos e práticas que podem ser acessados por cada um”, pontua. 

Contribuições para o CESB – O novo membro efetivo do CESB acredita que poderá ajudar o Comitê a intensificar o debate e as iniciativas em torno de temas importantíssimos para a sojicultura nacional, tais como as mudanças climáticas, a segurança alimentar e energética, o agricultor como produtor de vida e não apenas alimento, e negócios/ativos de base de natureza (carbono, Biodiversidade, água, solo).

“Temos um tesouro a ser explorado para gerar mais aprendizado e conhecimento. A base disso é um volume gigante de dados de vários anos de jornada do CESB que podem dar pistas e jogar luz em dilemas e temas que a cultura da soja, o agronegócio e a sociedade enfrentam em diferentes níveis de intensidade nesse momento, mas que serão cada vez mais relevantes”, explica. 

COP30 – Resende antecipa que, durante a COP30, no Brasil em Belém/Pará, será fortemente desenhado o uso e ocupação de solo pelo agro e outras atividades pelos próximos 30 anos. 

“Serão apresentados temas que, como membro efetivo do CESB, estarei atento para analisar e apresentar ao Conselho, entre eles: a) como podemos demonstrar oportunidades e impacto da inserção de novas práticas?; b) Como estamos alinhando para ter uma agricultura resiliente com menor impacto frente eventos climáticos extremos?; e c) Como olhar para o campo não apenas com o viés de sacas, arrobas ou toneladas por hectare, mas para densidade nutricional da produção e Joules gerados por hectare”, finaliza. 

O CESB é composto por 19 membros especialistas e 23 organizações patrocinadoras que acreditam e contribuem para o avanço sustentável dos mais altos índices de produtividade de soja no Brasil, são elas: BASF, BAYER, SYNGENTA, JACTO, Alltech, Atto Sementes, Bioma, Brasmax, Corteva, Eurochem FTO, Ferticel, ICL, Koppert, Mosaic, Stoller, Sumitomo Chemicals, Timac Agro, TMF, Ubyfol, UPL, Yara, Elevagro e IBRA. Mais informações pelo telefone: (15) 3418.2021 ou pelo site www.cesbrasil.org.br

ARTIGOS RELACIONADOS

VII Simpósio Internacional de Fruticultura Temperada debate formas de cultivos sustentáveis

  A produção de frutas de qualidade traz recordes frequentes de exportação com milhões de dólares movimentados a cada ano   A evolução se mostra claramente nos...

Nova sede da Arysta para a América Latina reflete expansão dos negócios e intensificação das práticas sustentáveis

O conceito de sustentabilidade é praticado nos negócios da Arysta LifeScience, uma das maiores empresas privadas do mundo no mercado de proteção de plantas...

Campanha defende parceria entre elos da cadeia produtiva agrícola

Crescimento sustentável depende do envolvimento de vários setores do agronegócio, aponta nova campanha corporativa da Alltech Crop Science Alcançar maiores índices de produção, volume de...

Nutrição na dose certa para o cafeeiro

Autor Givago Coutinho Doutor em Fruticultura e professor efetivo do Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado) givago_agro@hotmail.com A exigência nutricional é um dos principais...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!